Home Política Governo cede e comissão especial votará reforma apenas em maio

Governo cede e comissão especial votará reforma apenas em maio

Governo cede e comissão especial votará reforma apenas em maio

O presidente da comissão especial da Previdência, deputado Carlos Marun (PMDBMS), afirmou nesta quarta-feira (19) que a base do governo aceitou acordo proposto pela oposição para que a votação da matéria seja feita apenas em 2 de maio, contra vontade inicial do relator de já realizá-la na semana que vem.

Pelo acordo proposto, a semana que vem será dedicada a debates, que ocorrerão de terça-feira (25) a quinta-feira (27).

Atraso

A sessão especial que trata do tema na Câmara dos Deputados nesta manhã havia sido marcada para 9h, mas os trabalhos foram iniciados somente às 11h, sem que o texto do relatório tivesse sido entregue aos parlamentares.

“Não acho respeitoso que em uma sessão marcada para 9h não se tenha relatório até 11h da manhã”, disse a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ), que pediu a suspensão da sessão.

Ao chegar na comissão mais cedo, o relator da reforma da Previdência na comissão, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), falou sobre mudanças feitas para policiais e mulheres em relação ao texto que havia inicialmente divulgado na véspera e previu “grande vitória” para o governo em votação na semana que vem.

Mudanças

Na terça-feira, Maia anunciou alterações em diversos pontos do projeto enviado inicialmente pelo governo, alguns considerados essenciais, como o tempo de contribuição e a idade mínima para mulheres, implicando redução de pelo menos 20 por cento da economia planejada para os próximos 10 anos.

O governo prevê votar a reforma no plenário da Câmara na primeira quinzena de maio. Depois, a proposta vai para o Senado onde, apesar de já estar negociando e não prever embaraços, o governo ainda pode ter que enfrentar problemas na base.

Fonte: Uol