Home Maranhão São Luís Greve pode ser retomada em algumas linhas de ônibus

Greve pode ser retomada em algumas linhas de ônibus

Greve pode ser retomada em algumas linhas de ônibus

O movimento grevista pode ter continuidade entre os rodoviários. Segundo o sindicato da categoria, os Consórcios Rio Anil e São Cristóvão, que durante as negociações do último estado de greve, se comprometeram a pagar as rescisões dos fiscais até o dia 25 de janeiro, não cumpriram o acordo até o momento. Na próxima sexta-feira (3), o Sindicato dos Rodoviário e o Ministério Público do Trabalho (MPT) voltam a se reunir para discutir o assunto.

O Consórcio São Cristóvão era formado pelas seguintes empresas: Solemar; Tapajós; Marina; Pericumã; Viação Abreu; Moraújo e São Benedito. Já o Consórcio Rio Anil contava com: Solemar; Gonçalves; Autoviária Matos e Primor. Os dois Consórcios foram extintos durante o processo de licitação do transporte público realizado pela Prefeitura de São Luís, mas com nomes diferentes, muitas delas continuam inseridas no sistema ou atuando em outros Consórcios que venceram a licitação.

“Esta situação já está sendo comunicada à Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), Ministério Público do Trabalho (MPT), Superintendência do Trabalho e Emprego e Tribunal Regional do Trabalho. Não iremos mais abrir mão, quanto às garantias dos direitos dos Rodoviários. Há uma semana, demonstramos claramente aos empresários que não estamos para brincadeira e mesmo assim, eles insistem no não cumprimento de acordos. Como sempre fazemos, aguardaremos o posicionamento da justiça, respeitando o que determina a legislação, mas enfatizamos novamente, que nossa paciência esgotou. Diante desse descaso, podemos voltar às garagens sim e retomar o movimento grevista no transporte público de São Luís”, afirmou Isaias Castelo Branco, Presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão.

No período dos acordos, o prazo final para que os pagamentos ocorressem foi acertada durante reunião mediada pelo Secretário Municipal de Trânsito e Transportes, Canindé Barros, na própria SMTT. Na ocasião estiveram presentes representantes do Sindicato Patronal, além do Presidente, Isaias Castelo Branco e demais diretores do Sindicato dos Rodoviários, sendo posteriormente comunicado ao MPT.