Home Maranhão São Luís Condomínio terá que ser evacuado caso não seja resolvido o problema em 5 dias

Condomínio terá que ser evacuado caso não seja resolvido o problema em 5 dias

Condomínio terá que ser evacuado caso não seja resolvido o problema em 5 dias

O Corpo de Bombeiros realizou, na manhã desta terça-feira (27), uma vistoria no condomínio Jardim de Toscana, localizado no bairro Altos do Calhau e interditou a Central de Gás do condomínio. O órgão decretou ainda que se em 5 dias a situação não for resolvida pela Cyrela, construtora do condomínio, o mesmo terá que ser evacuado.  Por conta dos problemas no sistema de gás do condomínio, há risco de explosão.

O caso é acompanhado também pelo Ministério Público do Maranhão, representado pela  promotora do Meio Ambiente Lítia Cavalcanti, que explica “Os cilindros de gás precisam ser retirados daqui porque corre o risco de explosão. Todos os apartamentos estão sem gás, estão fechados. Se em cinco dias o Corpo de Bombeiros vierem aqui e ainda não tiver sido resolvida essa situação, será evacuado o condomínio”, afirma a jurista.

Entre as principais irregularidades estão os problemas hidráulicos do imóvel, que foi construído em cima de lençóis freáticos, e vazamento de gás, o que pode ocasionar uma explosão. No condomínio, vivem atualmente cerca de 228 famílias.

Segundo a Promotora de Defesa do Consumidor, Lítia Cavalcante, existem três ações civis publicas e um inquérito civil na Promotoria do Meio Ambiente sobre o caso.

Em 18 de abril, o Corpo de Bombeiros realizou vistoria no local e confirmou os problemas estruturais. Foi dado um prazo de 30 dias para que as irregularidades fossem resolvidas, sem resposta. “Eles não podem permitir que haja a iminência de acidente grave”, afirma Lítia.

Os advogados e os representantes da  Cyrela não se posicionaram sobre o assunto.

Mais

Após denúncias, condomínio passa por vistoria