Deputado Josimar, prefeito e gestores da região do Alto Turi são recebidos na SES

Secretário de Saúde Carlos Lula em audiência com o deputado Josimar de Maranhãozinho, prefeito Almeida e secretários de Saúde da Região do Alto Turi
Secretário de Saúde Carlos Lula em audiência com o deputado Josimar de Maranhãozinho, prefeito Almeida e secretários de Saúde da Região do Alto Turi

O deputado estadual Josimar de Maranhãozinho (PR), juntamente com os secretários de Saúde de Zé Doca, Francisco Lima, a secretária de Saúde de Maranhãozinho, Débora Caldas e o prefeito de Igarapé do Meio Antônio Almeida (PC do B), participaram de uma audiência com o secretário de Estado da Saúde Dr. Carlos Lula, nesta segunda-feira (13), buscando, junto ao Governo do Estado, uma melhor atenção para a área de saúde pública, em especial no município de Zé Doca.

Todos os pontos críticos foram debatidos, levando ao secretário de governo as demandas de cada município. O deputado estadual Josimar de Maranhãozinho deu ênfase maior ao município de Zé Doca, onde a saúde pública foi encontrada no mais completo abandono.

O parlamentar se mostrou otimista com o resultado da audiência e com o posicionamento do secretário em dar uma atenção especial à região. “Estamos satisfeitos com o resultado da audiência. No momento oportuno daremos publicidade ao que foi conversado e as demandas atendidas, não vamos parar por aqui, estaremos sempre atentos aos problemas da nossa região.”

O prefeito de Igarapé do Meio Antônio Almeida também levou ao secretário a pauta de reivindicações, que foi analisada e as providencias para dinamizar o setor serão tomadas.

Em Maranhãozinho, onde a saúde pública é uma das melhores da região, a secretária Débora Caldas também apresentou reivindicações ao secretário Carlos Lula.  Segundo ela, a saúde deve avançar mais ainda com o atendimento das demandas, que a secretária também prefere divulgar no momento oportuno.

Deputado Josimar e a prefeita Josinha Cunha participam de audiência na Seduc

Deputado Josimar de Maranhãozinho e a prefeita de Zé Doca, Josinha Cunha em reunião com o secretário de Educação do Estado, Felipe Camarão

O deputado estadual Josimar de Maranhãozinho e a prefeita de Zé Doca Josinha Cunha (PR), foram recebidos em audiência na sede da Secretaria de Educação do Estado, em São Luís, pelo secretário da pasta Felipe Camarão. O objetivo do encontro foi buscar recursos e melhorias para a Educação de Zé Doca, que foi encontrada pela atual gestão completamente fragilizada.

A prefeita Josinha tem trabalhado intensamente para recuperar o tempo perdido na Educação, buscando junto aos órgãos federal e estadual soluções para problemas crônicos que a educação enfrenta. “Fomos eleitos para isso, resolver os problemas de Zé Doca. as dificuldades são muitas, mas temos que cobrar e buscar soluções em todas as esferas, o deputado Josimar tem sido um grande parceiro nessa nossa luta e uma das áreas que estamos dando uma atenção especial é a educação.”

O deputado estadual Josimar de Maranhãozinho elogiou o comprometimento da prefeita e afirmou que a audiência foi proveitosa. “Em breve vamos colher os frutos dessa audiência, que foi bastante proveitosa. Aqui parabenizo a prefeita Josinha que está com muita garra e determinação trabalhando muito por Zé Doca.”

Direito de Resposta

Renato Coêlho Cunha, advogado

Eu sou Renato Coêlho Cunha, sou advogado militante na cidade de Zé Doca, tenho 44 anos e não respondo a nenhum processo e nem inquérito policial em quaisquer varas judicias ou delegacias do País. Por isso acho que você errou na sua postagem e deve corrigir.

Sou de uma família de muitos irmãos e entre eles Clésio Coêlho Cunha. Durante o ano de 2016, meu irmão veio três vezes a Zé Doca: no ano novo, no Carnaval e no dia 17 de setembro, dias antes das eleições, mas por causa do aniversário de 81 anos do nosso pai dia 16, portanto estranhei sua postagem quando disse que meu irmão usou toga pra inibir vereadores e até colegas da magistratura, por conta de eleições em Zé Doca.

