Home Esporte Copa do Brasil Moto perde para o São Paulo no Castelão

Moto perde para o São Paulo no Castelão

Moto perde para o São Paulo no Castelão

 

Em jogo fraco do ponto de vista técnico e com um gol relâmpago, o Moto Club foi eliminado da Copa do Brasil pelo São Paulo. O time visitante que poderia avançar de fase apenas com um empate marcou um gol logo no inicio do jogo e depois administrou o placar.

O time maranhense ameaçou pouco a defesa tricolor e não conseguiu desenvolver um bom futebol. O gol solitário da partida foi marcado pelo centroavante Gilberto, logo no início da partida, que garantiu o primeiro triunfo de Rogério Ceni no comando do time.

Na próxima fase, o Tricolor enfrentará o PSTC, do Paraná, que eliminou o Ypiranga-RS (2 x 1). O Moto Club agora volta as atenções para a Copa do Nordeste e o Campeonato Maranhense

 

ATUAÇÕES 

Ruan – 8,0. Melhor jogador do Moto na partida. Apesar da derrota, salvou o time de uma goleada.
Diego Renan – 3,5. Preso na defesa no primeiro tempo, foi deslocado para o meio no segundo tempo, não rendeu de uma forma ou de outra.
Wanderson – 4,0. O gol saiu no seu setor, parece ter sentido o peso da partida mostrando uma insegurança que nao tinha apresemtado ainda.
Fernando Fonseca – 3,5. Ainda sente a falta de ritmo.
Lorran – 4,0. Teve uma estreia razoável, apoiou melhor que defendeu, ainda pode evoluir.
Felipe Dias – 6,5. Mostrou muita vontade, combateu e marcou bem durante grande parte do jogo, cansou na segunda etapa.
Esdras – 3,5. Não justificou a escalação.
Curuca – 2,5. Totalmente apagado na partida, não marcou, não deu combate, nada.
Marcos Paullo – 5,0. Teve um inicio animador, buscou a bola e tentou armar o time mas caiu um pouco na segunda etapa, inclusive fisicamente.
Vinicius Paquetá – 5,0. Único que tentou algo no ataque com dois chutes que levaram perigo à meta tricolor.
Toni Galego – 3,0. Começou bem mas caiu muito de produção ainda no primeiro tempo.

Reservas:
Cleber Pereira – 3,0. Apareceu apenas numa cavada bisonha de penalti mas podemos relevar, ja que o garoto ainda promete.
Tote – 3,0. Não teve muito tempo pra mostrar algo mais efetivo.
Ruy Scarpino – 2,5. Cinco jogos e não consegue fazer com que o time renda o esperado, precisa começar a mostrar o porque da diretoria te-lo mantido para a temporada.

Com informações do site Futebol do Maranhão