Coronel Egídio homenageará policiais de Bacabal com medalha das Nações Unidas

Coronel Egídio, vereador em Bacabal

O vereador de Bacabal, Coronel Egídio vai condecorar policiais militares com a medalha do Batalhão de Suez das Nações Unidas, pelos relevantes serviços prestados à sociedade. A solenidade será realizada no próximo dia 15, no templo central da igreja Assembleia de Deus em Bacabal.

“Este é o momento de condecorar os grandes guerreiros que estiveram à frente  de uma grande ação policial que ocorreu no dia 03 de janeiro de 2017, no município de Bacabal. Ação esta que conseguiu frustrar a tentativa de assalto que, provavelmente, seria a uma agência bancária ou empresa de seguros. Vale lembrar, que aqueles criminosos estavam fortemente armados e organizados, sendo denominados na época como o “Novo Cangaço”. Mas foram barrados por uma operação policial que agiu  de forma heroica e corajosa, onde muitos irmãos de farda mesmo de folga participaram dessa grande ação policial, com o único objetivo de proteger e servir a sociedade, colocando suas próprias vidas em risco. É com o objetivo de reconhecimento e valorização profissional  a esses policias, que iremos condecorá-los  e homenageá-los com a Medalha do Batalhão de Suez das Nações Unidas. “Sinto-me honrado e orgulhoso de ter sido comandante desses bravos policiais, a qual me fizeram sentir ainda mais orgulho de  por muitos anos ter servido a Instituição Polícia Militar e ter contribuído para o bem estar social”, disse Coronel Egídio.

Convite. Foto Divulgação

Com o aval de Zé Vieira, Florêncio Neto assume cargo de prefeito de Bacabal

Zé Vieira recebe o agora prefeito Florêncio Neto

Depois do ato de declarar a vacância do cargo de prefeito, o presidente da Câmara de Vereadores, voltou a sonhar em assumir o comando do executivo bacabalense, e, muitos, já davam isso como certo. A trama orquestrada pela oposição derrotada e golpista apostava que o vice-prefeito Florêncio Neto (PHS) não fosse atender a convocação para assumir temporariamente a titularidade do cargo de prefeito, mas, no entanto, mesmo certo que a iniciativa de Edvan é parte de uma conspiração para tomar na marra o cargo de Zé Vieira (Progressista), Florêncio, em comum acordo com o legitimo prefeito, eleito pela vontade popular, resolveu comparecer ao plenário do poder legislativo na manhã desta segunda-feira (8).

Agora que Edvan e os mentores dos seus atos arbitrários deram com os burros n’água, a defesa de Zé Vieira tomará as medicas jurídicas cabíveis que, logo, devolverão ao município a tranquilidade administrativa que tanto a aposição insiste em tirar, pois, como já havia sido esclarecido, o Superior Tribunal de Justiça (STJ), por decisão do Ministro Napoleão Nunes Maia, ao apreciar um recurso interposto pelo Ministério Público do Maranhão, manteve a decisão dos Desembargadores Raimundo Nonato Magalhães Melo, Nelma Celeste Souza Silva Sarney Costa e Cleonice Silva Freire, a favor do Prefeito de Bacabal José Vieira Lins.

O Ministro, ainda, negou o pedido formulado pelo Ministério Público e extinguiu a Reclamação Cível contra os três magistrados que tinham decidido em favor do prefeito bacabalense.

Portanto, as decisões tomadas a favor de José Vieira foram ratificadas pelo STJ.

Lealdade

Assim que deixou o prédio da Câmara Municipal, Florêncio Neto foi à residencia de Zé Vieira e fez questão de demonstrar a sua amizade e lealdade política ao prefeito de Bacabal. “Infelizmente a oposição continua insistindo em atrapalhar, a primeira visita que fiz após a caótica sessão que nos empossou prefeito foi ao meu amigo Zé Vieira, não aprendi a ser traidor e o sentimento que mais preservo é a gratidão, estamos juntos Zé!“, escreveu o vide-prefeito nas redes sociais.

Do Blog do Sérgio Matias

Anúncio de Curso de Medicina para Bacabal é oportunismo de Roberto Costa

Foto Reprodução

Bastou que o Ministério da Educação divulgasse a lista dos municípios pré-selecionados para autorização de criação de cursos de medicina por instituições privadas de educação superior para que novamente surgissem em setores da imprensa publicações produzidas pelas assessorias de políticos interessados em pegar carona e, até, criar embaraços para seus adversários, como prefeitos, e esse foi o caso do deputado estadual Roberto Costa (PMDB).

