HomeMaranhão Governo comenta possível participação de políticos no caso

Governo comenta possível participação de políticos no caso

Governo comenta possível participação de políticos no caso

Nota emitida pelo Comando de Segurança Pública do Estado do Maranhão após visita nesta quinta-feira (2) ao município de Viana, onde ocorreu um ataque aos índios da etnia gamela por conflitos de terra, comenta participação de políticos na emboscada, acusação feita ontem pelo Conselho Indigenista Missionário (CIMI).

De acordo publicação do site do CIMI, os “criminosos estavam reunidos para atacar os indígenas ao menos desde o início da tarde, nas proximidades do Povoado da Bahias, numa área chamada de Santero, conforme convocação realizada pelas redes sociais e em programas de rádio locais”. A publicação cita o nome de um deputado federal em atuação.

Leia na íntegra a nota emitida pelo Governo do Estado.

“1. Foram ouvidos tanto gamelas quanto agricultores e posseiros que moram na área, e foi aberto inquérito policial com o objetivo de apurar e identificar os autores de crimes.

2. As forças de Segurança permanecerão atuando para garantir a integridade física dos cidadãos, enquanto todos aguardam o pronunciamento do governo federal sobre a questão indígena em debate.

3. Foi realizada no local reunião do Comando da Segurança, com Ministério Público, Polícia Federal e Poder Judiciário, a fim de unir esforços para a investigação. Caso haja indícios da participação de políticos, isso será encaminhado aos tribunais competentes legalmente.

4. Até agora, não foram encontrados prova ou indício de que forças policiais estaduais tenham contribuído para os atos de violência, seja por ação ou por omissão. De qualquer forma, o caso será apurado a fundo até que os autores dos crimes sejam identificados e entregues ao Ministério Público e à Justiça, para as punições previstas em lei.”

Membros da Secretaria de Segurança no local do conflito, em Viana. Reprodução: Divulgação

Equipe da Polícia Federal foi deslocada para a região

O ministro da Justiça, Osmar Serraglio, determinou ontem (1º) o envio de uma equipe da Polícia Federal para o Povoado das Bahias, em Viana (MA), onde pelo menos 13 índios da etnia Gamela foram feridos após um ataque de homens armados com facões e armas de fogo, de acordo com o Conselho Indigenista Missionário (Cimi). Os policiais serão deslocados para reforçar a segurança na região.

O MPF requisitou ainda à PF, Secretaria de Segurança e à Funai informações sobre a apuração dos fatos ocorridos no último final de semana com os indígenas do povo Gamela. Há rumores de que os ataques aconteceram após incitação de ódio contra os indígenas convocada por intermédio de emissoras de radio da região. Os fazendeiros estão se reunindo no povoado de Santeiro, no município de Viana, os Gamela estão nas aldeias Piraí e Cajueiro, que fica na estrada que liga Viana a Matinha.

Leia mais