Juiz que foi preso em Imperatriz dispara ameaças…

Herivelton Cabral foi preso preventivamente na segunda-feira (18)

O caso envolvendo o juiz aposentado e ex-delegado da Polícia Civil, Herivelton Cabral Silva, que atirou contra o próprio irmão na tarde do último domingo (17), continua dando trabalho para a Cúpula de Segurança Pública do Maranhão. Ele gravou áudios desdenhando da situação que se tornaram públicos.

“Eu quero é ver quem é o macho que vai me prender. É o presidente do tribunal? É o Michel Temer? Chama logo a polícia todinha do Maranhão pra me segurar”, disse ele em um dos áudios que viralizaram na internet. O juiz aposentado desdenha e diz que não fica preso. “Tomaram duas armas de mim hoje (19). Amanhã, se eu quiser, estou com três nas mãos (…) Sendo homem, eu não tenho nem receio de meter um tiro na cara”, conta ele (ouça o áudio abaixo, exibido na TV Difusora). As ameaças do juiz aposentado ao irmão não são recentes, segundo apurou o delegado regional de Imperatriz, Eduardo Galvão.

Herivelton Cabral foi preso preventivamente na tarde dessa segunda-feira (18). De acordo com relatos do delegado, ele teria passado mal durante a noite, quando foi socorrido inicialmente pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Ele se sentiu mal novamente e foi levado, após decisão judicial, a um hospital particular da cidade. Herivelton permanece preso preventivamente, com uma escolta policial no local.

O delegado Eduardo Galvão explica que os áudios trazem ameaças ao Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins e contra os dois irmãos de Herivelton, um deles é o Helton, contra quem ele atirou no último fim de semana.

CTA do Maranhão monta base no sul do Estado

Imperatriz ganha base do CTA e Ciops

A região tocantina ganha um importante reforço na segurança com a implantação do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) e a operacionalização do serviço do Centro Tático Aéreo (CTA), lançados na manhã desta terça-feira (19), em Imperatriz. Os grupamentos integram a Secretaria de Estado da Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA) e atendem demanda por mais estrutura em segurança na região.

Com uma equipe do CTA baseada em Imperatriz – MA, e considerando um raio de 100Nm (cem milhas náuticas), que equivale a cerca de 160Km, o serviço Aéreo de Segurança Publica terá uma abrangência de cobertura de 29 municípios, com autonomia de 1 hora de operação nos limites sem necessitar de reabastecimento e beneficiará uma população de mais de 1 milhão de habitantes, nos dias de hoje.

Estamos operacionalizando o serviço utilizando a sede do Batalhão Militar, até que seja construído o hangar definitivo, cujo processo está em andamento”, diz o diretor do CTA do Maranhão, coronel Ismael de Souza Fonseca. O comandante enfatiza ainda que “o prédio é bem localizado e vai favorecer as equipes nas ações de resgate e nos atendimentos com melhores condições, estrutura e em tempo hábil”.

Com a implantação do plano piloto do Ciops, que também está agregado na base do 3° BPM da região, as equipes serão direcionadas para a rua, também, a partir das chamadas do serviço, que contará com sala própria. “É um reforço muito importante para o êxito das ações de segurança na região e vai potencializar o trabalho que o efetivo já realiza regularmente na área”, afirma o comandante do 3° Batalhão da PM de Imperatriz, tenente-coronel Ilmar Lima Gomes.

A instalação das bases faz parte do programa de descentralização dos equipamentos de segurança que contempla cidades do interior do estado. As duas estruturas de segurança vão funcionar na sede do quartel do 3º Batalhão da Polícia Militar.

Preso juiz aposentado que atirou contra o irmão em Imperatriz

O acusado deve ser transferido para a Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz

O juiz aposentado e ex-delegado da Polícia Civil, Herivelton Cabral, foi preso nesta segunda-feira (18), acusado de atirar no próprio irmão, o Helton Cabral Silva, no último fim de semana, em Imperatriz. Ele se apresentou, junto a seus advogados, no 3º Batalhão da Polícia Militar (BPM) e deverá ser transferido para a Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz (UPRI 2) nesta terça-feira (19).