Meu irmão nutre uma amizade muito forte com o Professor José Ferreira Costa, ex-reitor do IFMA e que foi candidato apoiado por mim para prefeito de Zé Doca. Antes fui pré-candidato pelo PRB e desisti pra apoiar o Zé Costa do PT, pois esse era o anseio de toda nossa família.

Clésio não tem nenhum inimigo entre juízes, bem como não mantém amizade com juízes e promotores de Zé Doca, portanto não pode ser beneficiado por eles, nem muito menos ser protegido por eles em qualquer assunto. A última vez que meu irmão entrou no fórum para falar com um juiz aqui em Zé Doca faz mais de 05 anos, quando, de férias, veio visitar um casal de juízes amigos dele. Nunca mais esteve em gabinetes de juízes. Meu irmão não sabe quem são os promotores de Zé Doca. Nunca sequer cumprimentou qualquer uma delas e não mantém com elas nenhuma relação de amizade ou de inimizade. A não ser relação de respeito.

Meu irmão é estudioso e conhecido como protetor dos direitos das minorias e trata todos com igualdade. Assim ele é conhecido no Fórum de São Luís, como por onde passou. E aqui em Zé Doca só tem amizade com pessoas muito humildes, por isso estranho também você afirmar que meu irmão é amigo de Dr. Alberto, ex-prefeito daqui. Meu irmão nunca foi amigo do Dr.Alberto, e acho difícil que seja um dia. Clésio Coelho Cunha é uma pessoa muito humilde, mas muito corajoso. Não tem medo de nada e nem de ninguém assim como eu, por isso se o Josimar do Maranhãozinho vai nos intimidar com suas arbitrariedades está muito por fora da realidade, pois não sou covarde, mas odeio mentiras, como essas que inadvertidamente você publicou, ao acreditar em fontes falsas.

Quanto ao assunto do Paulo Marinho de Caxias, todo Maranhão já conhece os motivos, inclusive a Corregedoria do Tribunal de Justiça, portanto não vou falar sobre isso.

Nós acreditamos na Justiça. Não debochamos da Justiça. A Juíza Leoneide Amorim suspendeu a obra e nós paramos na mesma hora. Enquanto isso o Josimar, que hoje é o Rei da BR 316, desmoralizou a Justiça e a Ordem da Juíza, e determinou que os tratores passassem cima de uma construção toda legalizada e que só cabia à Justiça dizer, no final do processo, quem tinha razão: se minha família ou se o Deputado.

Mas mesmo assim, nós ainda acreditamos na Justiça. Acreditamos que “ainda há juízes em Berlim”, e que a Justiça será feita.

Quanto às postagens publicadas contra mim no seu Blog, tenho certeza que você também foi ludibriado por alguma fonte de má-fé, mas saiba que nunca fui preso, nem processado. Não tenho sequer um inquérito contra mim, quanto mais um processo. Não sou amigo de juízes e nem de promotores, e os trato cordialmente, portanto não tenho proteção de ninguém do judiciário pra nenhum suposto crime meu.

Forte Abraço. Cordialmente

Renato Coelho Cunha

Advogado OAB 10.445

Deputado Josimar de Maranhãozinho dá resposta de estadista a juiz de baixo nível

Deputado Josimar de Maranhãozinho

Venho tornar de conhecimento público em respeito aos milhares de maranhenses que me confiaram meu mandato que relacionado aos ataques contra mim dirigidos por um membro isolado que macula a imagem do Poder Judiciário brasileiro o Ssr. Clésio Coelho, que não irei dar nenhum tipo de resposta por algo que não tenho nenhuma responsabilidade.

Lamento o comportamento adotado por esse juiz e embora não me surpreenda, haja vista o seu caráter e personalidade já serem notórios e públicos, mas não por mim e sim por outras vítimas de seu abuso de poder que divulgaram pelos veículos de imprensa do Estado.

Preciso trazer à memória desse magistrado que é bom conhecer a vida de quem ele critica sem conhecimento e com calúnias. Afinal, eu sim vim de berço pobre de família humilde, sertanejos dos quais tenho orgulho e não trago no meu histórico nenhum escândalo se quer por me apropriar ou tentar me apropriar de nenhum bem alheio ou do estado brasileiro.

