Artigo: Maranhão no rumo certo

Governador Flávio Dino

Por Flávio Dino

Por décadas, nós maranhenses vivemos uma triste rotina: a de conviver com a contínua citação negativa de nosso estado no noticiário nacional, sempre frequentando as últimas posições de qualquer ranking. Seja qual fosse o recorte, o Maranhão estava ali alternando o último ou penúltimo lugar. Educação, índice de policiais por habitante, transparência das contas públicas, sempre estava lá nosso estado, na parte inferior das tabelas. Graças a Deus, esse triste passado vai ficando para trás. Em pouco tempo de gestão, o Maranhão passou a ser um dos líderes em diferentes rankings nacionais.

A Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), por exemplo, nos classificou com boa situação fiscal. E a Secretaria de Tesouro Nacional destacou o Maranhão na lista dos estados com maior crescimento de investimentos públicos. Um estudo divulgado esta semana pelo jornal Valor Econômico, um dos maiores do país, nos coloca com a 2ª maior previsão de crescimento do PIB em 2017. Números auspiciosos para nossa economia em tempos tão difíceis no cenário nacional, em que vivemos a pior crise dos últimos 100 anos.

Todos esses indicadores mostram que nosso estado está no caminho certo. Muitos outros índices ainda mostrarão o resultado positivo de nossas políticas. Um dos primeiros que foi atualizado, o IDEB, já mostra o avanço que tivemos no início do Governo. O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) medido neste ano vai confirmar que revertemos a tendência de queda que havia nascido no caos do governo passado. Na Segurança Pública também temos números melhores agora que no passado, o mesmo se verificando na situação penitenciária, que infelizmente constitui uma gigantesca herança maldita.

A verdade é que estou colocando em prática as medidas que anunciei em campanha, quando percorri nosso estado de ponta a ponta mobilizando as pessoas em favor da mudança. Não eram palavras da boca para fora, como pode ser comprovado por outro ranking, do site nacional de notícias G1, que nos coloca como o segundo governo que mais cumpriu suas promessas de campanha no Brasil.

Enquanto nós trabalhamos para melhorar a situação do estado, mesmo em meio à avassaladora crise nacional, um número divulgado esta semana mostra o que acontecia anteriormente. Um levantamento de uma consultoria privada mostra que, nos dez anos seguintes a 2005, o Maranhão andou mal no ranking nacional de qualidade de vida.

Esse número comprova o que eu já dizia à época: enquanto o Brasil crescia e melhorava de vida na melhor década da economia dos últimos tempos, o Maranhão estava estagnado, escravo das múltiplas amarras que o sistema coronelista gerava. Levaremos alguns anos mais, porém é certo que agora estamos cortando essas amarras, desta feita de modo definitivo, para que um outro Maranhão possa florescer.

Fico pensando o que seria de nosso estado se passasse esta crise nacional sob o comando de grupos que mais se preocupavam em usar o dinheiro público para comprar lagostas do que em pagar professores, mais cuidavam de privilégios de poucos do que dos direitos de todos.

Vivemos hoje no Brasil uma tempestade perfeita, fruto da junção de uma crise política com crise econômica. Mesmo assim, estamos provando que o Maranhão não é destinado ao fracasso das últimas posições. Podemos ser um estado de referência positiva. Basta acreditar no nosso povo, como eu acredito.

TSE decide extinguir três zonas eleitorais do Maranhão

 

Desembargador Raimundo Barros

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, desembargador Raimundo Barros, informou aos membros da Corte, na sessão administrativa dessa sexta-feira (15), da resposta do Tribunal Superior Eleitoral ao estudo feito pelo Regional sobre extinção e remanejamento das zonas do interior do estado.

Pelo estudo do TRE-MA, das 29 que apresentavam quantitativo de eleitores abaixo do exigido nas Resoluções TSE 23.422/2014 e 23.520/17, 1 seria extinta, 27 preservadas e 1 teria sua permanência justificada em razão de situação excepcional.

