Comissão da AL aponta ilegalidade no orçamento do governo para 2015

Deputado Roberto Costa
Deputado Roberto Costa

O Projeto de Lei Orçamentária Anual para o exercício de 2015, no Maranhão, chama atenção por algumas disparidades entre órgão e secretarias.

A despesa total fixada pelo estado, de acordo com a previsão enviada pela Secretaria de Planejamento de Estado é de R$ 15.885.374.282,00 (quinze bilhões, oitocentos e oitenta e cinco milhões, trezentos e setenta e quatro mil, duzentos e oitenta e dois reais), para 2015. A estimativa da receita, em 2014, foi de R$ 14. 121.575.558,00 (catorze bilhões, cento e vinte e um milhões, quinhentos e setenta e cinco mil e quinhentos e cinquenta e oito reais).

Se o orçamento fosse votado e aprovado hoje, na forma enviada pela mensagem governamental, o Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ/MA), que solicitou um dos orçamentos mais pomposos, de R$ 1.631.536.062 bilhão, teria mais recursos que toda a Secretaria de Infraestrutura do Estado, cuja previsão de despesas é de R$ 1.330.878.655 bilhão.

O quantitativo pedido para 2015 supera em mais de R$ 600 milhões o montante de recursos aprovados para o exercício de 2014. Neste ano, o Poder Judiciário contou com orçamento fechado de R$ 1.032.916.559 bilhão.

O orçamento solicitado pelo TJ/MA ultrapassa o percentual permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal, que determina que o Judiciário Estadual tenha cerca de, no máximo, 6% da previsão de receitas.

De acordo com o presidente da Comissão de Orçamento da Assembleia Legislativa, deputado Roberto Costa, o TJ/MA solicitou um percentual de 7,8%. “Você pega o orçamento do Tribunal de Justiça, no que eles solicitaram, cujo percentual estabelecido é de 6% de acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal, o orçamento extrapola isso. De acordo com o nosso levantamento eles pedem 7,8% da receita total”, disse.
Outra pasta cujo orçamento chamou atenção é a Secretaria de Pesca. Caso o orçamento seja aprovado como está ela terá perda de quase R$ 70 milhões de reais, passando dos atuais R$ 71.905.490 para simbólicos R$ 2.770.523 milhões.

A Secretaria de Saúde deve continuar com o maior orçamento entre todas as pastas. Atualmente o segmento conta, neste ano, com cerca de R$ 2.283.926.030 bilhões e a previsão é que este valor chegue aos R$ 2.484.658.966 bilhões. A Segurança Pública também deverá ganhar reforço orçamentário em 2015. Dos atuais R$ 911.008.872 milhões a pasta deverá ser dotada de R$ 1.052.433.855 bilhão

Medidas
Como medida combativa, Costa ressaltou que a Comissão irá sugerir cortes em pessoal. “Vamos adequar à realidade fazendo cortes necessários. Vamos sugerir o corte de cerca de 200 milhões só da parte de pessoal”, afirmou.

Uma das incongruências apontadas pelo presidente da Comissão de Orçamento diz respeito à falta de respeito à legislação vigente. “O orçamento que temos hoje, pelos parâmetros que foram encaminhados à Assembleia, ele é um orçamento que contem muitas ilegalidades, no que dizem respeito à legislação fiscal e orçamentária”, lembrou.

Apesar de a Comissão contar com mais membros governistas, Roberto Costa garantiu que a peça será dialogada com todos os atores envolvidos, inclusive com deputados que integrarão a gestão do próximo governo, além dos presidentes dos órgãos envolvidos, como TCE, TJ e Ministério Público. “Esse momento agora não é um momento político, mas um momento de extrema responsabilidade que a Assembleia tem que ter para a aprovação de um orçamento real, que atenda as prioridades da população”, destacou.

Disparidades
O Maranhão, estado habitado por 6.850.884 milhões de pessoas, de acordo com o último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), está com previsão orçamentária de mais de R$ 15 bilhões.

De acordo com levantamento da Companhia Brasileira de Abastecimento (Conab), o Maranhão cresceu no cenário da produção agrícola nacional. O estado está entre os dez maiores produtores do Brasil e é o segundo maior da região nordeste.