Calúnias proferidas contra mim que desrespeitam instituições honradas como as polícias militar e civil do Estado do Maranhão que promovem a segurança da sociedade e de autoridades como se nelas fosse covil para Pistoleiros ou milicianos, como homem público, ando sim em comitiva formada por assessores e amigos. Quanto ao processo eleitoral da cidade de Zé Doca que me abraçou com tanta alegria em 2014 me fazendo o deputado estadual mais votado da cidade tendo por referência o meu trabalho o que respaldou em 2016, o nome da minha irmã Josinha Cunha para prefeita, fomos abraçados pelo povo, por todos os nossos amigos e os grupos políticos que sentiram a necessidade de uma mudança real para Zé Doca.

Josinha Cunha e toda sua Chapa respeitaram as leis e regras da Justiça Eleitoral e cumpriram todas as determinações da 96º zona eleitoral e teve sua prestação de contas devidamente aprovadas.

Não há registro de posse do terreno
Não há registro de posse do terreno

Me reportando ao assunto do tal terreno citado pelo Juiz, recebi informações do setor jurídico da administração municipal de Zé Doca, que se trata de uma apropriação indevida de um CANTEIRO público municipal que ficava entre uma escola, uma biblioteca ambos públicas e a praça de alimentação da igreja Matriz (conforme as fotos abaixo).Tenho conhecimento da revolta popular com a destruição ambiental e a venda do canteiro público, negociata suja entre as partes envolvidas ,juiz , prefeito e seus asseclas.

A assessoria da administração Josinha Cunha me enviou toda a documentação fornecida pela Justiça legítima e pelo cartório que desmentem e desmascaram esse  indivíduo que ofende a toga judiciária.

Os documentos abaixo provam que não há nenhum registro de posse do referido canteiro a nenhum membro da família Coelho nos últimos 26 anos até 2016 no ato de compra e venda imoral do bem público no valor de R$ 10 mil validados pela corrupção das partes envolvidas.

Assim sendo finalizo utilizando uma das decisões proferidas por ele mesmo em um dos julgados.

“Dois pontos bem extremados entre os que tem tudo (ele) e os que não tem nada (o povo), com uma diferença. A população aprovou a devolução do bem público para Zé Doca. Parabéns ao Ministério Público pela ação de embargo, ao Poder Judiciário e a Prefeitura de Zé Doca por proteger a população e resguardar a Constituição que garante que todos são iguais perante a Lei. Se for por 30 anos nunca um cidadão comum pode se apropriar de um canteiro público, um juiz ou os parentes deles também não podem.”

Direito de Resposta: Juiz Clésio Coelho esclarece sobre terreno em Zé Doca

Clésio Coelho, Juiz

Minha família tem a posse de um terreno urbano em Zé Doca há 26 anos. Está registrado em nome da minha filha Letícia no Cartório de Registro Imobiliário de Zé Doca. Foi regularizado na prefeitura esse ano de 2016. Tem Alvará de Construção dado pela prefeitura.

O Josimar se tornou inimigo da minha família por causa da eleição municipal quando meu irmão, o Advogado Renato Coelho Cunha, que era candidato do PRB desistiu da candidatura pra apoiar Zé Costa do PT, por ordem minha.

Zé Costa não gastou nem o mínimo determinado pela Justiça Eleitoral e teve 10.800 votos. A Sra Josinha Cunha, irmã do Deputado Josimar Cunha, que se autodenomina “Moral da BR 316” gastou no mínimo 10 milhões pra obter 12.800 votos e ganhar a eleição.

Meu irmão que é advogado subscreveu contra a eleição dela uma AIJE – Ação de Investigação Judicial Eleitoral, uma AIME – Ação de Impugnação de Mandato Eletivo e uma representação com base no art. 30-A da lei nº 9.504, por isso ele se irritou ainda mais contra minha família.

Há mais ou menos uns 20 dias atrás ele me mandou um recado, por dois advogados aqui de São Luis, que quando a irmã dele assumisse a prefeitura a primeira coisa que ele faria seria mandar derrubar a Construção do Projeto Zé Doca Cultural, que está sendo erguida no terreno.

Josimar escolheu minha família como inimiga dele. Todo tirano precisa de inimigos, mas a nossa família não tem e não aceita inimigos.

Somos filhos da Professora Isabel Coêlho Cunha, uma negra pobre que foi uma professora renomada em Zé Doca, e que empresta o nome dela ao Fórum Eleitoral Professora Isabel Coelho Cunha da 0096ª Zona. A nossa fama é de pessoas estudiosas e que venceram a pobreza com a força do saber. Não temos fama de pistoleiros e nem andamos com jagunços. Só podemos esperar a ação da justiça, de mais ninguém.

