Home Maranhão Estudantes se manifestam após estupros na UFMA

Estudantes se manifestam após estupros na UFMA

Featured Video Play Icon

Em apenas quatro dias, estudantes da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) relataram dois casos de estupro registrados dentro do campus do Bacanga, em São Luís.

A Delegada da Mulher, Wanda Leite Moura, confirmou as informações à reportagem do MA10. 

O primeiro caso ocorreu na sexta (31), durante a Calourada Geral organizada pelo DCE 17 de Setembro – Gestão “Nada Será como Antes”. O evento foi realizado contra as regras da reitoria, que proibiu a realização de festas, com bebida alcoólica, nos campi, após a morte de um estudante dentro do campus.

O segundo caso foi registrado na noite de ontem (03). De acordo com a delegada Wanda, segundo depoimento da vítima o crime ocorreu na parada de ônibus do prédio Paulo Freire, quando a jovem foi abordada.

Como resposta aos casos de violência e à falta de segurança, um ato público será realizado hoje, às 12h, no restaurante universitário do Campus, com estudantes da universidade, coletivos feministas e o Fórum Maranhense de Mulheres e Sociedade Civil.

Após casos, UFMA  ganha posto da PM na Cidade Universitária

Na manhã desta terça-feira (4) o Conselho de Segurança da Universidade Federal do Maranhão, em reunião extraordinária com o comando do  1º Batalhão da Polícia Militar do Maranhão (PM-MA), anunciou medidas enérgicas para dar continuidade à melhoria da segurança na universidade. Entre elas, a instalação imediata de um posto avançado da Polícia Militar na Cidade Universitária e o reforço de rondas ostensivas. A reunião aconteceu após duas estudantes sofrerem estupro no campus da UFMA em um espaço de apenas quatro dias.