Home Brasil Com policiais parados, 58 homicídios são registrados no Espírito Santo

Com policiais parados, 58 homicídios são registrados no Espírito Santo

Com policiais parados, 58 homicídios são registrados no Espírito Santo

Em estado de caos e medo, o Espírito Santo passa vive uma onda de violência desde que a Polícia Militar do Estado anunciou a paralisação das atividades na última sexta-feira (3). Segundo dados do Sindipol/ES (Sindicato dos Policiais Civis do Estado), ao menos 58 homicídios foram registrados desde o sábado, sendo 33 apenas nesta segunda-feira (6). Do total de assassinatos, 43 aconteceram na Grande Vitória; 15 foram no interior capixaba.

A Secretaria de Segurança do Estado não confirma os números, pois ainda está levantando os dados.

A paralisação está sendo organizada por familiares dos PM’s e reivindica reajuste salarial e benefícios. Os protestantes bloqueiam a entrada dos batalhões na área da grande Vitória, impedindo o trabalho dos oficiais.

A situação de terror que está sendo vivida pela população chegou aos assuntos mais abordados do Twitter, com diversas publicações que questionam o porquê da violência no estado não estar sendo repercutida efetivamente nas mídias. “Enquanto os jornais mostram looks do carnaval e outras coisas irrelevantes, o Espírito Santo está em guerra”, afirma uma usuária. “Não sei o que é mais absurdo, a situação em que está o Espírito Santo ou a mídia, que nem se pronuncia sobre”, complementou outra.

Também estão sendo amplamente divulgados vídeos que mostram bairros tomados por criminosos, que roubam móveis, eletrônicos e outros objetos, além de atirar deliberadamente nas ruas.

Vídeo: reprodução/Twitter

Reforço Policial

Apesar do forte movimento que está impedindo a ação policial, a declaração de estado de greve é vedada aos militares. Por isso, em reunião realizada hoje (6) com o presidente Michel Temer, o governador em exercício, César Colnago, oficializou um pedido ao Governo Federal para que sejam enviadas tropas da Força Nacional e Exército Brasileiro, para garantir a segurança dos cidadãos capixabas.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Alexandre de Moraes já autorizou a participação de 200 homens da Força Nacional. Eles deverão chegar à cidade no início da noite desta segunda-feira (6). Já o ministro da Defesa, Raul Jungmann, anunciou o apoio das Forças Armadas na cidade. O Estado-Maior das Forças Armadas (EMCFA), do Ministério da Defesa, em contato com o Comando Militar do Leste, ao qual as tropas do Espírito Santo estão subordinadas, inicia o planejamento operacional.

https://www.facebook.com/GovernoES/?fref=ts

Após contato com Temer, César Colnago esteve reunido, no Palácio Anchieta, em Vitória, com parte do secretariado, avaliando a situação e tomando todas as medidas possíveis para que a ordem seja restabelecida. Outras ações foram tomadas, como o ingresso em juízo para o retorno das atividades dos policiais militares. O Tribunal de Justiça foi favorável à solicitação do Governo e determinou multa diária de R$ 100 mil ao dia caso os policiais não cumpram a determinação.

Também houve troca de comando na Polícia Militar. O Coronel Nylton Rodrigues assume para restabelecer a ordem e disciplina e continuar conversando com os policiais para garantir o policiamento nas ruas.

Com informações de UOL Notícias e Governo do Espírito Santo.