O Depurado Josimar anda sempre acompanhado de vários pistoleiros armados de Pistolas 0.45 e 0.40, que têm a retaguarda bem vigiada por vários policias militares reformados, entre eles o Subtenente Fonseca e o cabo Lourenço.

O que ele mandou fazer foi um ato de vingança… vingança.

O pior de tudo é que tem uma ação judicial na Comarca de Zé Doca com uma liminar suspendendo a construção da obra enquanto se julgava o mérito da demanda, mas ele que é o novo Rei de Zé Doca, não tá nem aí pra Justiça!

Ele manda e pronto!

A Justiça ainda estava se manifestando e ele tomou o lugar da Juíza!

Por Clésio Coelho, Juiz

Entenda o caso AQUI

DUELO DE GIGANTES: Ministério Público X Juiz

É corrente em todo o país que o cargo de juiz e promotor de justiça são funções respeitadíssimas em nossa esfera social.

Agora o que acontece quando há conflito entre essas instituições em virtude de uma querer aplicar a lei enquanto a outra abusa da autoridade.

Pois é estamos prestes a saber, já que essa situação inusitada está acontecendo em um município do Maranhão, Zé Doca , a pouco menos de 400 km da capital São Luís.

Ocorre que o MP daquela cidade resolveu em atenção ao clamor público entrar com ação de embargo contra a venda de um canteiro que fica entre a biblioteca pública e a igreja matriz na praça do comércio.

O que causou espanto na comunidade foi o fato da rapidez tanto na venda do canteiro pelo prefeito (no apagar das luzes do seu governo) como na pressa em se iniciar a obra no local usurpado há pouco menos de três meses e principalmente quanto a compradora, que trata- se nada mais nada menos, de Letícia Coelho, filha do juiz Clésio Coelho, famoso por envolvimento em escândalos com complicações justamente em apropriações indevidas de propriedade alheias.

Esse juiz Clésio Coelho é o mesmo que foi denunciado pelo ex-deputado federal Paulo Marinho.

O caso mais famoso envolvendo o Juiz Clésio, por invasão de terreno, foi denunciado pelo ex deputado federal Paulo Marinho de Caxias , vítima do juiz. A maneira de agir não foi diferente o sr. Clésio usa sua influência e o peso do cargo para intimidar ameaçar e coagir até mesmo colegas de magistratura que se opõe aos seus interesses gananciosos.

Mesmo na sua cidade natal Zé Doca não faltam pessoas que recuaram e até abriram mão de defender o que é seu por causa do medo de enfrentar Clésio Zeus.

Na nova artimanha e como sempre agindo na escuridão da noite, o juiz usou sua toga com recados para tentar inibir vereadores da cidade de Zé Doca, que pediram ajuda do ministério público para deter a aberração, porém quando foi concedido já era tarde já haviam arrancado além do canteiro, árvores frutíferas naturais sem autorização e construído o tal prédio até a lage.

O juiz procura amedrontar todos os que querem enfrentá-lo, mas a população repudiou sem medo tamanho o descalabro cometido pelo juiz.

A influência do juiz é tão grande que seu irmão Renato Coelho, advogado tem vários inquéritos criminais contra si mas a passo de tartaruga. Por que será? ????

Entendendo o caso

Em Zé Doca o juiz era aliado do prefeito Alberto Carvalho, que deixou o cargo no dia 31 de dezembro, teria sido o peso maior para uma negociação entre Letícia Coelho, filha do juiz que teve como procurador um sobrinho do juiz na compra de um canteiro patrimônio público na cidade de Zé Doca com o objetivo de abrir um negócio particular.

O juiz é acusado por muitos de usar influência inclusive para tentar atrapalhar os processos eleitorais da cidade e deixar de acordo com seus interesses usando o peso da toga. Nessa última eleição 2016 retirou a candidatura do irmão Renato Coelho a prefeito de Zé Doca, terceiro lugar nas pesquisas para apoiar o projeto do candidato do PT que era o candidato do prefeito da cidade e que foi derrotado nas urnas.

Como prêmio de consolação após a derrota nas urnas e sabendo que só havia três meses de mandato a negociata ocorreu com um valor de venda de R$ 10  mil  ocorre que o espaço nessa área da cidade na especulação imobiliária valeria no mínimo R$ 200 mil.