O crime aconteceu no estacionamento de um clube e o momento dos disparos foi registrados por câmeras instaladas no local. A companheira da vítima, Késia do Carmo, fica entre os dois e tenta impedir que Herivelton atire em Helton mas acaba sendo atingida na perna.

Câmera registra o momento do crime

O conflito entre os dois é motivado por uma disputa por herança e Herivelton já teria inclusive ameaçado o irmão, dizendo que ia matá-lo, em fevereiro deste ano. Na época, ele chegou a ser preso com posse de armas de fogo.

O ex-juiz foi ouvido e relatou à polícia que não tinha intenção de matar, mas tinha “muitas coisas a dizer pro irmão”. Uma equipe foi à casa de Herivelton em busca da arma do crime, mas ele já tinha se desfeito da mesma. De acordo com o delegado regional de Imperatriz, Eduardo Galvão, a polícia acredita que o crime tenha sido premeditado.

Fonte: MA 10

URGENTE: Incêndio atinge área de mata na BR-010, em Imperatriz

Vegetação pega fogo na BR-010, em Imperatriz

Um incêndio foi registrado no início da tarde desta segunda-feira (18), em uma vegetação localizada no Km 260 da BR-010, próximo à Unidade Operacional da Polícia Rodoviária Federal, em Imperatriz. Agentes da PRF controlam o trânsito. Veja os vídeos abaixo.

TCE manda suspender contrato irregular firmado pela Prefeitura de Imperatriz

Prefeito Francisco Assis Ramos terá que apresentar defesa
Prefeito Francisco Assis Ramos terá que apresentar defesa

O Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA) emitiu Medida Cautelar determinando que o município de Imperatriz realize o sobrestamento da contratação da empresa Nova Control Tecnologia Ltda, e caso já tenha realizado a contratação, não realize pagamentos do contrato decorrente do Pregão Presencial n° 075/2017.

A Medida Cautelar do TCE atende a representação impetrada pela empresa Betha Sistemas Ltda., em virtude de supostas irregularidades existentes no Edital de Pregão Presencial n° 075/2017 – CPL, da Secretaria Municipal de Planejamento, Fazenda e Gestão Orçamentária, cujo objeto é a contratação de empresa capacitada para fornecimento de licença de uso e manutenção de sistema informatizado para gestão de tributos municipais (ISS, IPTU, ITBI e taxas).

Na representação, a empresa Betha Sistema Ltda. apontou os seguintes aspectos como irregularidades presentes no edital: potencial direcionamento editalício e superfaturamento; ausência de cláusula que especifique as garantias do órgão licitante em caso de rescisão contratual; ausência de critérios de atualização monetária em caso de atraso nos pagamentos; ausência da fixação dos preços unitários máximos dos itens licitados; ilegalidades na formatação do orçamento estimado dos itens da licitação; ausência do número de servidores a serem treinados e superfaturamento de preços.

As informações da representação foram analisadas pelos auditores da Unidade Técnica de Controle Externo II e pela Supervisão de Controle Externo VIII. Posteriormente, o processo foi enviado ao Ministério Público de Contas (MPC), que se manifestou favoravelmente à concessão da Medida Cautelar.

Na Sessão Plenária de hoje, 13/09, o conselheiro-substituto Antonio Blecaute Costa Barbosa, submeteu o processo à apreciação do Pleno do TCE, que decidiu de forma unânime pela concessão da Medida Cautelar.

O prefeito de Imperatriz, Francisco de Assis Andrade Ramos e o presidente da Comissão de Permanente de Licitação, Luis Gomes Lima Júnior, serão citados pelo TCE e terão quinze dias, a partir da data de publicação da decisão, para apresentarem defesa à Corte de Contas.