O TSE respondeu que o Regional deve extinguir 3 zonas e preservar 25 após remanejar municípios-termos das zonas eleitorais limítrofes para recomposição dos parâmetros constituídos no artigo 3º da Resolução TSE nº. 23.422/2014. No entanto, ratificou que 1 terá a permanência por estar situada em área pertencente à Amazônia Legal.

De acordo com o TSE, serão extintas as zonas 94ª ZE (Timon), cujos eleitores serão remanejados para a 19ª ZE com sede no mesmo município; 85ª ZE (Timbiras), que será transformada em posto de atendimento vinculado à 7ª ZE (Codó); e 59ª ZE (Paraibano), que será transformada em posto de atendimento vinculado à 53ª ZE (São João dos Patos).

Já os municípios remanejados serão Codó, São Vicente de Férrer e Monção, cujas sedes passam para, respectivamente, Santo Antonio dos Lopes, Bequimão e Morros. O critério adotado para o remanejamento de zonas eleitorais foi preservar a zona mais antiga em detrimento da mais nova, por razão histórica, bem como em vista das competências acumuladas na zona mais antiga na Justiça Eleitoral do Maranhão.

Com a determinação, o Maranhão passará a funcionar com 105 zonas eleitorais, uma vez que no total, no estado, foram extintas 6 zonas: 3 do interior e 3 da capital.

Polícia prende último homem que provocou incêndio em Pirapemas

 

Vítimas queimadas em Pirapemas no dia 19 de julho

Após informações anônimas, policiais militares conseguiram prender Francisco Silva da Conceição, o Chico, de 28 anos, no povoado Taboca, zona rural de Coroatá. Ele estava escondido trabalhando como pedreiro e usava o nome falso de Antônio Filho, o Irmão.

O criminoso foi levado na manhã dessa sexta-feira (15), para o Complexo Penitenciário São Luís, em Pedrinhas. Francisco Silva e mais seis criminosos, identificados como Antônio da Silva Cruz, o Belô, de 23 anos; Marcelino Cantanhede Costa, de 23 anos; José Xavier da Conceição; José de Ribamar Pereira dos Santos, Miguelma Pereira dos Santos, de 22 anos, e Vandicleide Rocha, o Cigano, teriam ateado fogo em uma residência, no povoado Tiquara, em Pirapemas, fato ocorrido no dia 19 de julho do ano passado.

As vítimas tiveram queimaduras de 2º e 3º graus, variando de 50 a 80% do corpo queimados. Quatro delas, que morreram no Hospital Socorrão II, em São Luís, foram identificadas como Rivelino Marques de Araújo, de 39 anos; Raimundo da Conceição Frazão, de 55 anos; Maria Francineth da Silva Frazão, idade não revelada e Rosilene Silva Santos, de 41 anos.

Chacina

Os sete homens, que eram assaltantes, chegaram à residência de Raimundo da Conceição no dia 19 de julho de 2016, dominaram as vítimas e iniciaram uma varredura no local com o objetivo de encontrar R$ 15 mil, que eles acreditavam existir na casa. Como não conseguiram encontrar nada, os bandidos amarraram as pessoas que ali estavam com cordas em um dos cômodos e aproveitaram que no local havia combustível, atearam fogo e em seguida fugiram.

Os vizinhos, ao ouvir os gritos de socorro, foram até o local, apagaram o incêndio e acionaram a polícia. Dias depois foram presos os outros envolvidos, que estão na unidade prisional de Itapecuru-Mirim, à disposição da justiça.

Fonte: O Estado do Maranhão

Motociclista morre ao colidir em caminhão na BR 135

Foto: Divulgação/PRF

Um grave acidente tipo colisão traseira, envolvendo uma motocicleta e um veículo de carga, foi registrado na manhã deste sábado (16), no km 9 da BR 135, em São Luís.

No sentido decrescente da rodovia (da Estiva para o Tirirical), um caminhão carregado com grades de cerveja, freou e reduziu em um quebra-molas e foi abalroado na traseira por uma motocicleta.

