Home Polícia Psicanalista diz que vídeo não é suficiente para diagnosticar agressor

Psicanalista diz que vídeo não é suficiente para diagnosticar agressor

Psicanalista diz que vídeo não é suficiente para diagnosticar agressor

Na manhã desta sexta-feira (26) Roberto Elísio, homem flagrado agredindo e ameaçando a própria mãe, uma idosa de 84 anos, se pronunciou sobre o caso.

Ele informou que os vídeos foram gravados enquanto ele tinha um surto de esquizofrenia e que se estivesse consciente não teria batido na mãe. Roberto ainda admitiu que é com o dinheiro da mãe que ele paga boa parte das contas da casa e que pretende procurar ajuda médica para não voltar a agredir a senhora.

A equipe do MA10 conversou por telefone com o psicanalista Ernesto Mandelli, que assistiu o vídeo  e explicou que a psicose citada pelo agressor é diagnosticada durante os surtos mas que o vídeo não é suficiente para determinar se Roberto sofre da doença ou não.

Alguns amigos da família nos informaram que Roberto seria usuário de drogas. No vídeo ele aparace fumando cigarro. O psicanalista também considerou o vídeo curto demais para determinar se ele estava sob o efeito de entorpecentes ou se estaria sofrendo abstinência.

A senhora já foi levada para a delegacia do idoso. No vídeo o homem dá  tapas e ameaça dar socos na mãe, grita com ela e a manda calar a boca e chega a bater nela com um pedaço de ferro.