HomeMaranhãoBuriticupu Soldado suspeito de assassinato de PM’s se apresenta à Justiça

Soldado suspeito de assassinato de PM’s se apresenta à Justiça

Soldado suspeito de assassinato de PM’s se apresenta à Justiça

O Soldado da Polícia Militar Gladstone de Sousa, se apresentou na manhã desta quinta-feira (1º), junto com seu advogado, no comando da corporação da PM, na capital do estado.

O Soldado era considerado foragido desde a última quarta-feira, quando teve sua prisão decretada pelo comando da Polícia Militar no estado.

Gladstone de Sousa, junto com o tenente Josuel Alves de Aguiar e o soldado Tiago Viana Gonçalves, são suspeitos do no suposto assassinato e ocultação dos corpos dos também policiais militares maranhenses Júlio César da Luz Pereira (cabo) e Carlos Alberto Constantino Souza (soldado), lotados em Buriticupu.

Segundo informações obtidas durantes as investigações, as vítimas e os acusados estavam envolvidos em atividades ilícitas, como extorsão, na região de Buriticupu.

A polícia ainda investiga a motivação dos supostos assassinatos. Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP), a investigação acontece em segredo de Justiça.

Entenda o caso:

O Cabo Júlio Cezar da Luz Pereira, conhecido como cabo Cezinha, e o soldado Carlos Alberto Constantino Sousa, desapareceram no dia 17 de novembro do ano passado. Desde esse período não há informações concretas que levem ao paradeiro dos militares.

Segundo informações da Companhia, o soldado Alberto Sousa estava de serviço naquela quinta-feira (17/11), mas pediu para ser liberado mais cedo, sob a condição de que estaria de plantão na 14º CIA no dia seguinte, no entanto, não apareceu. Já o cabo Cezinha, natural de Imperatriz, estava de licença do trabalho na companhia.

Ainda de acordo com a polícia, os dois militares não estavam fardados e eram lotados na 14ª Companhia Independente de Buriticupu. Cabo César é natural de Imperatriz e o soldado Alberto nasceu em São Luís.