Home Polícia Delegado desmente caso de mãe que bateu em filho suspeito de furto

Delegado desmente caso de mãe que bateu em filho suspeito de furto

Delegado desmente caso de mãe que bateu em filho suspeito de furto

O delegado Erich Feitosa Gomes,  de Campestre do Maranhão, afirmou à reportagem do MA10 que o caso noticiado em jornais locais a respeito de uma mãe indiciada por agressão por castigar o filho é falso. A mãe teria sido indiciada depois de bater no adolescente para supostamente puní-lo por ter furtado um celular.

De acordo com o delegado, que está no comando da delegacia do município desde janeiro deste ano, o caso nunca foi registrado. “Não há qualquer registro dessa ocorrência, nem tampouco relatório do Conselho Tutelar responsável”, destacou.

O titular da delegacia também afirmou que nenhum outro servidor da delegacia da cidade recebeu qualquer informação, exceto notícias veiculadas em blog.

ENTENDA

A notícia de que a mãe, identificada como Maria de Lourdes, de 66 anos, teria sido presa por agredir o filho, como punição por um furto que ele teria cometido, repercutiu em blogs e jornais locais na manhã de hoje (06). O caso teria acontecido em fevereiro, qundo o adolescente, de 13 anos, teria aparecido em casa com um celular que ele disse ter achado. A mãe teria ficado desconfiada porque o filho não trabalha.

Depois de descobrir que se tratava de um roubo, a mãe teria batido no filho com um cinto e o obrigado a se ajoelhar em grãos de milho por uma hora. Para a polícia, a mãe teria relatado que essa não era a primeira ocorrência de furtos envolvendo o adolescente.

O caso foi classificado de “boato” pelo delegado do município.