Home Maranhão Balsas Produtores apostam em crescimenta na produção da soja

Produtores apostam em crescimenta na produção da soja

Produtores apostam em crescimenta na produção da soja

Produtores de soja de Balsas creem num aumento de 46,9% produção em 2017. A estimativa foi feita pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Os números foram apresentados no evento que marca o início da colheita realizado pelo Sindicato dos Produtores de Balsas e Associação dos Produtores de Soja, em parceria com a Prefeitura e o Governo do Estado.

Após a colheita simbólica de 1 hectare de área plantada, foi divulgada produtividade obtida, que serve como parâmetro para a excelente safra que será colhida, com 59,4 sacas por hectare. O Maranhão já possui variedade de soja desenvolvida para as características do estado, o que também contribui para bons resultados.

Marcos Rosa, presidente da Associação dos Produtores de Soja do Brasil disse que o Maranhão tem hoje tecnologia e vantagens logísticas de grande potencial para a produção de soja. “Temos possibilidade de dobrar a área plantada no país, em curto prazo, e até mesmo superar os Estados Unidos, maior produtor de soja. O Maranhão dispõe hoje de tecnologia e de vantagens logísticas, com o Porto do Itaqui, que ajudam a desenvolver esse potencial”.

De acordo com o secretário da Sagrima, Márcio Honaiser, um dos objetivos do Governo do Estado é verticalizar a cadeia de grãos, incentivando a piscicultura, avicultura e suinocultura, para gerar ainda mais emprego e renda. “Sabemos que um dos principais vetores econômicos do estado é a agropecuária e estamos aqui presenciando hoje o início de uma supersafra, que vai retomar a economia e ajudar esta região. Nosso objetivo é verticalizar esta produção, como parte de uma cadeia produtiva que transforma a proteína vegetal em animal. Já temos aqui a Nottaro e estamos buscando novos investimentos no setor agroindustrial”, disse

Dados divulgados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) mostram que a soja é o produto agropecuário que terá maior rendimento em 2017, chegando a R$ 123,1 bilhões e injetando R$ 546 bilhões na economia do país. “A parceria com o agronegócio é fundamental para o crescimento de Balsas e a Prefeitura está aberta ao diálogo e a novas iniciativas, para que toda a população de Balsas seja beneficiada pelo sucesso desse setor”, reforçou o prefeito de Balsas, Erik Augusto Silva.