Começaram a obra as pressas todos na cidade comentam a uma boca só que a grande razão da obra além de um negócio da política de bastidores com o prefeito que estava de saída também foi uma espécie de afronta contra o poder judiciário da cidade e também preparada já para nova gestão para ver se teria quem ousasse contrariar esse juiz e em Zé Doca tem outras vítimas de seu poderio, que brigam na justiça para não perderem suas propriedades para os laranjas do esquema de apropriação indevida.

Prefeita Josinha, vice e vereadores abrem mão de reajuste salarial em Zé Doca

Prefeita Josinha Cunha ao lado do irmão, o deputado Josimar de Maranhãozinho
Prefeita Josinha Cunha ao lado do irmão, o deputado Josimar de Maranhãozinho

Tão logo assumiu o comando do município de Zé Doca, a prefeita Josinha Cunha (PR) já vem demonstrando que pretende fazer uma administração enxuta, transparente e ética.

Em reunião com a vice-prefeita Ana Sampaio (PSD), vereadores e secretários, ficou acordado que o aumento aprovado à prefeita, vice, vereadores e secretários municipais seria descartado. Em face da grande crise financeira que vive o país e a situação de calamidade que se encontra o município de Zé Doca a prefeita achou por bem não aumentar salários, o que foi perfeitamente compreendido por todos.

Entenda o caso

Em novembro de 2016 um acordo promoveu o aumento salarial da prefeita de Zé Doca Josinha Cunha, da vice-prefeita eleita, Ana Angélica Moura Sampaio, dos vereadores eleitos e reeleitos da Câmara e de todos os futuros secretários do município.

O aumento foi aprovado, em unânime, pelo Plenário da Câmara de Vereadores da cidade. Pela proposta, em vez de receber R$ 16 mil, Josinha Cunha passaria a receber R$ 20 mil e Ana Sampaio passaria de R$ 8 mil para R$ 10 mil reais. Os parlamentares da cidade, que atualmente ganham R$ 6 mil, passariam a receber R$ 11 mil. Já o salário dos secretários municipais pularia de R$ 3,5 mil para R$ 6 mil.

O projeto foi elaborado e sancionado pela própria Câmara de Vereadores e passaria a valer a partir desse mês.

Entendendo que o momento é de evitar despesas a prefeita, vice, vereadores e secretários resolveram “cortar na própria carne” para assim começar um governo forte onde a prioridade mesmo será o bem estar da população.

Zé Doca: Josinha Cunha e Ana Sampaio são empossadas em noite histórica

A posse da nova prefeita Josinha Cunha contou com a presença do deputado Josimar de Maranhãozinho

A virada de ano em Zé Doca em Zé Doca foi uma das mais concorridas dos últimos tempos no município. A prefeita Josinha Cunha e a vice-prefeita Ana Sampaio foram empossadas em praça pública, diante de cerca de 10 mil pessoas que prestigiaram a cerimonia que marca o início de um novo tempo para o município.

A solenidade começou as 00: 22 minutos, na Praça do Viva. Um belo show pirotécnico iluminou os céus de Zé Doca, dando boas vindas ao novo ano e o nascer de uma nova gestão que promete transformar a realidade local.

O deputado Josimar de Cunha e a esposa Detinha Cunha prestigiaram o evento. O parlamentar é irmão da nova prefeita e foi um dos pilares da campanha vitoriosa que fez Josinha Cunha eleita no pleito de 2016.

Quem deu inicio a cerimônia foi o vereador de mais idade, o senhor José Sabino Lopes, que presidiu interinamente os trabalhos.

Os 14 vereadores eleitos para o pleito 2017/2020 foram devidamente empossados e por unanimidade o vereador Edilson Romão foi eleito presidente da câmara de vereadores para o biênio 2017/2018.

O momento mais aguardado foi a posse da nova prefeita. Em clima de festa Josinha Cunha foi empossada e, quebrando o protocolo, recebeu a faixa das mãos do deputado Josimar.  “Teremos muitas dificuldades pela frente, mas o nosso grupo é forte e comprometido com Zé Doca. estou preparada para governar e fazer dessa cidade o lugar sonhado por todos,” disse Josinha em seu primeiro discurso como prefeita.

