Home Cultura Carnaval Segurança no Carnaval da Ilha será feita por mais de mil PMs

Segurança no Carnaval da Ilha será feita por mais de mil PMs

Segurança no Carnaval da Ilha será feita por mais de mil PMs

Cerca de 1. 160 policiais farão a segurança dos foliões na Região Metropolitana de São Luís, durante a realização do ‘Carnaval de Todos 2017’, entre os dias 24 e 28 de fevereiro.  A ação é uma parceria da Prefeitura de São Luís com o Governo do Estado. O secretário estadual de Cultura e Turismo, Diego Galdino, disse que desde o ano passado houve um planejamento das ações em conjunto com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), Secretaria de Estado da Saúde (SES) e com a Prefeitura de São Luís.

“Nós teremos um reforço muito grande de policiais, contando também com apoio da Prefeitura através da Guarda Municipal, Blitz Urbana e SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Teremos, ainda, o Hospital do Exército instalado próximo à Passarela do Samba, para suporte em casos de emergência ocorridos na Passarela e no próprio circuito Madre Deus”, afirmou Galdino.

Dentre os 1.160 policiais militares que irão trabalhar no período carnavalesco em São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa, 360 destes estarão nos circuitos oficiais do Carnaval durante os dias de folia. A Secretaria de Segurança Pública montará 11 barreiras disciplinadoras montadas nas ruas de acesso ao circuito da Madre Deus, para fazer revistas minuciosas.

O comandante do Policiamento Metropolitano (Cepam I), coronel Pedro Ribeiro afirmou que está tudo preparado para os dias de festividade, todos os órgãos em conjunto estão alinhados para assegurar a tranquilidade da população e brincantes. “Assim como no Pré-Carnaval, em que o resultado foi positivo no ‘Carnaval de Todos 2017’. Temos certeza que a união de esforços entre todos esses agentes garantirá que tudo saia a contento nos pontos onde serão realizadas as atrações do Carnaval”, disse.

O reforço das ações será realizado com policiamento a pé, a cavalo, em viaturas e motocicletas e também contará com apoio do Centro Tático Aéreo, que fará o patrulhamento aéreo em toda região. Serão intensificadas as fiscalizações da Lei Seca e também os sons automotivos.