O edital de chamamento público foi publicado na última sexta-feira (8), no Diário Oficial da União (DOU), e é direcionado aos municípios que atenderam os critérios de relevância e necessidade social da oferta de cursos de medicina, segundo o Ministério da Saúde.

No entanto, o parlamentar, propositalmente, não teve a preocupação de esclarecer que existem outros passos a serem dados para que a autorização se concretize, como estrutura de equipamentos públicos, por exemplo, um hospital com 80 leitos, no Sistema Único de Saúde, com potencial para ser certificado como hospital de ensino, conforme legislação de regência, além da habilitação das mantenedoras de instituições de educação superior.

Até março do ano que vem, uma comitiva da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres) vai visitar e conferir de perto essas estruturas e, obviamente, os municípios que não obtiverem resultados satisfatórios durante as visitas da comissão serão excluídos do processo e é justamente por esse momento que Roberto Costa aguarda com ansiedade, pois sabe ele que Bacabal dificilmente vencerá essa etapa, o que certamente o fará depositar o ônus na conta da administração pública municipal.

A divulgação do resultado será feita pela página da Seres no portal do MEC e a homologação do resultado será publicada no Diário Oficial da União, com a lista final dos municípios contemplados.

Na lista de municípios pré-selecionados estão os maranhenses: Bacabal, Codó, Santa Inês e Açailândia.

Do Blog do Sérgio Matias

Policiais acusados de motim em Bacabal são absolvidos

Julgamento de policiais militares de Bacabal

Foram absolvidos os 16 praças (soldados, cabos e sargento) da Polícia Militar do Maranhão julgados nesta sexta-feira (24), na Auditoria da Justiça Militar, no Fórum Des. Sarney Costa (Calhau), em São Luís, acusados dos crimes de motim e constrangimento ilegal, que teriam ocorrido em 08 de janeiro de 2016, no quartel do 15º BPM em Bacabal-MA, onde são lotados. O Conselho Permanente de Justiça, por unanimidade de votos, julgou improcedente a denúncia, absolvendo os policiais.

O Conselho Permanente é formado pelo juiz de direito titular da Auditoria Militar, Nelson Melo de Moraes Rêgo; e os juízes militares Alexssandro Sousa Lisboa (2ª tenente), Gildson Márcio Leite Sousa Júnior (1º tenente), Yamamoto Brasileiro Campos Martins (major), Anselmo da Silva Azevedo (major). A sessão de julgamento começou por volta das 9h e foi acompanhada pelos acusados e alguns familiares, outros policiais e representantes da Associação de Esposas e Esposos e Familiares de Policiais Militares.

Atuaram na defesa a advogada Maria do Socorro Alves Araújo e, na acusação, o promotor de justiça Marco Aurélio Ramos Fonseca que se manifestou pela absolvição dos acusados. Na fase de instrução do processo, o Ministério Público já havia pugnado pela absolvição de todos. A sessão de julgamento foi presidida pelo juiz Nelson Melo de Moraes Rêgo. A ação penal foi proposta pelo Ministério Público Estadual em 23 de junho de 2016.

Conforme o voto dos cinco juízes do Conselho Permanente, os acusados não cometeram os crimes de motim e constrangimento ilegal, previstos, respectivamente, nos artigos 149 e 222 do Código Penal Militar. Na sentença, o juiz Nelson Rêgo determinou que, após o trânsito em julgado, seja oficiado ao Comando Geral da Policia Militar do Estado do Maranhão para que exclua da ficha funcional dos policiais absolvidos qualquer referência a esse processo judicial.

Consta na ação penal, que no dia do narrado na denúncia, os acusados já de posse dos armamentos e demais equipamentos utilizados no serviço de rádio patrulha, decidiram não assumir o serviço, informando ao oficial de dia que não iriam dirigir as viaturas porque não recebiam gratificação de função de motorista. O fato foi colocado no relatório entregue ao então comandante do Batalhão, tenente coronel Miguel Neto (que faleceu este ano). Durante tentativa de conversa entre o comandante e o cabo Ney Bandeira houve um desentendimento. Os demais policiais tomaram conhecimento do ocorrido e, ao chegarem ao quartel, impediram a saída do tenente coronel ate à chegada de um oficial do Comando Geral da PM. O coronel Carlos Augusto chegou à cidade de Bacabal na madrugada do dia seguinte para resolver a situação.

Na sentença, o juiz afirma que analisando o contexto fático-probatório do caso não houve crimes de constrangimento ilegal e de motim, pois os policiais não se reuniram para desobedecer ordens, mas apenas questionaram uma situação irregular que foi contornada rapidamente, seguida de um desentendimento entre o cabo e o comandante do batalhão.

