Home Polícia Menor envolvido na morte de jovem se apresenta em delegacia

Menor envolvido na morte de jovem se apresenta em delegacia

Menor envolvido na morte de jovem se apresenta em delegacia

O adolescente que estava foragido e teria participação no assassinato de Marco Antônio Oliveira se apresentou ontem (20), na Delegacia do Adolescente Infrator, em Timon, acompanhado por advogado. O crime ocorreu na zona rural de Timon. Ele, que tem apenas 14 anos, prestou depoimento e depois foi liberando, já que o período do flagrante passou.

Em depoimento o adolescente contradisse o que foi afirmado pelo primeiro suspeito presos, José de Jesus Pinto Neto, 19 anos, conhecido como “paizin”. José de Jesus disse que o responsável pela morte de Marco Antônio seria o adolescente, que seria amigo da vítima.

O delegado Renato Cordeiro, da Delegacia do Adolescente Infrator em Timon, disse que o adolescente mudou a primeira versão apresentada a polícia.

“O adolescente negou qualquer envolvimento direto no assassinato. Ele afirmou que estava acompanhado com dois, que foi com eles até o local, onde eles iriam fazer um programa sexual. A motivação do crime seria porque a vítima prometeu dar R$ 150 e chegando ao local disse que só iria dar R$ 50. Houve uma revolta do ‘paizin’, do qual decidiu matar a vítima”, delegado.

Inicialmente, a informação era de que os suspeitos teriam assaltado a vítima, levando dela R$ 50 e um anel de formatura, e, por conhecer um dos suspeitos, no caso o adolescente, eles decidiram matar o administrador.

Pela investigação, Marco Antônio foi morto no dia 04 de junho. O corpo só foi encontrado oito dias depois, em um matagal próximo a BR-226.  O carro da vítima foi encontrado incendiado ao lado da vítima. Os suspeitos afirmaram que não atearam fogo no veículo.

Foragido 

O terceiro suspeito de participar do crime continua foragido. Ele foi identificado como Ricardo Cesar Ferreira Barbosa, de 21 anos. “A gente precisa localizar esse terceiro envolvido para fechar esse quebra-cabeça e definir qual o real de envolvimento e o grau de participação nesse crime”, finalizou o delegado.

Relembre o caso

O corpo de Marco Antônio de Oliveira foi encontrado carbonizado na madrugada da segunda-feira, dia 12, na rodovia que liga os municípios maranhenses de Timon e Presidente Dutra. De acordo com a polícia, o corpo e o carro da vítima foram incendiados por volta das 4h da madrugada.

Marco Antonio morava em Teresina e estava desaparecido desde o dia 4 de junho, quando foi visto pela última vez após deixar a irmã na casa em que morava.

Segundo informações do delegado Antônio Valente, a primeira versão apresentada do crime apontava que “a vítima estava passando pela BR-316 quando avistou os três, e como um dele era conhecido resolveu parar e conversar com ele, e o convidou para irem a um bar. O conhecido acabou levando os dois amigos, que acabaram praticando o assalto. Lá resolveram ceifar a vítima porque ele conhecia um dos suspeitos”.

Com informações do Portal Cidade Verde