Home Maranhão Imperatriz População denuncia cativeiro clandestino de jacarés em Imperatriz

População denuncia cativeiro clandestino de jacarés em Imperatriz

População denuncia cativeiro clandestino de jacarés em Imperatriz

Foram encontrados sete jacarés, entre eles três filhotes e uma fêmea, prestes a dar à luz, em um terreno baldio às margens do riacho Bacuri, no bairro Morada do Sol. A denúncia foi feita por moradores e o Corpo de Bombeiros foi imediatamente acionado para a remoção dos répteis. Foram quase duas horas de trabalho intenso.

Segundo o Corpo de Bombeiros, os jacarés expiravam cuidados extras, pois estavam famintos e apresentando sinais de desnutrição e desidratação, por estarem muito tempo dentro de um tanque seco, que pertencia a um criatório de peixes desativado.

O Sargento Ebenézio, que foi um dos responsáveis pela remoção, afirma que apesar de ainda não determinarem o motivo da ‘criação’, está certo de que eles já estavam há bastante tempo naquele local. “Quem passa por lá diariamente provavelmente sabia do criatório há bastante tempo. Aqueles animais estavam ali há pelo menos cinco anos, por isso acreditamos que se trata de um criatório clandestino”, reforça o militar.

Os jacarés apreendidos hoje no bairro Morada do Sol deveriam ser encaminhados ao Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama). Contudo, segundo o Sgt Ebenézio, a unidade do órgão existente na cidade não possui estrutura física para acomodar os animais, por isso os jacarés foram levados para o 50º Batalhão de Infantaria e Selva (50Bis) e de lá seguirá para uma reserva ambiental:O órgão que deveria dar suporte ao resgate desses animais seria o Ibama contudo o Ibama não tem estrutura para receber esses animais. Nós passamos quase duas horas no resgate dos animais e não temos onde depositá-los,” comenta o Sargento.

Tráfico de animais silvestres no Brasil

De acordo com a Rede Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Silvestres (Renctas), organização não-governamental que combate o tráfico de animais silvestres, no Brasil o tráfico de animais é o terceiro maior em volume do país, só perde para o tráfico de drogas e de armas e a estimativa é que ele movimente cerca de 6 milhões de reais por ano.

A pena pra quem capturar ou manter em cativeiro esses animais é de seis anos a um ano e dois meses de detenção e multa.