Home Maranhão Imperatriz Usuários do CRAS do Santa Rita reclamam de atendimento

Usuários do CRAS do Santa Rita reclamam de atendimento

Usuários do CRAS do Santa Rita reclamam de atendimento

Moradores reclamam de atendimento do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do bairro Santa Rita, em Imperatriz. Dentre as reclamações dos usuários da unidade, estão a falta de senhas e de atendimento, além da superlotação. A coordenação do centro afirmou que foram contratados mais dois funcionários para dar conta da demanda. Mesmo assim, os moradores alegam que nada foi melhorado.

O comerciante Watson Neto, conta que pela terceira vez sua namorada tenta atendimento no centro, mas ainda não teve sucesso. Segundo ele, na última vez que compareceram na unidade não puderam realizar atendimento devido ao treinamento dos novos funcionários, que eram dois e passou a ser quatro.

“Eles disseram que voltaria a funcionar normalmente hoje (19). Quando chegamos aqui, falaram para marcar o atendimento para o dia 26. Mas fazendo hoje, essa regularização só cai no sistema 45 dias depois, então a criança dela vai demorar quase 60 dias para receber um benefício que já está atrasado. É uma falta de respeito e humanidade do poder público para com a sociedade”, lamenta o comerciante.

Segundo a coordenação da unidade, o centro atende cerca de 60 pessoas por dia, das 8h da manhã até 12h e das 14h às 18h. O atendimento é por ordem de chegada, por isso, os usuários costumam madrugar em frente ao local.

A copeira Conceição de Jesus, por exemplo, costuma chegar as 4h da manhã na unidade em busca de atendimento. Segundo ela, já é a segunda vez que tenta realizar o recadastro do Bolsa Família, mas até agora não conseguiu.

“É a segunda vez que procuro o CRAS aqui do bairro e aí tá nessa demanda de pessoas. A gente chega 4h da manhã aqui, arriscando a própria vida. O que nós queremos pedir é que os funcionários nos tratem bem, porque o atendimento daqui é péssimo, são muito brutos com a gente. Pagamos nossos impostos e tributos e na hora que precisamos desses serviços eles não nos tratam bem. A nossa revolta é essa”, desabafa.

O aposentado Cláudio Soares também sofre com a demora da prestação de serviços. Ele só precisa trocar a carteira de idoso, mas a situação não é animadora.

“É a segunda vez que estou aqui. Cheguei 5h da manhã, é gente demais. Estou com um problema nas pernas e quase nem posso andar. Tem gente que só chega e entra, e nós ficamos aqui de fora esperando. Tem lógica um negócio desse?”, indaga ele.

Em Imperatriz, existem seis CRAS:

Bacuri – Rua Dom Pedro I, nº 1398, Bacuri

Santa Lúcia –  Rua 10 S/N, Recanto Universitário

Cafeteira – Av. Liberdade, nº 46, Vila Ipiranga

Povoado Coquelândia – Av. João XXIII

Bairro Bom Jesus – Avenida da Universidade, S/N, Bom Jesus

Bairro Santa Rita –  Rua 16, nº 42 – Parque São José