Apesar desse índice, pouco mais de R$ 26 milhões estão previstos para investimentos em programas no setor, enquanto isso, o Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão solicitou mais de R$ 20 milhões para pagamento de auxílio moradia dos agentes públicos.

Outro valor que chamou atenção foi a previsão destinada à atividade de Pesca no Estado. Apesar de possuir uma das maiores costas litorâneas, a Secretaria de Pesca e Aquicultura foi contemplada com R$ 2.770.523 milhões. (O Imparcial)

Receita deposita nesta segunda dinheiro do penúltimo lote do Imposto de Renda

leao-simbolo-imposto-renda-size-598O dinheiro do penúltimo lote regular de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física 2014 será depositado nesta segunda-feira (17) na rede bancária. De acordo com a Receita Federal, estão na lista 2.146.926 contribuintes, totalizando mais de R$ 2,3 bilhões. No lote, foram incluídos também contribuintes liberados da malha fina das declarações entregues entre os anos 2008 e 2013.

Dos quase R$ 2,4 bilhões totais, R$ 84.723.702 referem-se aos contribuintes atendidos pelo Estatuto do Idoso (http://goo.gl/bLddT) e contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave.

Pelas normas da Receita, a restituição fica disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate no prazo, deverá requerê-la pela internet, usando o Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001, nas capitais e 0800-729-0001 nas demais localidades. O número 0800-729-0088 é disponibilizado especialmente para pessoas com deficiência auditiva. Nesse contato, o contribuinte pede o agendamento do crédito em conta-corrente ou em poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Flávio Dino anuncia próximo Secretário de Administração Penitenciária

gespen3
Murilo Andrade

O governador eleito Flávio Dino anunciou na manhã desta segunda-feira (17) mais um nome para integrar a sua equipe a partir de 1º de janeiro. Murilo Andrade será o próximo secretário de Administração Penitenciária. Esse foi o 26º nome indicado através das redes sociais.

Com larga experiência na área, Murilo Andrade assumirá a Secretaria com a meta de buscar alternativas à execução penal, com destaque para o fortalecimento do método APAC – Associação de Proteção e Assistência aos Condenados, valorização dos servidores – agentes penitenciários e servidores técnico-administrativos, além de implantar um novo modelo de gestão do sistema prisional que atenda as necessidades do estado.
Conheça o perfil do novo indicado:
MURILO ANDRADE DE OLIVEIRA – Secretaria de Administração Penitenciária
Murilo Andrade é formado em Direito (PUC-MG/Contagem), especialista em Direito Público (UNIGRANRIO), doutorando em Ciências Jurídicas e Sociais (UMSA) e graduando em Administração (Universidade FEAD).
Atua há 16 anos na gestão do sistema prisional, tendo ocupado cargos de Superintendente de Articulação Institucional e Gestão de Vagas, Diretor de Informações Penitenciárias, Instrutor e Auditor de Agentes de Segurança Penitenciária – Modelo de Gestão Prisional. Atualmente, é subsecretário de Administração Prisional de Minas Gerais. Professor universitário, Murilo Andrade possui vários cursos na área prisional e publicações sobre a metodologia Apac.

População do municipío de Mirinzal clama por segurança pública

8807e69573fa1a6df4783d3609d904af_XLCerca de 1.500 moradores participaram de uma caminhada pela Paz e Segurança na manhã deste domingo, na cidade de Mirinzal, a 402 km da capital.

A iniciativa foi devido aos altos índices de violência e assaltos por toda a cidade. A comunidade saiu pelas ruas com cartazes, faixas, a pés e de motos fazendo suas reivindiações.

Uma das principais reivindicações da população é aumento no número de policiais para combater a criminalidade e deixar o clima de segurança para os mais de 14 mil cidadãos

Dilma diz que investigações da Lava Jato podem mudar país para sempre

Ex-diretor da Petrobras volta a ser preso
Ex-diretor da Petrobras volta a ser preso

Em sua primeira manifestação pública sobre a nova etapa da Operação Lava Jato – que resultou, até agora, na prisão de 23 pessoas, entre as quais presidentes de empreiteiras e o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque –, a presidente Dilma Rousseff afirmou que as investigações do escândalo de corrupção podem “mudar o Brasil para sempre”.

