Home Notícias Educação São Luís pode ganhar instituto chinês no segundo semestre de 2017

São Luís pode ganhar instituto chinês no segundo semestre de 2017

São Luís pode ganhar instituto chinês no segundo semestre de 2017

A capital maranhense poderá ganhar uma sede do Instituto Confúcio, da China, por conta de uma parceria com a Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Caso o acordo seja bem sucedido, o instituto será instalado na segunda metade de 2017 com possibilidades de projetos diversos, entre eles, o ensino de mandarim (língua falada na China) aos maranhenses.

Buscando estreitar as relações em educação e cultura entre São Luís e China, o assessor de Internacionalização da UFMA professor Allan Kardec Duailibe Barros Filho, esteve na Universidade de Hubei, na cidade de Wuhan (China), para tratar sobre a eventual instalação de uma sede do Instituto Confúcio em São Luís em parceria com a Universidade Federal do Maranhão.

O Instituto Confúcio é uma instituição não lucrativa, cujo objetivo é promover a cultura da China, dando suporte ao ensino da língua chinesa em todo o mundo por meio de suas associadas, localizadas em diversos países.

O professor Allan Kardec explica que o instituto funciona como uma embaixada chinesa, mas voltada para a Educação e a Cultura. Nas negociações com a universidade de Hubei, a UFMA conta com a parceria do Governo do Maranhão e da Prefeitura de São Luís.

A visita de Kardec retoma discussões referentes a uma possível parceria entre Brasil e China, iniciadas em janeiro de 2016, durante a visita a São Luís do vice-prefeito de Wuhan, Zhang Heshan. O assessor esteve na Universidade para retomar os diálogos sobre a proposta de parceria, levando um memorando de entendimento (acordo bilateral que firma compromisso de cooperação entre os países) assinado pela reitora, Nair Portela, e uma carta assinada pelo governador do Maranhão, Flávio Dino, que reafirma o compromisso do estado com o possível parceiro da UFMA.

“Eles estão analisando o documento, que será novamente enviado para nós, para ajustes finais. Logo, ainda em janeiro deste ano, a versão final da proposta deve ser enviada para a aprovação de Hubei. A expectativa é que, caso seja fechada a parceria, as medidas para a instalação do Instituto Confúcio tenham início no segundo semestre de 2017”, afirmou o assessor de internacionalização.

Com a instalação de uma sede do instituto na UFMA, que mediará relações entre China e São Luís, será possível desenvolver projetos para que a universidade receba professores para ministrarem mandarim aos universitários e, possivelmente, seja facilitado o intercâmbio de estudantes maranhenses para a cidade de Wuhan.

Saiba mais

A Universidade de Hubei tem cursos nas áreas de artes, história, filosofia, ciência, engenharia, economia, direito, gestão, educação e medicina e trabalha os laços com instituições internacionais. A instituição já estabeleceu programas internacionais de intercâmbio acadêmico e cooperação com cerca de 70 universidades e institutos de pesquisa em mais de vinte países e regiões como EUA, Reino Unido, Austrália, França e Japão.