Home Notícias Mundo George Clooney culpa elite do Sudão do Sul por surto de fome

George Clooney culpa elite do Sudão do Sul por surto de fome

George Clooney culpa elite do Sudão do Sul por surto de fome

O surto de fome do Sudão do Sul poderia acabar se os líderes mundiais agissem para impedir os políticos locais de travarem disputas e desperdiçar fundos que poderiam ajudar a alimentar a população, disse o ator George Clooney em um artigo.

Descrevendo a fome como “obra do governo”, Clooney disse que a elite política do Sudão do Sul está atiçando tensões étnicas para construir fortunas no país rico em petróleo.

Uma guerra civil irrompeu em 2013, depois que um desentendimento entre o presidente, Salva Kiir, e seu ex-vice-presidente, Riek Machar, degenerou em um confronto militar.

O conflito lançou os militares de Kiir, da etnia dinka, contra forças leais a Machar, um nuer.

Estima-se que quase metade da população, ou cerca de 5,5 milhões de pessoas, irão ficar sem uma fonte de alimentos confiável até julho. No mês passado, a Organização das Nações Unidas (ONU) disse que partes do país já estão sofrendo um surto de fome.

No artigo publicado na quinta-feira no Washington Post, Clooney pediu para que se “estrangule os fluxos financeiros ilícitos dos cleptocratas”.

“Mesmo que o mundo esteja reagindo ao surto de fome, é hora de também lidar com as causas centrais”, escreveu o ator, que coassinou o texto com John Prendergast, ativista de direitos humanos e escritor.

Fonte: Reuters Brasil