A chefe do Executivo comentou a sétima fase da operação policial em coletiva de imprensa concedida, em Brisbane, na Austrália, pouco antes do encerramento do encontro de cúpula do G20.

“Eu acho que isso [investigações da Lava Jato] pode mudar, de fato, o Brasil para sempre. Em que sentido? No sentido de que vai se acabar com a impunidade. Nem todos, aliás, a maioria absoluta dos membros da Petrobras, os funcionários, não é corrupta. Agora, têm pessoas que praticaram atos de corrupção dentro da Petrobras”, disse a presidente da República.

Durante a entrevista em Brisbane, Dilma ressaltou que, na visão dela, é necessário tomar cuidado para não “condenar” a Petrobras pelos atos de corrupção cometidos por alguns funcionários da estatal. A petista destacou ainda que o fato de a Lava Jato ter colocado atrás das grades “corruptos e corruptores” é uma questão “simbólica” para o país.

Prefeito de Raposa da golpe em servidores da saúde

vereadores ouvem reinvidicações dos servidores

Agentes Comunitários de Saúde(ACS) e os  Agentes de Combate de Endemias(ACE) foram à Câmara Municipal de Raposa, nesta sexta-feira(14/11), onde pediram uma audiência com os vereadores. Estavam presentes os vereadores: Eudes, Pierre, Laurivan, Oliveira da Ducéu e Ivaldo do Cumbique.

No gabinete do presidente da Câmara, os servidores do município alegaram que o prefeito não pagou o Plano de Cargos que foi votado pela Câmara Municipal de Raposa, na terça-feira 03/12,  sendo que o prefeito Clodomir Santos promulgou a Lei Nº 225 de 02 de Dezembro de 2013, que dispõem sobre o Plano de Cargos, Carreiras e Salário dos Servidores Municipais do quadro efetivo da administração pública do Município.

Segundo informou a ACS Lucinete, “nós estamos reivindicando que o município pague o Plano de Cargos que foi votado por esta casa e que os outros servidores já recebem. O município começou a pagar agora, neste mês, no inicio desse mês, o Plano de Cargos para os servidores e para os Agentes Comunitários de Saúde(ACS) e os  Agentes de Combate de Endemias(ACE) infelizmente não foi pago! Então, esse valor, na realidade essa diferença é a insalubridade, se bem que os Agentes de Endemias já recebem essa insalubridade. Nesse caso a gente tá querendo que ele pague a insalubridade e o anuênio,” disse.

Outra ACS informou que chegaram a conversar com o secretário de saúde Márcio Greyk, mas esse parece ignorar o que está na Lei e tenta dificultar o pagamento, pois ele teria falado que fosse feita uma emenda, que fosse especifico Agentes Comunitários de Saúde.

O vereador Oliveira da Ducéu lamentou o que o prefeito fez com os servidores: “É uma pena que nosso gestor não cumpriu com sua responsabilidade.”

O presidente da Câmara falou que ia conversar com prefeito e pediu aos Agentes Comunitários de Saúde(ACS) e os  Agentes de Combate de Endemias(ACE), para se fazer uma comissão de três ou quatro pessoas pra irem até a Prefeitura, na terça-feira, dia(18), para uma reunião junto com vereadores e o prefeito a fim de tentar solucionar esse problema. [ Maranhão em Foco]

Executivos da Camargo Corrêa se entregam; presos da Lava Jato são 23

Ex-diretor da Petrobras volta a ser preso
Ex-diretor da Petrobras volta a ser preso

Após as prisões de três executivos da empreiteira Camargo Corrêa, aumentou para 23 o número de presos  da sétima fase da Operação Lava Jato, que investiga um esquema de lavagem de dinheiro que teria movimentado cerca de R$ 10 bilhões e provocou desvio de recursos da Petrobras, segundo a Polícia Federal.

Os três dirigentes da Camargo Corrêa – o presidente Dalton dos Santos Avancini; o presidente do Conselho de Administração, João Ricardo Auler; e o vice-presidente da empresa Eduardo Hermelino Leite – se entregaram à PF em São Paulo (os dois primeiros neste sábado e o último na sexta) e seriam levados para Curitiba, onde estão todos os demais presos. Contra os dois primeiros, os mandados judiciais são de prisão temporária (cinco dias, renováveis por mais cinco); contra o último, o mandado é de prisão preventiva (sem prazo determinado).

