HomeMaranhão TJMA é finalista do Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça

TJMA é finalista do Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça

TJMA é finalista do Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça

O projeto “Juridiquês”, desenvolvido pela Assessoria de Comunicação do Tribunal de Justiça do Maranhão, está concorrendo ao Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça na categoria Inovação. O resultado e a premiação ocorrerão durante o XII Congresso Brasileiro dos Assessores de Comunicação da Justiça (Conbrascom), que será realizado de 28 a 30 de junho, em Maceió (AL).

Esta é a primeira vez que o TJMA concorre ao prêmio que, em 2017, teve número recorde de projetos inscritos de órgãos da Justiça de todo o país e superiores: 271. A Assessoria do TJMA inscreveu sete projetos em diferentes categorias (o limite máximo por instituição), ficando com o “Juridiquês” entre os três finalistas da categoria – que obteve 16 inscritos no total.

Com o objetivo de difundir, desmistificar, interpretar e traduzir os termos jurídicos e termos em outras línguas, como o latim, utilizados no dia a dia da Justiça maranhense, o trabalho envolve todos os canais digitais de Comunicação do TJ, como a Rádio Web Justiça do Maranhão, as redes sociais oficiais e o site. A ideia surgiu diante da necessidade de aproximar mais o cidadão da linguagem utilizada em sessões, sentenças e demais peças processuais.

“Numa criação coletiva da equipe, o projeto chegou ao seu formato final de juntar as expressões a serem trabalhadas a situações cotidianas ou a músicas conhecidas, de forma a clarear os sentidos das mesmas, através de peças divertidas, como quadrinhos, desenhos e vídeos animados, trazendo leveza ao trabalho”, explica a chefe da Assessoria de Comunicação do TJMA, Roberta Gomes.

De acordo com a jornalista Danielle Limeira, idealizadora do projeto, o processo de produção começa com a escolha das expressões em dicionário jurídico. Em seguida, é pensada e desenvolvida a criação das peças, que é assinada pelo designer Carlos Eduardo Sales. Participam, ainda, da execução do projeto o jornalista Paulo Lafene, na edição de áudios, e o técnico Jônatas Soares na edição de vídeos.

Um pouco mais sobre o projeto “Juridiquês” pode ser visto nas redes sociais oficiais do TJMA – Facebook, Instagram e Twitter – e na apresentação disponível aqui.

Concorrem com o projeto maranhense, na categoria Inovação, outros dois projetos – “Juiz de Direito: Cidadão e Servidor”, da Associação Alagoana de Magistrados – ALMAGIS, e o “Justina – vida de uma trabalhadora como você”, do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região.

Do Tribunal de Justiça do Maranhão, também está concorrendo ao prêmio o servidor Fernando Souza, com o trabalho “A importância do diálogo: proposta de um novo modelo de comunicação para o Poder Judiciário”, inscrito na categoria Artigo Acadêmico. Com ele, concorre o artigo do servidor Hugo Cardim Pinheiro, do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região.