Home Política Assembleia cancela compra de Iphones acima do valor do mercado

Assembleia cancela compra de Iphones acima do valor do mercado

Assembleia cancela compra de Iphones acima do valor do mercado

Após a repercussão negativa na imprensa e também nas redes sociais, a Assembleia Legislativa do Maranhão oficializou em publicação datada do dia 03 de janeiro, no diário da instituição, o cancelamento da licitação pregão presencial 056/2016 que estabelecia a compra de  smartphones e tablets com cotação inicial acima do valor de mercado, que custaria aos cofres públicos um montante superior a R$ 600 mil. O caso foi noticiado pelo MA 10 no início de dezembro de 2016 e também por outros segmentos da imprensa, gerando fortes críticas à medida, por meio das redes sociais, principalmente por conta do momento econômico, no qual a ordem do dia é a redução de despesas do setor público.

O edital da licitação trazia a cotação do valor unitário do Iphone 6s e do tablet modelo iPad Air 2, com um preço maior do que o do valor do mercado. Enquanto no site da Apple, empresa fabricante do iPhone, tida como a marca mais cara entre os smartphones, o valor de um aparelho modelo 6s com tela de 4,7 polegadas é de R$ 2.999. O valor do preço deste mesmo aparelho, cotado no edital de licitação elaborado pela Assembleia Legislativa, é de R$ 3.962,00.

A mesma situação ocorre no caso do valor do tablet modelo iPad Air 2, que no edital de licitação tem o valor de R$ 4.183, mas no site da Apple o valor de um tablet deste modelo e com as mesmas especificações está por R$3.199.  A licitação estabelecia a compra pela Assembleia Legislativa de 60 aparelhos iPhone modelo 6s, 65 aparelhos da marca Samsung, sendo 30 aparelhos modelo j7 metal, e 35 aparelhos modelo Galaxy S6 Edge, e 55 tablets modelo iPad Air 2 da Apple.

No aviso de revogação do pregão presencial, referente à licitação para a compra destes aparelhos, a justificativa apontada pela presidência da Assembleia foi que a atitude de cancelar esta compra aconteceu “em decorrência de fato superveniente que mostra inoportuna a continuidade do procedimento licitatório nas condições preestabelecidas “. Em dezembro de 2016, por conta da repercussão negativa, o diretor de Comunicação da Assembleia Legislativa, Carlos Alberto Ferreira informou no site da instituição que Humberto Coutinho havia decidido cancelar a compra dos Iphones e tablets , que seriam destinados ao uso dos parlamentares da casa.

APÓS PRESSÃO NAS REDES SOCIAIS E NA IMPRENSA, ASSEMBLEIA OFICIALIZOU CANCELAMENTO DE COMPRA DE IPHONES E IPADS NO VALOR DE MAIS DE R$ 600 MIL

leilao-cancelamento