O advogado de Avancini e de Auler, Celso Villardi, afirmou que as prisões eram “desnecessárias” e que fará um pedido de habeas corpus para obter a libertação dos dois. “Pretendo conversar com o juiz [Sérgio Moro] porque a prisão dos meus clientes é desnecessária. As provas estão colhidas e não tem sentido mantê-los presos”, disse ele, referindo-se ao cumprimento, na sexta (14), de mandados de busca e apreensão na sede da Camargo Corrêa e nas casas de Auler e Avancini. O G1 tentou, mas não conseguiu, contato com o advogado de Eduardo Hermelino Leite.

A sétima fase da Lava Jato teve como foco executivos e funcionários de nove grandes empreiteiras, que apenas com a Petrobras têm contratos que somam R$ 59 bilhões. Parte desses contratos está sob avaliação da Receita Federal, do Ministério Público Federal (MPF) e da Polícia Federal. Ao todo, foram expedidos 85 mandados em cidades do Paraná, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Recife e Distrito Federal. Os mandados foram expedidos pela Justiça Federal do Paraná, responsável pelas investigações.

Bloqueio de bens
Segundo a PF, os envolvidos responderão, de acordo com suas participações no esquema, pelos crimes de organização criminosa, formação de cartel, corrupção, fraude à Lei de Licitações e lavagem de dinheiro.

Ainda de acordo com a Polícia Federal, foi decretado o bloqueio de aproximadamente R$ 720 milhões em bens pertencentes a 36 investigados. Além disso, o juiz federal Sérgio Moro, que está julgando a Lava Jato na primeira instância, autorizou o bloqueio integral de recursos financeiros de três empresas que seria de propriedade de um dos operadores do esquema criminoso.

As buscas e apreensões feitas nesta sexta, explicou a assessoria de imprensa da Receita Federal, servirão para promover eventuais ações fiscais em decorrência de supostos pagamentos de serviços que possam não ter sido prestados, como “assessorias” ou “consultorias”. Conforme a Receita, os valores desses supostos serviços, contabilizados como “custos operacionais”, reduziriam de forma fraudulenta a base de cálculo de tributos.

Contratos suspeitos
Os principais contratos da Petrobras sob suspeita são a compra da refinaria de Pasadena, nos EUA, que teria servido para abastecer caixa de partidos e pagar propina, e o da construção da refinaria de Abreu e Lima, em Pernambuco, da qual teriam sido desviados até R$ 400 milhões.

Segundo depoimento de Paulo Roberto Costa, o PT recolhia para o seu caixa 100% da propina obtida em contratos das diretorias que a sigla administrava, como, por exemplo, as de Serviços, Gás e Energia e Exploração e Produção. Na delação premiada, o ex-diretor de Abastecimento contou que, se o contrato era de uma diretoria que pertencia ao PP, o PT ficava com dois terços do valor e o restante era repassado para a legenda aliada. Os partidos negam as acusações.

 

Uema informa horário de início das provas do Paes 2015

fuvest-primeira-fase-5-g-20091122A Universidade Estadual do Maranhão (Uema), por meio da Pró-Reitoria de Graduação (Prog), informa aos candidatos do Processo Seletivo de Acesso à Educação Superior (Paes) 2015, que os portões dos prédios onde se realizarão as provas da 1ª e 2ª etapas abrirão às 12 horas e fecharão às 13 horas, com término às 18h, horário local.

As provas serão realizadas, neste domingo (16), nos 21 campi da instituição: Caxias, Imperatriz, Bacabal, Balsas, Santa Inês, Açailândia, Pedreiras, Timon, Grajaú, Lago da Pedra, Zé Doca, Itapecuru-Mirim, Colinas, Carolina, Pinheiro, Presidente Dutra, São João dos Patos, Coelho Neto, Barra do Corda, Codó e Coroatá.

O candidato deverá comparecer ao local de prova portando o documento de identificação original com foto, conforme item 11.9 do edital 116/2014 Prog/Uema; caneta esferográfica transparente de tinta azul ou preta, escrita grossa. Em caso de perda ou roubo do documento de identificação, providenciar 2ª via ou Boletim de Ocorrência por órgão policial e apresentá-lo no local da prova.