Abertas a partir de hoje (14) as inscrições para o concurso da UFMA

Fachada da UFMA. Foto Reprodução

A Universidade Federal do Maranhão (UFMA) anunciou a realização do novo concurso público regido pelo edital nº 01/2017, para provimento de cargos técnico-administrativos em educação. As inscrições podem ser feitas de 14 de agosto a 08 de setembro de 2017.

Há 40 oportunidades para candidatos de todos os principais níveis de ensino, que possam ocupar os cargos/áreas de Assistente de Laboratório, Auxiliar em Administração, Assistente em Administração, Técnico de Laboratório – Área: Química, Técnico em Higiene Dental, Engenheiro – Área: Alimentos e Técnico em Assuntos Educacionais.

O vencimento básico inicial dos cargos de nível de classificação “C” será de R$ 1.945,07; dos cargos de nível de classificação “D” será de R$ 2.446,96; dos cargos de nível “E” será de R$ 4.180,66. A esses valores poderão ser acrescidos de vantagens, benefícios e adicionais.

A inscrição pode ser feita somente via internet, no site de concursos da UFMA lembrando que será disponibilizado posto de inscrição com computadores, no mesmo período informado, em horário comercial, no Núcleo de Eventos e Concursos, Cidade Universitária do Bacanga, em São Luís.

As taxas de inscrição são as seguintes: cargos de nível de classificação “C” – R$ 45,00; cargos de nível de classificação “D” – R$ 60,00; cargos de nível de classificação “E” – R$ 100,00.

O concurso constará de provas objetivas, eliminatórias e classificatórias, que serão realizadas na data provável de 29 de outubro de 2017, no horário das 9 horas às 13 horas, exclusivamente em São Luís. A relação dos candidatos (listas geral e especial) por local e sala de aplicação das provas estará disponível no site da UFMA e nos outros locais públicos descritos no edital.

A lotação dos candidatos aprovados e nomeados dar-se-á em uma das unidades/órgãos da UFMA, a saber: São Luís, Imperatriz, Chapadinha, Codó, Bacabal, Pinheiro, Grajaú, São Bernardo e Balsas.

O prazo de validade do concurso será de dois anos, contados a partir da publicação da homologação dos resultados, podendo ser prorrogado por igual período, a critério da Universidade.

Edital e atualizações devem ser conferidos AQUI

Ônibus cai em ribanceira, mata condutor de caminhão e deixa feridos na BR 010

Depois de atingir motorista e caminhão, ônibus cai em ribanceira

Um grave acidente foi registrado na noite desta quinta-feira (10) nas proximidades da Ponte do Bananal, na BR 010, em Governador Edison Lobão, região de Imperatriz, sudoeste do Maranhão.

Motorista do caminhão morreu no local

O motorista de um caminhão carregado de melancias que vinha de Santa Inês parou o veículo para verificar um problema na roda. O mecânico que estava com ele foi para baixo do caminhão para avaliar os danos. O condutor, identificado como Francisco Pereira da Silva, de 58 anos, ficou parado às margens da rodovia quando foi arrastado por um ônibus desgovernado, que se chocou no caminhão e caiu em uma ribanceira. Francisco morreu na hora.

O condutor do ônibus, que não teve o nome divulgado, ficou ferido assim como vários passageiros. Todos foram encaminhados para o Hospital Municipal de Imperatriz.

O ônibus é de uma empresa terceirizada que presta serviços de limpeza para o Grupo Mateus.

Caminhão carregado de melancias atingido por ônibus desgovernado

Em Imperatriz, MP denuncia diretora de escola por constranger aluna deficiente

Maria Carmem Colombi, diretora do Dom Bosco de Imperatriz denunciada pelo MPMA
Maria Carmem Colombi, diretora do Dom Bosco de Imperatriz denunciada pelo MPMA

O Ministério Público do Maranhão ofereceu Denúncia contra a responsável pela escola Dom Bosco de Imperatriz, Maria Carmem Colombi, por cancelar, de forma arbitrária, a matrícula de uma aluna com paralisia cerebral. Assina a denúncia o titular da 4ª Promotoria de Justiça em Defesa dos Direitos do Idoso e da Pessoa com Deficiência, Joaquim Ribeiro de Sousa Júnior.