O condutor da moto, Mauro Alex Lisboa Colins, de 31 anos, que dirigia sem atenção, caiu da moto desacordado e morreu no local. O SAMU foi chamado e tentou reanima-lo, mas sem sucesso. O corpo foi levado pela equipe do SAMU, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Foto: Divulgação/PRF

Engavetamento

Já no km 5, também da BR 135, no sentido crescente, em frente a OLEAMA, os PRFs atenderam outra ocorrência: um engavetamento envolvendo quatro veículos. De acordo com as informações colhidas, uma senhora tentou atravessar a via fora da faixa e provocou a freada brusca de três veículos, o quarto e último, no entanto, não conseguiu parar e provocou o engavetamento. Uma Hilux teria sido o veículo mais danificado. A mulher não foi atingida.

Foto: Divulgação/PRF

Maranhão terá a 2ª maior alta do PIB neste ano em todo o país, diz novo estudo

Agronegócio se destaca no crescimento do PIB maranhense

O Maranhão terá a segunda maior taxa de crescimento entre todos os estados brasileiros neste ano. Os dados são de um estudo feito pelo Santander e publicado nesta segunda-feira (11) pelo jornal Valor Econômico.

Segundo o levantamento, o PIB do Maranhão deve aumentar 3,1% em 2017, atrás apenas de Mato Grosso com 5,1%. O desempenho maranhense contrasta com a média nacional, que é de elevação de apenas 0,5% do PIB.

Os números estão no “Mapa da recuperação econômica”, dos economistas Everton Gomes e Rodolfo Margato, do banco Santander. (Veja aqui)

Há ainda sete estados que terão queda no PIB, segundo o estudo do Santander. É o caso do Rio de Janeiro, com redução estimada de 1,4%.

Força do campo

O crescimento do PIB maranhense em 2017 está sendo puxado principalmente pela agropecuária, que vem recebendo fortes incentivos do Governo do Maranhão. A alta do PIB do setor é estimada em 22,5% neste ano no Maranhão.

O jornal Valor Econômico desta segunda-feira também publica outro estudo sobre o desempenho econômico dos estados – e mais uma vez o Maranhão tem destaque positivo. De acordo com levantamento da 4E Consultoria, o Maranhão foi o único estado nordestino que não apresentou recuo na Pesquisa Mensal de Serviços durante o segundo trimestre deste ano.

Michel Temer virá ao Maranhão

Michel Temer

O presidente da República, Michel Temer (PMDB), deverá visitar o Maranhão ainda este mês de setembro.

Na ocasião deverá ir até o Centro de Lançamento de Alcântara, uma vez que, na semana passada, o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, esteve nas instalações do CLA e defendeu que o local seja aproveitado de forma mais eficiente para o Brasil ganhar espaço no mercado aeroespacial. (Veja no vídeo abaixo)

O ministro então conheceu detalhes do projeto de ampliação do complexo e após sobrevoar a área de Alcântara acompanhado do ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Sérgio Etchegoyen, considerou que a estrutura deve ser mais bem aproveitada.  Este então seria um dos motivos da visita posterior do presidente Temer.

Porém, ontem, reunido com investidores na China, Michel Temer acertou a construção de um novo porto no Maranhão.

O valor do financiamento será de 400 milhões de dólares vindos do banco IBCI. Trata-se do único contrato privado firmado na visita do presidente no país asiático.

A Lyon Capital do empresário Paulo Remy tem a WPR como braço de infraestrutura e está envolvida na negociação. Desde março, o porto tem a China Communications Construction Company como sócia.

Abaixo, detalhes da visita de ministros ao Centro de Lançamento de Alcântara, no ultimo dia 23 de agosto.

Maranhão aumenta investimentos e reduz despesas com juros

Foto Divulgação

Dando continuidade aos bons resultados fiscais, o Maranhão encerrou o primeiro semestre de 2017 com significativa expansão dos investimentos públicos em setores essenciais tais como saúde, educação, infraestrutura, segurança e salários dos servidores públicos. Ao mesmo tempo, houve forte redução das despesas com juros.

De acordo com o Boletim de Síntese Econômica do Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc), houve uma expansão real de R$ 218,3 milhões nos investimentos públicos entre janeiro e julho.