Não serão aceitos como documentos de identificação: certidão de nascimento, título eleitoral, carteira nacional de habilitação sem foto, carteira estudantil, carteiras funcionais sem valor de identidade, bem como documentos ilegíveis, não identificáveis e/ou danificados.

Apesar de não obrigatório, porém indispensável já que nele constam as informações sobre o candidato e seu local de prova, o cartão de confirmação de inscrição já está disponível na página eletrônica da Uema na internet.

De acordo com o chefe da Divisão de Operação de Concursos Vestibulares, José Sampaio de Mattos Júnior, “convém enfatizar que os candidatos devem verificar a documentação necessária para apresentação no local de prova e ter atenção com o horário de fechamento dos portões, que será às 13h, horário local. Destaca-se também, que embora não obrigatório é importante que os candidatos imprimam seu cartão de confirmação de inscrição, pois é um documento que contém informações valiosas para a realização do Paes”.

A prova contará com 80 questões objetivas de múltipla escolha, abrangendo conteúdos referentes às disciplinas das três séries do ensino médio. A segunda etapa será, dia 14 de dezembro, com 16 questões analítico-discursivas de duas disciplinas específicas por curso e a prova de produção textual.

Vagas

Com 33.391 inscrições, a Uema oferece um total de 3.489 vagas, sendo 2.010 vagas para o primeiro e 1.479 para o segundo semestre, nos seus cursos de graduação presencial.

Entre os cursos mais concorridos, estão: Medicina (Caxias); Direito (São Luís); Engenharia Civil (São Luís); Direito (Bacabal) e Administração (São Luís). O curso de Medicina tem um total de 4.687 inscritos para 35 vagas disponibilizadas, gerando uma concorrência de aproximadamente 133 candidatos por vaga.

SINDJUS AVISA: A greve dos servidores do TJMA não está suspensa

10676149_758267317560065_8761999820017376460_n1 – O SINDICATO DOS SERVIDORES DA JUSTIÇA DO ESTADO DO MARANHÃO – SINDJUS/MA INFORMA QUE A GREVE GERAL DA CATEGORIA NÃO ESTÁ SUSPENSA, APESAR DE NOTÍCIA DIVULGADA NO SITE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO MARANHÃO COM O CLARO OBJETIVO DE CONFUNDIR OS SERVIDORES E MANIPULAR A OPINIÃO PÚBLICA.

2 – O SINDJUS-MA INFORMA QUE O MOVIMENTO PAREDISTA RETOMADO PELA CATEGORIA CONTINUARÁ ATÉ QUE A PRESIDENTE DO TJMA, DESEMBARGADORA CLEONICE FREIRE, PAGUE POR FOLHA SUPLEMENTAR OS RETROATIVOS DA AÇÃO DOS 21,7% – ASSEGURADOS POR DECISÃO DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL (STF) EM FAVOR DOS SERVIDORES SINDICALIZADOS DO TJMA E CUJOS RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS PARA TAL QUITAÇÃO JÁ FORAM ASSEGURADOS PELO GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO.
ALÉM DISSO, O SINDJUS-MA COBRA A GARANTIA DO PAGAMENTO NA FOLHA DE SALÁRIOS DE NOVEMBRO/2014 DAS PERDAS INFLACIONÁRIAS DE 4,3% DOS SERVIDORES DO TJMA, NOS TERMOS DA LEI ESTADUAL 10.156/2014.

3 – O SINDJUS-MA INFORMA AINDA QUE INGRESSARÁ NA PRÓXIMA SEGUNDA-FEIRA, 17, COM PEDIDO DE PROVIDENCIAS JUNTO AO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA – CNJ, EXIGINDO A IMEDIATA CONVOCAÇÃO DE CANDIDATOS APROVADOS NO CONCURSO PÚBLICO DE 2011 PARA PREENCHIMENTO DE TODOS OS CARGOS EFETIVOS ATUALMENTE VAGOS NO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO MARANHÃO, BEM COMO LUTARÁ JUNTO À ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA PARA QUE ESTA GARANTA RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS PARA TAIS NOMEAÇÕES PELO PODER JUDICIÁRIO.

