Home Maranhão Imperatriz MPMA pede volta de ronda da PM para casos de violência doméstica

MPMA pede volta de ronda da PM para casos de violência doméstica

MPMA pede volta de ronda da PM para casos de violência doméstica

IMPERATRIZ – No Dia Internacional da Mulher, o Ministério Público do Maranhão realizou uma reunião com representantes da Polícia Militar para pedir a volta da viatura de plantão exclusiva para o combate à violência doméstica em Imperatriz.

O encontro foi marcado pela titular da 8ª Promotoria de Justiça Especializada em Defesa da Mulher, Alline Matos Pires Ferreira. Compareceram o major do 14º BPM, Jonilson Duarte, e o capitão Alencar, representando o tenente-coronel do 3ºBPM, Ilmar Dantas.

De acordo com a promotora Alline Matos, a reunião foi marcada para o dia 8 de março com o objetivo de criar uma agenda positiva para as atividades realizadas em prol do Dia da Mulher.

Os militares explicaram que a viatura que fazia o trabalho de ronda para a prevenção e combate à violência doméstica foi desativada há cerca de três anos por falta de pessoal devido à Implantação do 14º BPM, já que policiais foram designados para servir naquele local.

Todavia, após o pleito da promotora, o representante do 3º BPM garantiu que até a próxima semana vai disponibilizar quatro equipes em escala de plantão, compostas por, no mínimo, três policiais militares cada para fazer a ronda.

Alline Matos pontuou ainda a importância das viaturas destinadas a fazer o patrulhamento terem identificação. Ela sugeriu a denominação “Ronda Maria da Penha”, já como forma de mostrar para a população que o serviço de proteção à mulher está sendo disponibilizado.

A ronda é um dos passos a dar uma mínima proteção às vítimas de violência. Só o fato de haver uma viatura especializada neste trabalho, devidamente caracterizada, pode inibir atos de violência contra a mulher”, explica a representante do Ministério Público.

Outros pontos

A promotora também pediu que o atendimento pelo Disque 190 seja melhorado, já que é alvo de muitas críticas da população. Em relação a isso, o capitão Alencar diz que, além do Disque 190, cada viatura contará com telefone móvel próprio.

Na reunião, a Promotoria de Justiça solicitou que esse serviço especializado de ronda também incluísse o acompanhamento das medidas protetivas deferidas pela Vara da Violência Doméstica e Familiar, o que seria um importante instrumento para trazer maior segurança às vítimas e celeridade na ação da polícia.

Também foi pedido que, a partir do momento em que for disponibilizado o serviço, não aja interrupção.