Em números absolutos, os investimentos do governo do Estado passaram de R$ 835,6 milhões entre janeiro e julho de 2016, para R$ 1,053 bilhão no mesmo período de 2017, crescimento equivalente a 26,1%

Ainda segundo o Boletim, a expansão representa uma melhora na qualidade do investimento público, uma vez que o Maranhão reduziu as despesas com pagamentos de juros e encargos da dívida, que registraram queda de R$ 47,8 milhões, ou 15,6%.

Entre os setores prestigiados com o aumento do investimento público, estão o de geração de renda e novos postos de trabalho, por meio da expansão de obras públicas e remuneração dos servidores.

Obras de programas como o Mais Asfalto, Escola Digna e Água Para Todos foram responsáveis pelo aumento na oferta de postos de trabalho no setor de infraestrutura, levando o Maranhão a registrar elevação na oferta de trabalho formal. Em julho, o estado teve o terceiro mês seguido de alta, abrindo 1.567 novas vagas, segundo maior saldo com carteira assinada do Nordeste, de acordo com o Cadastro Geral de Empregos (Caged).

Já a novas contratações nos setores de Educação, Segurança e Saúde, além de aumentos na folha salarial, geraram 7,3% de expansão em termos reais no período, ainda de acordo com o Imesc.

O Maranhão foi o único estado da federação a antecipar o pagamento do 13º salário dos servidores públicos. O pagamento da parcela de 50% do 13º para 110 mil servidores ativos e inativos do estado também contribuiu para o incremento da economia no período.

O bom resultado econômico do Maranhão contrasta com o cenário crescente de crise na esfera nacional. Os déficits fiscais do Brasil referentes a 2017 e 2018 foram revistos para R$ 159 bilhões pelo Governo Federal, que fez anúncio de corte de despesas e investimentos. Segundo as projeções, o país só deve se recuperar em 2021.

Boa política fiscal garante investimentos

O cenário de retração fiscal com quedas de receitas do Governo Federal gerou redução de transferências para o Maranhão.

Para compensar as perdas referentes aos recursos federais, o Estado adotou política fiscal, passando a incluir no sistema tributário empresas que antes não cumpriam obrigações fiscais.

As empresas inadimplentes tiveram situação regularizada junto à Secretaria de Estado da Fazenda, garantindo mais justiça fiscal e melhoria da arrecadação. A medida ajudou a aumentar a receita tributária a ter alta real de 6,2% no primeiro semestre, com expansão de 12,8% em relação ao mesmo período do ano passado.

“Com uma gestão fiscal eficiente, conseguimos pagar os salários dos servidores em dia, realizar concursos públicos, cumprir com as obrigações do serviço das dívidas interna e externa, elevar o custeio da máquina pública, aumentar consideravelmente o pagamento de precatórios e sentenças judiciais, e, principalmente, realizar investimentos”, disse o governador Flávio Dino, ao explicar a importância da política tributária adotada pelo governo.

Agências bancárias estarão de portas fechadas nesta segunda (28)

Banco do Brasil do Turu. Imagem ilustrativa

Todas as agências bancárias e postos de atendimento do Estado do Maranhão estarão de portas fechadas nesta segunda-feira (28) por ser o Dia do Bancário, foi o que informou o Sindicato dos Bancários do Maranhão (SEEB-MA).

O feriado – exclusivo da categoria – foi criado pela Lei Estadual nº 10.100 de 2014, de autoria do deputado Bira do Pindaré, em alusão ao Dia do Bancário.

Para a diretoria do SEEB-MA, o feriado é um reconhecimento à contribuição que a categoria bancária tem proporcionado ao crescimento do Maranhão e do país.

As agências e os postos voltam a funcionar normalmente na terça-feira (29).

Maranhão sediará o mais importante evento rodoviário do Brasil

O presidente da ABDER, Henrique Luduvice e o governador Flávio Dino, em visita ao Palácio dos Leões.

Pela primeira vez, o Maranhão sedia o mais importante evento do setor rodoviário no Brasil. O 20º Encontro Nacional de Conservação Rodoviária (Enacor) ocorre entre 21 e 24 de novembro, no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana, em São Luís.

O Enacor é realizado pela Associação Brasileira dos Departamentos Estaduais de Estradas de Rodagem (ABDER) e, neste ano, conta com a parceria do Governo do Estado, por meio da Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB).

