HomeMaranhão Safra de grãos de 2017 deve chegar acerca de 50 mil toneladas

Safra de grãos de 2017 deve chegar acerca de 50 mil toneladas

Safra de grãos de 2017 deve chegar acerca de 50 mil toneladas

Segundo o IBGE, a safra brasileira de grãos deve chegar a 213,7 milhões de toneladas neste ano, um aumento de 16,1% em relação ao ano passado. A região Nordeste terá o maior aumento, de 73%, segundo o instituto.

A Companhia Nacional de Abastecimento – CONAB divulgou números próximos das projeções apresentadas pelo IBGE. Segundo a Conab, a safra 2016/2017 deve chegar a 215,3 milhões de toneladas, com aumento de 15,3% ou 28,6 milhões de toneladas frente à safra anterior (186,7 milhões de toneladas).

Os dois órgãos têm formas diferentes de obter dados de safra. Os números do IBGE referem-se ao período que vai de janeiro a dezembro. Já a Conab faz projeções com base no ano-safra brasileiro, que vai de outubro de um ano a setembro do ano seguinte.

O plano de ação da área operacional do Porto do Itaqui para a safra 2017 tem como objetivos iniciais melhorias estruturais nos berços e a gestão de entrada e saída de navios. Começaram a chegar, desde meados de janeiro, os primeiros carregamentos de grãos. “Essa carga que tem chegado é o milho remanescente da safra 2016, um movimento atípico, de curta duração, que está liberando os vagões para os carregamentos da safra 2017” explica Randal Luciano, gerente de Operações do Consórcio Tegram – Terminal de Grãos do Maranhão.

Em números, Randal estima movimentar no pico da safra deste ano, cerca de 50 mil toneladas de grãos/dia pelos modais ferroviário e rodoviário. Para isso o Tegram vem se preparando desde os primeiros dias do ano. No momento, finaliza as manutenções programadas para movimentar um volume superior ao que foi registrado em 2015 e 2016, devendo ultrapassar a marca das 4 milhões de toneladas.

A logística da operação até o Porto do Itaqui, dado o aumento da produção, deve resultar em um novo cenário neste ano. Em 2015 foram movimentadas 21,8 milhões de toneladas de cargas no Porto do Itaqui, recorde histórico com aumento de 21% em relação ao ano anterior. Foi o primeiro ano de atividades do Tegram e só em grãos foram 7 milhões de toneladas operadas (4,9 de soja e 2,1 de milho). Em 2016 esse volume caiu em função de questões climáticas, ficando em 4,5 milhões de toneladas (3,8 de soja e 640 mil de milho).