Home Cultura Carnaval Dicas de como se alimentar de forma saudável durante o carnaval

Dicas de como se alimentar de forma saudável durante o carnaval

Dicas de como se alimentar de forma saudável durante o carnaval

O Carnaval é uma das festas mais populares do Brasil por motivos muito bons: a alegria das pessoas é contagiante e as apresentações guardam muito da história do país. Principalmente em São Luís, onde o carnaval é tão diversificado e exala a cultura do estado, que é considerado um dos principais do Brasil.

Mas é preciso tomar alguns cuidados com a saúde neste período, principalmente com a alimentação. Assim, a folia se torna mais proveitosa. Neste período, nem sempre é possível se alimentar em casa, o que pode trazer conseqüências negativas para o pós carnaval. Calçados e roupas inadequados também podem gerar grande desconforto para o brincante. como alertou ao MA 10 a fisioterapeuta Cynthia Rolim.

Para não ter surpresas ao longo da temporada carnavalesca, a nutricionista Mercês Botelho, do Núcleo de Nutrição da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh) orienta os foliões a ficarem atentos à alimentação. “No Carnaval, o gasto energético é muito grande. É importante não deixar de repor essa energia, ingerindo alimentos de três em três horas e evitando o jejum prolongado e mal estar geral”, afirmou.

Ela explica que alguns alimentos devem ser evitados por causar indisposição. “Alimentos de difícil digestão como os gordurosos, uma vez que pelo processo de digestão provocam sono e podem atrapalhar quem quer aproveitar a festa, por causarem estufamento e moleza”, disse a nutricionista.

Na hora de se alimentar durante o Carnaval, dê preferência aos alimentos grelhados no lugar das frituras e aposte em alimentos crucíferos, como couve, brócolis, couve-flor e repolho, que auxiliam na desintoxicação do fígado.

Algumas frutas também podem ser boas aliadas nesse período. A melancia, por exemplo, tem sua a maior parte constituída de água, por isso, vale a pena apostar nela para garantir energia e se hidratar. Para quem vai passar longos períodos na folia e precisa de reforço para os músculos, manga, mamão, pêssego, caqui, maçã, banana, uva, abacaxi, maracujá e melão são ricos em potássio e em vitamina C, essenciais para o trabalho muscular.

Sobre o consumo de bebida alcoólica, a nutricionista é categórica. “Para aguentar bem a maratona de Carnaval, modere no consumo de bebidas alcoólicas, intercale com água, isotônicos, que são ótimos para repor sais minerais de maneira rápida e suco de frutas”, comentou. E finaliza fazendo um alerta. “Muito cuidado na hora de consumir energéticos. Eles contribuem para manter o fôlego durante a folia, mas podem se tornar uma ameaça à saúde se misturados com álcool”, ressaltou.

Vigilância Sanitária alerta para importância das boas práticas de higiene

Muitos estabelecimentos de alimentação não cumprem as regras da Resolução-RDC Anvisa no 216/04, que regulamenta as boas práticas de higiene que devem ser obedecidas pelos manipuladores de alimentos, causando em muitos consumidores as doenças transmitidas por alimentos (DTAs).

Para orientar os consumidores, o chefe do Núcleo de Alimentos da Superintendência da Vigilância Sanitária Estadual da SES, Denis Cordeiro, orienta que, na hora da compra do alimento, os consumidores estejam atentos a alguns aspectos. “Deve-se sempre observar o local onde está sendo oferecido o alimento, verificando se o mesmo é distante de fontes de contaminação, se os alimentos são preparados de preferência na presença do consumidor, se os utensílios utilizados estão limpos e os alimentos ou ingredientes bem cobertos”, explicou.

Ele destaca ainda que os manipuladores devem sempre utilizar equipamentos de proteção como toucas, luvas e aventais limpos e utilizar preferencialmente materiais descartáveis como copos, talheres e pratos.

Denis ressalta ainda que a Vigilância Sanitária orienta tanto os estabelecimentos quanto os ambulantes a seguir as boas práticas de higiene. “Para comercializar alimentos, o interessado deve possuir estruturas mínimas para manipulação e acondicionamento, utilizando métodos adequados de cozimento, transporte e conservação dos produtos que serão oferecidos a população”, disse.

Fique alerta para conservação dos alimentos:

  • Cuidado ao consumir frutos do mar: se não estiverem conservados de maneira correta, podem estragar e provocar uma intoxicação alimentar séria;
  • Preste atenção nas condições de higiene e de conservação de qualquer alimento que for consumir;
  • Cuidado com os energéticos: eles ajudam a manter o fôlego durante a folia, mas podem se tornar uma ameaça à saúde se misturados com álcool;
  • Churrasquinhos devem estar acondicionados sob refrigeração e serem assados somente na presença do consumidor;
  • Salgadinhos como, coxinhas, pasteis e empadas devem ser mantidos em estufa com temperatura adequada, nunca inferior a 60ºC.