Home Política Relator vota por manter delações da Odebrecht

Relator vota por manter delações da Odebrecht

Relator vota por manter delações da Odebrecht

No principal debate do processo da chapa Dilma-Temer no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o relator da ação, Herman Benjamin, votou nesta quarta-feira para manter o conteúdo de depoimentos de delatores da Odebrecht no caso, chegando a chamar a empreiteira de “maior parasita” da Petrobras.

O TSE encerrou o segundo dia de sessão de julgamento com a conclusão do voto de Benjamin apenas se referindo às preliminares – questões processuais que antecedem o mérito do processo propriamente dito. Os demais seis ministros, apesar de alguns debates, ainda não votaram as questões levantadas por Benjamin pela manhã.

Diante do ritmo demorado do julgamento, o presidente do tribunal, ministro Gilmar Mendes, propôs realizar três sessões de julgamento para concluir o processo nos próximos dias, incluindo o sábado, se necessário.

O julgamento será retomado na quinta-feira às 9h com o voto dos ministros sobre as questões preliminares e a análise do mérito do processo.

Em um denso voto, Herman Benjamin defendeu que o TSE julgue se a chapa Dilma-Temer cometeu abuso de poder político e econômico se valendo das provas referentes aos delatores da Odebrecht. Para ele, não houve ampliação do escopo inicial do processo movido pelo PSDB e o andamento das investigações justificou a inclusão da empreiteira.

As defesas do presidente Michel Temer e da ex-presidente Dilma Rousseff tentam excluir as delações da Odebrecht do processo do TSE sob o argumento de que houve alargamento ilegal do objeto do processo que somente mencionava irregularidades no financiamento da campanha por meio da Petrobras.

Reuters Brasil