Home Maranhão Imperatriz Funcionários de terceirizada protestam em Imperatriz

Funcionários de terceirizada protestam em Imperatriz

Funcionários de terceirizada protestam em Imperatriz

IMPERATRIZ – Um dos acessos para a empresa Expan (terceirizada da VLI, empresa responsável pelas operações da Ferrovia Norte Sul no Maranhão) foi bloqueada por trabalhadores na manhã desta terça-feira (6), na entrada do bairro Itamar Guará. Há quatro dias os funcionários estão de greve em reivindicação ao pagamento atrasado. Os caminhões que precisavam descarregar foram impedidos de passar pelos manifestantes.

Segundo os funcionários, até o momento nenhum representante da empresa deu esclarecimento a eles. Os trabalhadores também reivindicam o pagamento de outros benefício, como almoço, transporte e FGTS.

“A reivindicação maior é pelo salário e débitos como o FGTS, principalmente do pessoal que já saiu da empresa há mais de três meses. A promessa de pagamento é que seria até o dia 16 de maio. Só que o acordo fechado com o sindicato seria que todo pagamento fosse no dia primeiro e hoje já estamos no dia 6. Até agora não foi cumprida a promessa deles”, disse o técnico em segurança do trabalho, Flávio Júnior.

O grupo só pretende voltar ao trabalho quando o salário estiver na conta. Esta não é a primeira vez de paralisação das atividades.

“Estamos revoltados. Não é justo você trabalhar e chegar no dia e não ter pagamento”, reclamou o funcionário Lucas Ribeiro.

A empresa ofereceu metade do pagamento para quem voltasse ao trabalho. Como não aceitaram, os trabalhadores pretendem paralisar os outros acessos a VLI caso não recebam os salários completos.

“O que nos deixa mais indignados é porque a empresa cobra tanto o sentimento de dono e eles não tem esse sentimento com a gente”, finalizou o técnico Flávio Júnior.

VLI nega negligência em pagamento e se compromete em averiguar a situação

Veja nota da empresa na íntegra:

“A VLI, empresa responsável pelas operações da Ferrovia Norte Sul no Maranhão, informa que tomou conhecimento de ato em frente próximo a sua operação realizado por empregados ligadas à empresa Expan, que presta serviço a ferrovia. A VLI esclarece que vem pagando regularmente e sem atrasos os valores celebrados no contrato com a Expan. Em função das alegações dos empregados da Expan, a VLI está apurando a situação e solicitou esclarecimentos à empresa.”