O caso é de dezembro de 2013, quando a mãe da criança de sete anos tentou matricular a filha em várias escolas em Imperatriz mas não conseguiu efetivar a matrícula em nenhuma das instituições de ensino. Na época, a mãe procurou o Ministério Público do Maranhão para relatar a recusa das instituições em aceitar a criança, contrariando a Lei 7º.853/89, que criminaliza a recusa ou cancelamento de matrícula de pessoas com deficiência nas redes de ensino.

De posse das informações, o MPMA realizou investigação em parceria com a Polícia Civil e, após ouvir várias pessoas envolvidas, conseguiu provas de que a escola Dom Bosco cancelou, de forma arbitrária, a matrícula da criança, além de sujeitar a mãe a comentários preconceituosos.

De acordo com relatos da vítima, confirmados pela investigação, a escola pediu que a criança passasse por uma avaliação com a profissional de psicologia da instituição. Após a avaliação, a mãe relata que insistiu várias vezes para obter retorno da escola, quando então disseram que ela teria que falar pessoalmente com a diretora e co-proprietária da escola, Maria Carmem Colombi.

No encontro, a diretora perguntou se a mãe teria condições de pagar as mensalidades cobradas pela instituição, correspondentes a quase o dobro dos alunos que não sofrem de nenhuma deficiência. Entre outras perguntas constrangedoras, a diretora questionou sobre a religiosidade da mãe, afirmando que ela seria “católica de missa de sétimo dia”, dizendo ainda que “crianças assim vêm para que as pessoas fiquem mais próximas de Deus” e que devem ser educadas em casa, pela família, e não em uma instituição de ensino.

Apesar de terem aceitado a matrícula da aluna após a reunião, em 3 de fevereiro de 2014, antes mesmo do início do período letivo, a mãe foi informada de que a matrícula tinha sido cancelada em razão da deficiência da criança.

O promotor de justiça Joaquim Júnior salienta que a Constituição Federal veda a discriminação de qualquer natureza e afirma que a igualdade é um direito fundamental da pessoa humana. “A discriminação à criança com deficiência em estabelecimentos educacionais é injusta e perversa, não podendo ser tolerada. O educador que não pratica a inclusão não está preparado para educar verdadeiramente”, reitera o promotor.

O Ministério Público pede a condenação de Maria Carmem Colombi por cancelamento de matrícula de criança por conta da deficiência, sujeitando-a à pena de dois a cinco anos de reclusão. Além disso, o promotor garante que as investigações vão continuar para apurar a denúncia de que outras escolas também teriam se recusado a efetivar a matrícula da criança pelo mesmo motivo e que, após a coleta de provas suficientes, o MPMA tomará as medidas cabíveis.

AUDÁCIA! Bando armado com fuzis explode carro-forte no Maranhão

Carro-forte atacado por marginais

Uma ação audaciosa de bandidos fortemente armados com fuzis foi registrada na tarde desta terça-feira (25) no interior do Estado. Um grupo composto por mais ou menos seis assaltantes explodiu um carro-forte na estrada nas proximidades do município de Bom Jesus das Selvas, distante há 465 Km de São Luís.

De acordo com informações confirmadas pelo Delegado Regional de Açailândia, Murilo Lapenda, os bandidos bloquearam a rodovia e atiraram contra o veiculo da empresa de transporte de valores Prosegur. Os dois vigilantes foram rendidos pelos assaltantes que, depois de roubarem todo o dinheiro, usaram dinamite para explodir o veículo.

Equipes da Polícia Militar de Buriticupu, Imperatriz, Açailândia e Bom Jesus das Selvas foram mobilizadas e realizam buscas na região.

A quantia levada pelo bando não foi divulgada até o momento e nenhum suspeito foi preso.

Carro-forte foi explodido na ação
Carro-forte foi explodido na ação