Home Polícia “Uma mostra do que acontece em muitos lares” diz delegada

“Uma mostra do que acontece em muitos lares” diz delegada

“Uma mostra do que acontece em muitos lares” diz delegada

Comentando a divulgação do vídeo em que o bacharel em direito Roberto Elísio, que teve imagens suas agredindo a própria mãe circulando pelas redes sociais, a delegada Igliana Freitas afirmou que este não é um caso isolado de agressão ao idoso. “Graças a Deus que nós conseguimos prender esse agressor, porque esse vídeo é apenas uma mostra do que acontece em muitos lares aqui de São Luís, do estado do Maranhão e do Brasil inteiro. Muita violência acontece contra o idoso e nós não temos o conhecimento”, comenta ela.

O vídeo, que deixou vários maranhenses indignados, alertou para casos de agressão deste tipo, que está prevista em lei através do Artigo 99 da Lei nº 10.741 do Estatuto do Idoso. Segundo a lei,  “expor a perigo a integridade e a saúde, física ou psíquica, do idoso, submetendo-o a condições desumanas ou degradantes ou privando-o de alimentos e cuidados indispensáveis, quando obrigado a fazê-lo, ou sujeitando-o a trabalho excessivo ou inadequado”, é crime passível de detenção de 2 meses a 1 ano e multa; Reclusão de 1 a 4 anos, em caso de lesão corporal de natureza grave; e reclusão de 4 a 12 anos se a agressão resulta na morte da vítima.

Roberto Elísio foi preso na manhã desta sexta-feira (26), em casa no município de Raposa, que segundo informações da polícia, pertence à família do acusado. Com ele, a polícia apreendeu munições de calibre 38, além de um contracheque no valor de R$ 38 mil, que a partir de empréstimos consignados, apresentava valor reduzido a aproximadamente R$ 12 mil.

A polícia continuará investigando o caso, analisando as imagens que estão circulando pelas redes sociais. A vítima vai ficar aos cuidados do neto do agressor. Também vai receber atendimento por parte da polícia, através da Delegacia do Idoso e também do Ministério Público, por meio do Núcleo de Assistência Social da Promotoria de Defesa do Idoso.

Relembre o caso 

O vídeo em que Roberto aparece agredindo e ameaçando a mãe viralizou nas redes sociais, na capital, revoltando populares e entidades que defendem o idoso. Nas imagens a mãe pede que não seja internada, enquanto Roberto diz que ela está “insuportável” e a agride com tapas e um pedaço de ferro. “Ou tu fica calada, ou tu vai internada. (…) Ninguém te aguenta”, diz o homem.

Diante da repercussão, Roberto admitiu que estava errado mas alegou que tem esquizofrenia e por isso teria cometido as agressões. Ele informou que não teria as atitudes se estivesse em estado normal.

A equipe do MA10 conversou por telefone com o psicanalista Ernesto Mandelli, que assistiu o vídeo  e explicou que a psicose citada pelo agressor é diagnosticada durante os surtos mas que o vídeo não é suficiente para determinar se Roberto sofre da doença ou não.

Acompanhe abaixo o vídeo: