Home Notícias Bem Estar Alta gastronomia leva sabores internacionais às receitas

Alta gastronomia leva sabores internacionais às receitas

Alta gastronomia leva sabores internacionais às receitas

Explorar as nuances das cozinhas regional, nacional e internacional é a marca dos restaurantes mais modernos, que proporcionam experiências transculturais ao seu público, por meio de um processo criterioso de seleção de ingredientes e elaboração dos pratos.

Exemplo disso é o chef Allan Patrício, do restaurante Thai Cozinha Contemporânea e Japonesa, que está entre os pioneiros da culinária em São Luís  a apostarem na concepção de reunir elementos de várias tradições gastronômicas sem seus pratos, a chamada ‘cozinha contemporânea’.

A maioria dos produtos usados é trazida de outros países e estados. De acordo o chef, este se tornou o diferencial do bistrô gastronômico, com a proposta voltada, principalmente, aos ingredientes asiáticos. “A maioria dos nossos produtos é importada da Ásia, então, preciso de um planejamento muito criterioso para que esses produtos não faltem no Thai”, conta.

Da cozinha nipônica, a nori já é velha conhecida dos amantes de sushi.

Condimento adotado da culinária do sudeste da Ásia, a pasta de curry vermelho, por exemplo, é de sabor exótico. A composição leva alguns temperos tradicionais como alho, pimenta, capim-limão e pasta de camarão, além de outros menos conhecidos pelos brasileiros, como chalota (espécie de cebola vermelha), galangal (gengibre tailandês), limão kaffir (pequeno limão típico do sudeste asiático).

Allan Patrício também conta que optou por algumas receitas com elementos mais sofisticados, como molho de ostra e molho de peixe, ambos de origem coreana. O primeiro preparado à base de extrato de ostra, com sabor levemente adocicado, realça o sabor da carne, dos frutos do mar e mesmo dos legumes. Já o molho de peixe é normalmente usado em preparos como sopas ou ensopados.

Amplamente consumido em terras asiáticas, como no Brasil, o arroz também não ficou de fora do cardápio. Destaque para o arroz japonês, diferente do “agulhinha” tupiniquim por sua textura mais úmida, e para o tailandês arroz jasmin — famoso por seu aroma agradável. O macarrão de arroz, de mesma origem, também ganhou espaço.

O arroz japonês é bastante adotado nos bistrôs de cozinha contemporânea.

Da cozinha nipônica, vale destacar a nori (folha fina e seca, feitas a partir de algas desidratadas), velha conhecida dos amantes de sushi. Da culinária chinesa, a lichia, fruta doce e de casca grossa e avermelhada passou a compor também o cardápio. Assim como o panko, farinha chinesa para empanados feita de pão, semelhante à farinha de rosca caseira, porém, com textura mais flocada e crocante. “Vale a pena apresentar à clientela pratos com influências gastronômicas de diversas culturas e países, levando, nas preparações, toda a liberdade de criações e possibilidades de sabores, aromas e sensações”, ressalta.