Home Maranhão 16º Batalhão lamenta morte de PM que interviu em fuga de ladrões

16º Batalhão lamenta morte de PM que interviu em fuga de ladrões

16º Batalhão lamenta morte de PM que interviu em fuga de ladrões

O sargento da Polícia Miliar identificado apenas como Ozienne Queiroz, foi morto durante uma perseguição policial na manhã desta terça-feira (14) no município de Chapadinha.

De acordo com informações repassadas pela polícia, o sargento teria evitado a fuga de assaltantes que estavam sendo perseguidos pela polícia. Houve um troca de tiros com os criminosos e, no momento, o PM foi baleado no abdômen.

A vítima ainda foi socorrida e levada com vida ao Hospital Antônio Pontes de Aguiar, mas não resistiu ao ferimento. O sargento Queiroz era lotado na Companhia no município e estava de folga.

Foram autuados dois assaltantes presentes na troca de tiros, identificados como Cosmo da Silva e Francisco Wellington Costa.

Em nota, Tenente do 16º BPM homenageou o oficial. Segue abaixo a nota na íntegra:

O comando do 16 Batalhão da Polícia Militar do Maranhão juntamente com seu corpo de Oficiais e Praças, lamenta a morte do 3º Sargento Ozienne Silva Queiroz, ocorrida hoje (14/03/2017), o Policial Militar foi vítima de disparo de arma de fogo.
O sargento Queiroz tinha 34 anos, e ingressou nas fileiras da Polícia Militar em 18 de junho de 2007, estava na corporação há 09 anos, detentor de comportamento excepcional, comandante da Equipe Águia e atualmente encontrava-se lotado no 16º Batalhão em Chapadinha. O policial Militar deixa um legado de bons serviços prestados à Polícia Militar e a sociedade Chapadinhense, homem honrado, destemido, e acima de tudo amava ser Policial Militar.
Sargento Queiroz é exemplo de Pai, Marido, Filho, Irmão, amigo, um ser humano dotado de bondade e de amor ao próximo, seu legado ecoara na vida de todos aqueles que tiverem o prazer de seu convívio.
Toda morte é lamentável, mas quando ela atinge de maneira bárbara um agente da segurança pública é como se todos nós fôssemos um pouco atingidos também. O Policial Militar Ozienne Queiroz não estava de serviço, mas se movia pela missão de proteger a sociedade quando foi assassinado.
Que seja feita a vontade de DEUS. Reconfortemo-nos nisso e nas lembranças do saudoso Sargento Queiroz, sempre disposto, alegre e vibrante em qualquer momento e em qualquer chamado.
“Aqueles que amamos nunca morrem, apenas partem antes de nós”.

Ten. Cel Glauber Miranda Silva – Comandante do 16º BPM.