Maranhense suspeito de assassinar menina de 7 anos morre em Goiânia

Um homem maranhense, suspeito de ter matado uma menina de sete anos, em Goiânia (GO), morreu em confronto com a polícia. A menina Ana Clara Pires Camargo havia desaparecido na última sexta-feira (17), provocando mobilização em todo o Brasil. O corpo da criança foi achado ontem (22), em um matagal na rodovia GO-462.

O suspeito, identificado como Luis Carlos Costa Gonçalves, de 35 anos, era vendedor autônomo, natural do município de Presidente Dutra, no Maranhão. O maranhense se tornou principal suspeito depois de ser interrogado por policiais, que afirmaram que ele apresentava intenso nervosismo. Registros de câmeras de segurança também ajudaram na investigação.

De acordo com a polícia local que investiga o caso, Luis era um pedófilo e podia ter envolvimento em outros crimes. As investigações mostraram que ele tinha o costume de distribuir balinhas para crianças na porta de escolas de Goiânia e que foi atrás da vítima para abusar sexualmente dela. Ainda não há confirmação pericial se a menina sofreu algum tipo de abuso.

“Ele não soube explicar direito o que fazia no bairro no dia do crime, disse o percurso que fez e coincidia com o da vítima”, disse o delegado Valdemir Pereira.

CASO

Ana Clara Camargo, a vítima de apenas sete anos, havia saído para comprar refrigerante. Ela foi vista conversando com uma pessoa num carro prata. Depois, a menina voltou para casa e almoçou. Em seguida, saiu para entregar dinheiro a uma vizinha, mas não entregou e não retornou para casa. Segundo o Instituto Médico Legal (IML), a morte pode ter sido causada por traumatismo craniano.

A placa do carro abandonado apontou o endereço do suspeito, um imóvel onde havia um anúncio de aluguel. A assessoria da Polícia Civil informou que Luis foi ouvido na terça-feira (21). Nenhuma prova de envolvimento no crime foi encontrada.

A namorada de Luis afirmou que recebia ameaças. Após informações prestadas por ela, a polícia localizou o suspeito, que morreu em confronto com policiais.

Velório
O corpo de Ana Clara foi velado na Escola Municipal Orlando de Moraes, onde ela estudava, em Goiânia, às 23h20. Centenas de pessoas, entre parentes e amigos, passaram pelo local para se despedir da menina.