Os policiais denunciados e absolvidos foram o sargento Jairo Reis Vieira; os cabos Ney Fernandes Bandeira, Josélio de Araújo Monteiro, Izidio Gomes Filho, Marcos Paulo Cruz do Vale, Djander Costa de Araújo, Lúcio Rodrigues Souza, Marcelo Bruno Ribeiro Sousa, Josidarck Ribeiro Ferreira; e os soldados Uberdan Carvalho de Sousa, Ênio Ferreira Oliveira, Antônio Carlos de Oliveira Sousa, Renan Oliveira Fernandes, Salomão Sérgio Lima de Oliveira e Diego Silva Paixão.

Descontrolado, Roberto Costa ataca prefeito e primeira-dama de Bacabal

Patrícia Vieira, primeira-dama e o prefeito Zé Vieira (PP)
Patrícia Vieira, primeira-dama e o prefeito Zé Vieira (PP)

Na luta incessante com o objetivo de tirar na marra Zé Vieira (PP) do cargo de prefeito de Bacabal, o deputado estadual Roberto Costa (PMDB), candidato derrotado, parece ter perdido o bom senso e o controle emocional.

Para comemorar o que, segundo ele, seria uma nova decisão judicial desfavorável ao prefeito, o parlamentar estadual usou grupos de WhatsApp para atacar moralmente Zé Vieira e, ainda mais, a primeira-dama Patrícia Vieira.

Roberto Costa também destilou seu veneno na direção de um vereador aliado do prefeito.

Pelo visto, o inconformismo com a derrota parece mesmo não ter limites. (Veja abaixo)

Foto Reprodução

Do Blog do Sérgio Matias

Segura oposição! Zé Vieira obtém nova vitória na Justiça e está de volta

Zé Vieira, prefeito de Bacabal

Afastado do cargo de prefeito Municipal de Bacabal desde do último dia 27 de outubro, Zé Vieira (PP) está de volta ao comando da Prefeitura, para desespero da oposição. A decisão favorável do Tribunal de Justiça do Maranhão foi proferida nesta quarta-feira (8) pela Desembargadora Nelma Sarney.

O afastamento do prefeito se deu um ato de vacância do cargo expedido pelo presidente da Câmara de Vereadores de Bacabal, Edvan Brandão, depois que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) confirmou a suspensão dos direitos políticos de Zé Vieira. Quem havia assumido interinamente a prefeitura, foi o vice-prefeito, Florêncio Neto (PHS). Mas agora, o prefeito deverá retornar imediatamente às atividades.

Veja um trecho da decisão abaixo.

Trata-se de Cautelar Incidental para atribuição de efeito suspensivo ao Agravo Interno n.º 00805846-19.2017.8.10.0000 interposto pelo Município de Bacabal com o objetivo de dirimir questão de irregularidade de distribuição processual. Aduz que a matéria envolve vícios de distribuição o que fundamenta a urgência da medida requerida.

[…] Destaca-se que não sendo o Des. José de Ribamar Castro o Relator competente para apreciar a matéria, a decisão por ele proferida não pode se sustentar, e por força do que dispõe o artigo 539 do Regimento Interno desta Corte, o agravo interno é dirigido ao prolator da decisão agravada.

[…] Dessa forma, de acordo com as disposições do artigo 300 do NCPC, convém atribuir efeito suspensivo ao Agravo Interno n.º 0805846-19.2017.8.10.0000, e por consequência, restabelecer a decisão da Des. Cleonice Silva Freire que determinou a suspensão dos efeitos do Acórdão prolatado pela 1ª Câmara Cível nos autos da Apelação n.º 38.134/2010 até julgamento final da Ação Rescisória n.º 0805845-34.2017.8.10.0000, até apreciação do mérito do Agravo Interno n.º 0805846-19.2017.8.10.0000.Defiro o pedido para juntada de instrumento procuratório no prazo de 15 (quinze dias) conforme dicção do artigo 104, §1º do CPC. Intime-se. Publique-se.

Cumpra-se. São Luís, 08 de novembro de 2017.

Desembargadora
NELMA CELESTE SOUZA SILVA SARNEY COSTA
RELATORA

Oposição ao prefeito de Bacabal mente e tenta abalar credibilidade do Judiciário

Zé Vieira, prefeito de Bacabal

Não tem sido fácil para o prefeito Zé Vieira (PP) exercer seu terceiro mandato à frente do executivo bacabalense. Vítima de uma campanha de perseguição nunca antes vista, ele tem lutado para se manter no cargo.

