Home Política Políticos sem mandato podem ter cargos no governo do MA

Políticos sem mandato podem ter cargos no governo do MA

Políticos sem mandato podem ter cargos no governo do MA

Além das reformas na máquina administrativa do Estado, anunciadas pelo governador Flávio Dino (PC do B), via Twitter, com a extinção da Secretaria de Minas e Energias, fusão do Viva com o Procon, e a criação da Agência Metropolitana, outras mudanças devem ser implementadas na estrutura do governo estadual.

Tais mudanças, alcançam a Secretaria de Comunicação e Articulação Política (Secap), comandada pelo jornalista Márcio Jerry, homem forte da gestão Flávio Dino. Informações publicadas no blog do jornalista Clodoaldo Corrêa revelam que três políticos, atualmente sem mandato, devem assumir cargos de secretários adjuntos na Secap.

O ex-vereador José Joaquim(PSDB), que foi vice na chapa de Eliziane Gama (PPS) na disputa pela prefeitura de São Luís. O Pastor Porto, vice governador na gestão de Jackson Lago e o ex-deputado estadual Rubens Pereira Júnior são os nomes apontados como os futuros ocupantes de secretarias adjuntas na Articulação Política

Também deve haver mudança dentro da própria secretaria, com a ida do jornalista Daniel Merli, para o posto de Secretario Adjunto de Comunicação, atualmente ocupado pelo jornalista Robson Paz.

Ex-assessor de imprensa de Flávio Dino, quando ele comandou a Embratur, Daniel Merli também atuou na campanha do governador em 2014 e já vinha sendo cogitado para assumir um dos cargos de adjuntos da Secap.

Questionado via twitter pela reportagem do MA 10  a respeito destas mudanças, o governador Flávio Dino ainda não se manifestou sobre o assunto. Também via twitter ele comunicou  a reimplantação de uma secretaria destinada a relações institucionais. Uma pasta com função similar a esta, foi criada no governo Roseana Sarney, mas acabou sendo extinta logo no início   da gestão Flávio Dino, por meio de Medida Provisória