HomeEsporteCopa do Nordeste Atraso em jogo no Castelão provoca notificação do Procon

Atraso em jogo no Castelão provoca notificação do Procon

Atraso em jogo no Castelão provoca notificação do Procon

Em duelo válido pelo Grupo C, Sampaio Corrêa (MA) e Ríver (PI) se enfrentaram na noite deste sábado (4) no Castelão, em São Luís. Além da inconveniência da derrota, os torcedores tiveram que lidar com um atraso de mais de 40 minutos que antecedeu a partida. O motivo seria a ausência de ambulância no Estádio Castelão e o juiz, atendendo recomendação da CBF, só deu início depois de sua chegada.

O atraso foi agravado ainda mais pois os dirigentes do Sampaio achavam que a providência para colocar o veículo dentro do estádio para situações emergenciais seria da Federação Maranhense de Futebol, mas esta disse que a atribuição seria do clube mandante.

Sampaio e Federação Maranhense de Futebol (FMF) foram notificados

Após denúncias, o Instituto de Defesa e Proteção do Cidadão e do Consumidor (Procon/MA) notificou, neste domingo (5), a Federação Maranhense de Futebol (FMF) e o Sampaio Corrêa para que prestem esclarecimentos sobre o atraso de mais de 40 minutos para iniciar o jogo pela Copa do Nordeste contra o River Atlético Clube do Piauí.

De acordo com o Estatuto do Torcedor, Lei 10.671/2003, artigo 16, inciso IV, é obrigatório disponibilizar uma ambulância para cada dez mil torcedores presentes à partida. A responsabilidade em adotar as providências, de ordem técnica e administrativa indispensáveis à logística e à segurança das partidas é tida como sendo da Federação e o do time mandante de campo.

A FMF e o Sampaio terão 10 dias para apresentar defesa e as informações que entenderem necessárias, sob pena de caracterizar crime de desobediência, na forma do artigo 330 do Código Penal Brasileiro, além da imposição das sanções administrativas e civis cabíveis.