A oposição derrotada na eleição não dá trégua.

Comemorado efusivamente, até pelo deputado estadual Roberto Costa (PMDB), o afastamento temporário do legitimo prefeito vem causando instabilidade política no município e aborrecendo a população que não entende o inconformismo do candidato derrotado.

Como se não bastassem os ataques pessoais aos membros do grupo político que administra o município, a oposição agora aponta sua metralhadora de impropérios para os desembargadores que integram o Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), chegando a insinuar acordos escusos e recebimentos de propinas.

Essas acusações sem provas têm apenas um objetivo: intimidar os magistrados, e, a fonte de tudo, é a assessoria do deputado Roberto Costa que ultimamente se dedica exclusivamente a produzir factoides ecoados por blogueiros alinhados e pela emissora de TV do senador João Alberto (PMDB), administrada pelo próprio Roberto.

Sem critérios, provas e muito menos pudor, eles não medem distância e nem respeitam a honra das autoridades do poder judiciário maranhense, como também tentam antecipar resultados de julgamentos no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que, de acordo com o que consta na pauta, analisará na próxima terça-feira (7) o recurso eleitoral que trata do indeferimento da candidatura de Zé Vieira e que pode definir de vez o futuro político/administrativo de Bacabal.

E mais

Em conversa com o assessor de comunicação do município, apresentador Israel Braga, o blog foi informado que durante o programa Cidade Viva (TV Mearim), que vai ao ar a partir do meio-dia, desta segunda-feira (6), serão tratados assuntos pertinentes as perseguições a Zé Vieira e sobre o que a população pensa de toda situação política atual.

Fonte: Blog do Sérgio Matias

Mesmo com Florêncio Neto, Zé Vieira continua forte em Bacabal

Florêncio Neto ao lado de Zé Vieira
Florêncio Neto ao lado de Zé Vieira

Segunda-feira (30) movimentada na cidade de Bacabal. Diante da armação do presidente da Câmara Edvan Bradão (PRB), que sonha se tornar prefeito provisório, o vice Florêncio Neto (PHS) tomou posse na Câmara Municipal.

Mas só o fez para o cargo não ficar vago, seguindo instrução do próprio prefeito Zé Vieira. Durante seu discurso, Neto fez questão de exaltar o eleito em 2016 para o cargo.

Quero agradecer meu grande líder Zé Vieira, se não fosse por ele não seria vice-prefeito assumindo provisoriamente o cargo, pois não tenho vocação para querer o que é dos outros”. Deixou claro.

Ainda durante suas palavras, o vice em exercício reafirmou que nem ele ou seu pai, deputado estadual Carlinhos Florêncio (PHS), mantiveram quaisquer tipo de acordo com o senador João Alberto (PMDB). “Não existe nada combinado com a oposição, meu grande líder continua sendo Zé Vieira”. Afirmou.

Demonstrando fidelidade ao grupo político, Florêncio saiu da Câmara e foi para a residência do prefeito Zé Vieira, acompanhado de vereadores e aliados. Na casa do líder político, muitos populares fizeram do momento um importante ato de união em prol da estabilidade política de Babacal.

Frustração

A posse de Neto frustrou a expectativa do presidente da Câmara que sonhava assumir o comando da prefeitura. Edvan torcia para o vice-prefeito – abatido por ter perdido o filho recém-nascido há pouco tempo – se recusar a assumir a vaga, abrindo assim, espaço para a tão esperada chance. Entretanto, Florêncio tomou posse e estragou os planos dos que ainda não se conformaram com as vozes das urnas.

Do Blog do Domingos Costa

Zé Vieira: um dos políticos mais duros do Maranhão

Zé Vieira (PP), prefeito de Bacabal

No alto dos seus 83 anos, o prefeito da cidade de Bacabal, José Vieira Lins (PP) é indiscutivelmente um dos políticos mais duros do Maranhão. Digo isso porque o gestor tem vencido um leão por dia e conseguido se manter intacto no cargo mesmo diante de uma verdadeira guerra de factoides e perseguição das formas mais nefastas e sorrateias por parte de seus adversários políticos.

Seus opositores não estão preocupados se manobras politiqueiras irão atrasar os salários dos servidores ou se a instabilidade política resulta em prejuízos para o município, querem na verdade, apenas instalar o caos e pregar a discórdia. Enquanto isso, Zé vai trabalhando de forma árdua em parceria com o Estado…

Fonte: Blog do Domingos Costa