Home Brasil Unicef aprova sanção de lei para evitar revitimização de crianças

Unicef aprova sanção de lei para evitar revitimização de crianças

Unicef aprova sanção de lei para evitar revitimização de crianças

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) comemorou hoje (4) a sanção, pelo presidente Michel Temer, do Projeto de Lei (PL) 3.792/15, que cria um sistema de garantias para crianças e adolescentes que sejam testemunhas ou vítimas de violência.

Por meio de nota, a entidade destacou que a lei padroniza os procedimentos de escuta e tomada de depoimento para garantir direitos de crianças e adolescentes nesses casos, o que evita que eles precisem narrar os fatos diversas vezes.

“A revitimização de crianças e adolescentes é um dos fatores que podem contribuir para o aumento dos níveis de impunidade desses casos”, avaliou o órgão das Nações Unidas.

Ainda segundo a nota, a lei concretiza princípios e diretrizes de documentos internacionais, em especial da Convenção sobre os Direitos da Criança, nos seus protocolos, e na Resolução 20/2005 do Conselho Econômico e Social das Nações Unidas.

A lei, de acordo com o Unicef, também aprofunda e especifica direitos incluídos no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), cujo Artigo 5 dispõe que nenhuma criança ou adolescente será objeto de qualquer forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão – devendo ser punido qualquer atentado, por ação ou omissão, aos seus direitos fundamentais.

“Essa lei é uma vitória da sociedade brasileira e representa um importante avanço para a proteção de crianças e adolescentes contra os diversos tipos de violência, incluindo a institucional”, destacou. “A lei demonstra o compromisso do país em promover melhorias contínuas em sua legislação, compatibilizando-a com os mais avançados padrões de direitos para beneficiar crianças e adolescentes.”