Em sua vigésima edição, o evento promove o debate de assuntos como mobilidade urbana, infraestrutura e logística de transporte. Para dar conta da complexidade de temas, o 20º Enacor abriga em sua programação o 2º Fórum Rodoviário, de Trânsito e de Mobilidade; o 1º Fórum de Logística Multimodal e o 1º Expoenacor.

Serão minicursos, palestras, apresentações de trabalhos técnico-científicos e exposição de materiais, equipamentos e serviços. Empresários, gestores públicos, estudantes e profissionais são o público-alvo do encontro.

De acordo com o presidente da ABDER, Henrique Luduvice, nomes de importância nacional e internacional estarão presentes no Enacor para disseminar novas tecnologias aplicadas ao desenvolvimento da logística e infraestrutura.

“Infraestrutura e logística são temas fundamentais para o desenvolvimento social e econômico de um Estado”, diz Henrique Luduvice. “O evento será no Maranhão pelos grandes investimentos que o governo realiza nessas áreas”, afirma.

Mobilidade

Segundo o presidente da MOB, Artur Cabral, ações de mobilidade urbana desenvolvidas no estado serão destaque no evento, como o Projeto Travessia, as linhas de ônibus do Expresso Metropolitano e a instalação do transporte coletivo do tipo BRT.

As obras do BRT, projeto de mobilidade urbana que vai modernizar o sistema viário da Ilha de São Luís, iniciam ainda esse ano”, diz Artur Cabral. O programa de infraestrutura Mais Asfalto, que está recuperando 3 mil km de vias em todo o estado, também será apresentado ao público.

Logística e infraestrutura

O avanço da logística de transporte com a atual gestão à frente dos portos do Itaqui e Ponta da Madeira é outro aspecto a ser evidenciado no encontro. Nos dois últimos anos, a redução do tempo de espera no Itaqui gerou lucro de R$ 111 milhões, o maior da história do porto. Eficiência esta que irá permitir aportes de R$ 1,3 bilhão nos próximos dois anos.

Além da MOB, as secretarias de Infraestrutura (Sinfra) e Cultura e Turismo (Sectur) e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) representam o governo no Enacor. A Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem) também marca presença, por meio de prefeitos e gestores municipais.

Inscrições

Para participar do Enacor, basta acessar www.enacor.com.br e fazer a inscrição. Mais informações podem ser obtidas no próprio site do evento, pelo telefone (098) 3254-0347 ou pelo e-mail [email protected] Estão disponíveis 1.500 vagas.

Contrato da ONU é usado para favorecer jovens do PMDB; um deles de Bacabal

Dedê da Trizidela

A Secretaria Nacional da Juventude (SNJ), vinculada à Presidência da República, decidiu usar um contrato com a UNESCO – agência da Organização das Nações Unidas (ONU) que fomenta a educação, a ciência e a cultura – para garantir rendimentos a pessoas ligadas à legenda em 11 Estados, um deles no Maranhão. Todos receberão para disseminar o programa de governo “Identidade Jovem”.

Dessas, oito ganharão R$ 12 mil. Um dos felizardos é Armenius Sales. Ele se filiou ao PMDB no Piauí em 2011. Em Goiás, a escolhida é Aline dos Santos, que se candidatou ao cargo de vereadora na cidade de Piracanjuba em 2016. No Maranhão, o encarregado será o peemedebista Dedê da Trizidela. Ele foi candidato a vereador na cidade de Bacabal no ano passado.

Os três restantes são mais sortudos. Ganharão R$ 77 mil para coordenar os mobilizadores estaduais. Um deles é Helber Augusto Reis Borges. Membro da Juventude do PMDB em Minas Gerais, Helber já postou, orgulhoso, uma foto com o presidente Michel Temer em uma rede social em novembro do ano passado. “Acabei de me reunir com o presidente da República. É uma grande honra e alegria… com maestria, tem trabalhado para retirar o Brasil da crise”. Outro que ganhará R$ 77 mil é o paulista Fabio Antunes, candidato a vereador pelo PMDB em Guarujá.

As informações são de ÉPOCA