HomeMaranhãoImperatriz Retirada de veículos de portas de faculdades gera confusão

Retirada de veículos de portas de faculdades gera confusão

Retirada de veículos de portas de faculdades gera confusão

A retirada de motos e carros estacionados na calçada da Uemasul e de uma faculdade particular, no centro de imperatriz, pela Secretaria de Transito da cidade (Setran), provocou confusão, na noite da última quarta – feira (10).

A retirada teria sido motivada pela denúncia feita por um caminhoneiro, que estava com dificuldades de fazer o retorno pelo local, por conta dos carros e motos estacionados dos dois lado da via.

A via em questão é o cruzamento da rua Godofredo Viana com a rua Monte Castelo, o local é conhecido pela tumulto causado pela movimentação de estudantes das duas faculdades, localizadas uma de frente para a outra, e o estacionamento dos veículos destes estudantes, que ainda dividem espaço com vendedores ambulantes, que ocupam acostamento das vias.

Os agentes da Setran, juntamente com a policiais militares, removeram diversas motos e alguns carros estacionados nos locais considerados impróprios e que dificultavam o trânsito.

O secretário de Transito de Imperatriz, Leandro Braga, a fiscalização foi motivada por uma denúncia de que haviam vários veículos de forma irregular no local e que após a constatação in loco, comprovaram a denúncia ser verdadeira.

Os alunos que tiveram as suas motos retiradas reclamam que não foram notificados que aqueles locais eram proibidos para o estacionamento, visto que não havia nenhuma placa no local que indicasse qualquer proibição nesse sentido; eles também disseram que além de serem feitas notificações da proibição, elas deveriam ter um prazo para a adaptação, visto que desde a fundação das faculdades, aquele é um local de estacionamento.

Todos os veículos apreendidos foram enviados para o pátio da entidade e aguardam a retirada pelos seus donos e o pagamento de uma multa relativa a estacionamento e local proibido.

O secretario de transito também afirma que se não tiver nenhuma irregularidade como documento em atraso, o veículo pode ser retirado normalmente, e a multa também pode ser retirada, segundo o secretário, conforme os argumentos apresentados pelo proprietário do veículo.

“A inflação de estacionamento regular tem ampla defesa, ou seja, a pessoa tem até 30 dias para recuperar o carro e recorrer da multa, se a defesa for bem argumentada, a pessoa ganha o direito de não pagar a multa,” explicou Leandro Braga.