Home Maranhão Imperatriz Final de semana de acidentes em rodovias federais

Final de semana de acidentes em rodovias federais

Final de semana de acidentes em rodovias federais

Maio foi designado como o mês para marcar a campanha “Maio amarelo”, que é uma iniciativa do poder público e da iniciativa privada, para chamar a atenção para os cuidados necessários para evitar os acidentes de trânsito.

Somente neste final de semana, entre sexta-feira (12) e segunda-feira (15), foram registrados 16 acidentes de trânsito, apenas nas partes das rodovias 010 e 135 que compreendem a região Tocantina. O número de vítimas registradas foram dezoito, sendo quatro dessas, vítimas fatais.

Segundo Polícia Rodoviária Federal, a maior parte dos acidentes de trânsito em rodovias federais envolvem veículos pesados, como carretas e caminhões, por exemplo.

O alto número de acidentes envolvendo caminhões têm diversos fatores, entre eles a falta de manutenção e os cuidados que deveriam ser tomados pelos motoristas.

O peso dos veículos é um fator que deve ser levado em conta, uma vez que os caminhões, quando em alta velocidade, têm dificuldade em frear.

Outro motivo é o cansaço dos condutores: o motorista, às vezes, entra em processo de fadiga, dirigindo muito tempo e com sono, como foi o caso do acidente envolvendo um carro modelo Sandero e uma carreta, que vitimou o professor Felipe Coêlho (23 anos), por volta das 5h da manhã de hoje (15). No acidente, o motorista do Sandero dormiu no volante, invadindo a outra pista. Felipe morreu ainda no local.

A Circunscrição Regional de trânsito (Ciretran), órgão ligado ao Departamento de Trânsito do Estado (Detran-MA), iniciou nesta segunda-feira (15), uma programação voltada para a educação no trânsito, que será ministrada em escolas por toda a cidade, encerrando com uma blitz educativa, no Centro de Imperatriz.

A área urbana

Se nas rodovias federais o número de acidentes é alto por conta de imprudências de motoristas, nas vias urbanas a situação não é diferente.

Segundo o Serviço Móvel de Urgência (SAMU), em todo o ano passado, eles tiveram 2.386 ocorrências de acidentes de trânsito em Imperatriz, resultando em 2.817 vítimas, 11 delas fatais.

Contudo ainda de acordo com o SAMU, apenas nos três primeiros meses deste ano, já foram registrados 555 acidentes de trânsito e sete mortes. No mesmo período do ano passado haviam sido registrados 493 acidentes e nenhuma morte.

Segundo o Detran, entre as principais infrações cometidas em Imperatriz e que levam a acidentes estão a não utilização de cinto de segurança durante os percursos e andar em velocidade superior ao permitido. O principal veículo que se envolve em acidentes na cidade são as motos, geralmente pilotadas por homens entre 18 e 40 anos.