Home Notícias Educação UFMA está entre as universidades com maior número de inscrições no SISU

UFMA está entre as universidades com maior número de inscrições no SISU

De acordo com dados do Ministério da Educação, a Universidade Federal do Maranhão (UFMA) teve 131.899 inscrições para 2.418 vagas ofertadas, ficando apenas atrás das universidades de Minas Gerais (UFMG), Pernambuco (UFPE) e do Ceará (UFC). Com isso, a UFMA ficou entra as quatro instituições de ensino superior mais procuradas pelos candidatos que participaram da primeira edição deste ano do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

CONCORRÊNCIA

Das 4, 9 milhões de inscrições em todo o país, cerca de 1, 9 milhão foram destinadas a cursos no Nordeste. “Isso preocupa porque significa que os alunos do sudeste acreditam ter mais chance de estudarem em regiões como o Maranhão, prejudicando os alunos daqui”, opina o estudante Wesley Maia, que se inscreveu para o curso de Ciência da Computação, mas não foi aprovado por 0, 10 pontos.

A matrícula dos selecionados na chamada regular da primeira edição do Sisu deste ano pode ser realizada até quarta-feira (8), a critério das instituições de ensino, que serão as responsáveis por convocar os candidatos.

A maior concorrência foi registrada no Instituto Federal do Pará (IFPA), com média de 88,1 candidatos por vaga. Com 520 vagas, a instituição recebeu 45.812 inscrições. Em relação aos cursos, o mais procurado foi o de administração, com 269.182 inscrições, com concorrência de, aproximadamente, 29,7 candidatos para 9.045 vagas em todo o Brasil. A seguir, Pedagogia, com 240. 511 inscrições para 9.106 vagas), Direito (238.081 para 6.743), Medicina (220.207 para 4.624) e Educação Física (117.004 para 4.962).

O curso de direito da Universidade Federal Fluminense (UFF) teve a maior note de corte registrada do Sisu. O último candidato classificado com base no número de vagas atingiu a média de 837,83 pontos.

Medicina apresentou, por seis vezes, as maiores notas de corte: 831, 35, na Universidade de São Paulo (USP), 829,6 na Universidade de Brasília (UnB), 826,2 na Universidade Federal do Paraná (UFPR), 822, 31 na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), 818,53 na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e 817, 16 na Universidade de Minas Gerais (UEMG).