Home Política Sindicatos e entidades paralisam atividades contra Reformas

Sindicatos e entidades paralisam atividades contra Reformas

Sindicatos e entidades paralisam atividades contra Reformas

Nesta sexta-feira (28), sindicatos e entidades do Maranhão devem paralisar atividades em Greve Geral. A ação é um protesto contra reformas que estão em trâmite nos órgãos nacionais, com destaque para a Reforma Trabalhista e a Reforma da Previdência.

Os manifestantes se concentrarão em diversos pontos da capital, entre eles a Praça Deodoro, a entrada da Universidade Federal do Maranhão, a Praça Dom Pedro II e trecho da BR 135, próximo ao retorno do aeroporto Marechal Cunha Machado.

Confirmaram aderir à greve o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado do Maranhão (Sintsep), Sindicato dos Profissionais do Magistério da Rede Municipal de São Luís (Sindeducação), Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma) e Sindicato dos Servidores Públicos Federais do Estado do Maranhão (Sindsep), os Técnicos Administrativos da Universidade Federal do Maranhão, bancários, vigilantes, urbanitários, professores e técnicos do IFMA,  servidores do Judiciário Federal, servidores da Assembleia Legislativa, servidores do INSS, trabalhadores dos Correios e trabalhadores rurais.

Posicionando-se sobre a greve geral, a Federação do Comércio do Maranhão (Fecomercio) informou que o comércio funcionará normalmente na capital. Além dos shoppings e supermercados, o comércio da Rua Grande também funcionará em horário normal. Os bancos, por outro lado, não abrirão as portas em todo o estado do Maranhão, pois o Sindicado dos Bancários (SEEB-MA) aderiu à paralisação geral.

Já o Sindicato dos Rodoviários confirmou que vai paralisar suas atividades das 00h às 16h.