O deputado Josimar Cunha destacou que a união de forças e empenho pela reconstrução de Zé Doca serão fundamentais para a realização do grande projeto politico, “Hoje começa uma nova história, as eleições passaram e agora é hora de união para reconstruir essa cidade. Estamos otimistas com o novo ano e eu vou me empenhar juntamente com a prefeita Josinha para fazer dessa cidade orgulho de todos.”

Após a posse, várias atrações locais como Balada Quente, Beijo de Menina e Tarcísio Farra, se apresentaram e a festa foi até o dia amanhecer.

Deputado Josimar prestigia diplomação de prefeitos na região de Zé Doca

Diplomação da candidata eleita em Zé Doca, Josinha Cunha, irmã do deputado Josimar

A cerimônia de diplomação dos prefeitos eleitos de Zé Doca, Governador Newton Bello e Araguanã foi realizada no templo central da Assembleia de Deus e foi presidida pela juíza da 96ª Zona Eleitoral, Leoneide Delfina Barros Amorim.

O deputado estadual Josimar de Maranhãozinho (PR) acompanhado dua esposa, a prefeita de Centro do Guilherme Detinha Cunha, esteve presente a cerimônia que diplomou dois Republicanos e um comunista. Todos fazem parte da base politica do parlamentar.

Valmir Amorim (PR) foi reeleito prefeito em Araguanã e o primeiro a ser diplomado. Após desenvolver um grande trabalho no município ele chega ao 2º mandato com mais experiência e vontade politica. O deputado Josimar parabenizou o prefeito e mais uma vez reafirmou a parceria com o município para trazer novos investimentos em prol da população. “Valmir é um amigo particular, durante o seu primeiro mandato realizou grandes obras e tenho certeza que ele está ainda mais motivado”.

O prefeito de Governador Newton Bello Roberto do Posto (PCdoB) foi o segundo a receber das mãos da Justiça Eleitoral o diploma. “Espero que Roberto do Posto faça um grande trabalho por Governador Newton Bello, pois a cidade merece essa transformação politica administrativa”, disse o parlamentar.

Em Zé Doca, a prefeita eleita foi a irmã de Josimar, Josinha Cunha (PR). Muita gente prestigiou o evento que deu posse republicana e a vice Ana Sampaio, vereadores e suplentes.

O deputado Josimar de Maranhãozinho parabenizou o trabalho da Justiça Eleitoral e se mostrou otimista com a nova gestão de Zé Doca tendo à frente duas mulheres. “Aqui começa um novo governo, uma nova história administrativa. Acredito nessa renovação com essas duas mulheres de força e muita vontade política.”

Novas viaturas solicitadas a SSP pelo deputado Josimar chegam a Zé Doca

Deputado Josimar em reunião na SSP-MA
Deputado Josimar em reunião na SSP-MA

Duas novas viaturas da Polícia Civil já chegaram em Zé Doca para reforçar o policiamento no município. Além dos dois veículos, mais viaturas da PC e também da Polícia Militar são aguardadas no início do mês de dezembro para reforçar ainda mais a segurança em Zé Doca e em outras cidades da região, como Governador Nunes Freire e Santa Luzia do Paruá.

As novas viaturas fazem parte do atendimento às solicitações por meio de indicações do deputado estadual Josimar Cunha (PR), a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão, para atender algumas cidades da região do Alto Turi, entre elas, Governador Nunes Freire, Maracaçumé, Santa Luzia do Paruá e Zé Doca.

O novos veículos atenderão a região do Alto Turi
O novos veículos atenderão a região do Alto Turi

Os veículos são do tipo pick up (modelos L200) e são adaptados com cela de isolamento e rádios comunicadores para reforçar as instituições de segurança no enfrentamento à violência em todo território maranhense.

Vale ressaltar que no último dia 23 de novembro, o deputado estadual Josimar de Maranhãozinho (PR) esteve em reunião com o Secretário de Segurança Pública do estado Jefferson Portela, com o Delegado Geral de Polícia Civil, Lawrence Melo Pereira e o Superintendente de Polícia do Interior Dicival Gonçalves da Silva, onde na pauta o parlamentar reforçou o pedido das novas viaturas para atender a regional de Zé Doca, no sentido de combater o crime na região do Turi/Gurupi. Na ocasião, o Secretário de Segurança afirmou de imediato que faria a entrega de duas viaturas e assim o fez.