4 – QUANTO À DECISÃO LIMINAR PROFERIDA PELO NOBRE DESEMBARGADOR MARCELINO EWERTON, QUE ENTENDEU SER ILEGAL A GREVE DOS SERVIDORES DO JUDICIÁRIO ESTADUAL, O SINDJUS-MA INFORMA QUE PRETENDE DEMONSTRAR JUDICIALMENTE QUE O NOBRE DESEMBARGADOR FOI INDUZIDO A ERRO PELA ADMINISTRAÇÃO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA, REPRESENTADA NO REFERIDA AÇÃO CIVIL PUBLICA PELA DOUTA PROCURADORIA GERAL DO ESTADO DO MARANHÃO – PGE-MA.

5 – O SINDJUS-MA REAFIRMA SUA ABSOLUTA CONVICÇÃO NA LEGALIDADE, NA LEGITIMIDADE, NA RAZOABILIDADE E NA JUSTEZA DO ATUAL MOVIMENTO REIVINDICATÓRIO DOS SERVIDORES ESTÁVEIS E EFETIVOS DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO MARANHÃO, REPRESENTADOS POR ESTA ENTIDADE CLASSISTA. AO MESMO TEMPO EM QUE CONCLAMA ESTES TRABALHADORES A PERMANECEREM SEGUROS E TRANQUILOS QUANTO À CORRETA CONDUÇÃO DE SUAS LUTAS PELO SINDICATO QUE OS REPRESENTA.

6 – O SINDJUS-MA CONVOCA TODA A CATEGORIA, BEM COMO A POPULAÇÃO EM GERAL, PARA QUE COMPAREÇA NA SEGUNDA-FEIRA, 17, ÀS 08 HORAS, NA PRAÇA PEDRO II, PARA DAR CONTINUIDADE AO MOVIMENTO PAREDISTA E REALIZAR ATO PÚBLICO EM FRENTE AO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO MARANHÃO, EM REAFIRMAÇÃO À SUA PAUTA DE REIVINDICAÇÕES DOS TRABALHADORES, COM A PRESENÇA DE DEPUTADOS, SINDICALISTAS, LIDERANÇAS ECLESIÁSTICAS E DEMOCRÁTICAS, SOLIDÁRIAS AOS TRABALHADORES ORA EM GREVE.

7 – O SINDJUS-MA REAFIRMA O SEU DESEJO DE ESTABELECER CANAIS DIRETOS DE CONVERSAÇÃO COM A DESEMBARGADORA PRESIDENTE CLEONICE FREIRE. ESTES LAÇOS FORAM CORTADOS DE FORMA UNILATERAL COM A LIDERANÇA SINDICAL DOS SERVIDORES DESDE JULHO PASSADO, O QUE PÕE EM DÚVIDA A CAPACIDADE DA REFERIDA DESEMBARGADORA PARA CONDUZIR COM SERENIDADE, EQUILÍBRIO E DEMOCRATICAMENTE OS DESTINOS DO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO MARANHÃO.

8 – POR FIM, A PERSISTIR O IMPASSE QUE OBRIGOU OS SERVIDORES DO TJMA A DEFLAGRAREM A GREVE GERAL DA CATEGORIA EM TODAS AS COMARCAS DO ESTADO, O SINDJUS-MA CUMPRE O DEVER DE ALERTAR A POPULAÇÃO EM GERAL PARA O ALTO E EFETIVO RISCO DA SEMANA NACIONAL DE CONCILIAÇÃO NÃO SE REALIZAR NO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO MARANHÃO, POR RESPONSABILIDADE DIRETA, PESSOAL E EXCLUSIVA DA PRESIDENTE CLEONICE FREIRE, AO SE MOSTRAR INCAPAZ DE SE RECONCILIAR COM OS SERVIDORES DA PRÓPRIA INSTITUIÇÃO QUE ELA ATUALMENTE PRESIDE.

SÃO LUÍS (MA), 14 DE NOVEMBRO DE 2014

ANIBAL DA SILVA LINS
PRESIDENTE DO SINDICATO DOS SERVIDORES DA JUSTIÇA DO ESTADO DO MARANHÃO = SINDJUS/MA