Home Polícia Foragidos foram mortos em troca de tiros; três foram presos

Foragidos foram mortos em troca de tiros; três foram presos

Foragidos foram mortos em troca de tiros; três foram presos

Valdemir Laurindo Flores e Ronalth Correia Coelho, que morreram em conflito na Vila Conceição, , localizada na região do Altos do Calhau, hoje a tarde (23), teriam sido os líderes da fuga da Unidade Prisional de Ressocialização de São Luís 6 (UPSL 6), diz o delegado Tiago Bardal, Superintendente Estadual de Investigações Criminais.

Três foragidos  da Unidade Prisional de Ressocialização de São Luís 6 (UPSL 6)  também foram capturados na tarde de hoje pela Polícia Militar do Maranhão. Kassio Girdel Carvalho Ribeiro e Alisson Pereira Lima foram encontrados por policiais do Grupo de Serviço Avançado do 21º Batalhão da Policia Militar, no bairro do Quebra-Pote, zona rural de São Luís, enquanto Paulo de Caldas Santos foi recapturado pelo  7º Comando Independente, em um ônibus, em Rosário.

Na tarde desta terça-feira (23), foram recapturados dois envolvidos na fuga da Unidade Regional de Ressocialização (UPSL 6), o antigo CDP de Pedrinhas, no último domingo (21). Kassio Gerdel Carvalho (33 anos) e Alisson Pereira Lima (22 anos) foram encontrados no povoado Santa Helena, no bairro Quebra Pote, após denúncias anônimas da sua localização.

Com a prisão dos quatro, as forças de segurança do Governo do Estado chegam a um total 13 detentos recapturados. “A Policia Militar continua no encalço dos foragidos e fazendo o seu trabalho, que é identificar e prender todos os envolvidos na fuga”, explica o Coronel Jorge Luongo, subcomandante da PM do Maranhão.

Há um outro preso hospitalizado e que ainda não foi identificado. Outros 16 internos ainda continuam foragidos, e, ao todo, cinco morreram em confronto com policiais.

Kassio Girdel Carvalho Ribeiro e Alisson Pereira Lima estão entre os recapturados na tarde de hoje (23).

 

A fuga

Um total de 32 detentos da unidade de ressocialização conseguiram fugir durante a noite do domingo (21). Até o momento, três dos detentos vieram a óbito. Eles foram identificados como Sebastião Araújo de Almeida, Jocimar Pires Mendonça e Geandro Silva Santos, este último participou da chacina que aconteceu em 2015 em Panaquatira e matou, a tiros, o soldado Max Miller.

De acordo com a nota emitida pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) , o Complexo Penitenciário de São Luís, a UPSL 6 é a única unidade prisional masculina que ainda não dispõe de Portaria Unificada e inspeção por BodyScan, a exemplo das demais que compõe o complexo carcerário.