Home Maranhão São Luís Justiça acata pedido contra reajuste das passagens de ônibus em São Luís

Justiça acata pedido contra reajuste das passagens de ônibus em São Luís

O pedido formulado pelo Município de São Luís contra o reajuste das passagens de ônibus na capital foi acatado pelo juiz Douglas Martins, da Vara de Interesses Difusos e Coletivos.

O pedido foi protocolado pela Prefeitura para que as empresas cumpram o acordo feito com o processo de licitação do transporte, especificamente contra a Viação Primor LTDA, Upaon-Açu, Taguatur, central, São Miguel de Uberlândia LTDA, Expresso Rei de França e Sindicato de Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís.

O juiz afirmou que o exercício do direito de greve pelos rodoviários é legítima, mas não pode ser condicionado ao reajuste da tarifa dos transportes coletivos de São Luís. “As empresas tinham conhecimento da nevessidade do reajuste dos salários quando participaram do processo licitatório e fizeram suas propostas”, destaca.

Caso a decisão seja descumprida, a multa será de R$ 500.000,00 por dia.

A paralisação dos motoristas, cobradores e fiscais do transporte coletivo da capital maranhense durou apenas algumas horas nessa segunda-feiran (23), depois que os empresários realizaram os pagamentos dos funcionários que estava em atraso, de acordo com o Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário do Estado do Maranhão (Sttrema).

Na manhã de hoje (24), trabalhadores da Empresa Planeta (antiga São Benedito)  paralisaram as atividades por falta de pagamento. O sindicato dos rodoviários informou, por meio de nota, que cerca 40 veículos que circulam em São Luís só voltarão a rodar depois que o salário for disponibilizado.