Home Notícias Economia Caixa prorroga atendimento para pagamento de contas inativas

Caixa prorroga atendimento para pagamento de contas inativas

Caixa prorroga atendimento para pagamento de contas inativas

Em razão do fluxo de atendimento acima do esperado em algumas regiões do País, a Caixa Econômica Federal determinou que 1.305 agências também abram nesta quinta-feira (13) com duas horas de antecedência, ou com uma hora antes, no caso dos locais onde abrem às 9h, fechando uma hora depois do normal nestas agências.

Será o quinto dia do calendário de abril com horário de estendido para atendimento exclusivo para realizar pagamento de contas vinculadas FGTS, solucionar dúvidas, promover acertos de cadastro dos trabalhadores e emitir senha do Cartão Cidadão durante as duas horas extras.

O primeiro dia da segunda fase de pagamento foi iniciada no sábado (8). A relação de agências selecionadas para a abertura antecipada nesta quinta-feira está disponível no site da Caixa.

Segunda fase

A Caixa já pagou R$ 12,3 bilhões para cerca de 8 milhões de trabalhadores beneficiados pela medida provisória 763/2016. O cálculo considera a soma das fases liberadas até o momento.

O banco ainda divulgou, nesta quarta (12) o balanço de pagamento dos três primeiros dias de pagamento da segunda fase das contas inativas do FGTS, entre sábado e segunda-feira (10). Foram pagos R$ 6,2 bilhões, o equivalente a 55% do total de R$ 11,2 bilhões previstos na segunda fase. O valor inclui também os créditos em conta realizados no sábado (8).

O número de trabalhadores nascidos em março, abril e maio que já sacaram os recursos das contas do Fundo referente à medida provisória superou 4,3 milhões e representa 56% dos 7,7 milhões de pessoas aptas a receber no período.

Pagamentos da primeira fase

Até o dia 10 de abril, a Caixa registrou o pagamento de R$ 6,1 bilhões para 3,7 milhões trabalhadores nascidos em janeiro e fevereiro. O valor equivale a 88% do total inicialmente previsto (R$ 6,96 bilhões) e aproximadamente 77% dos trabalhadores (4,8 milhões).

Portal Brasil