BARRIGADA: TV Mirante 'mata' estudante que foi ferida na Divinéia

A jovem, que não morreu, encontra-se intermada na UTI de um hospital em São Luís
A jovem, que não morreu, encontra-se intermada na UTI de um hospital em São Luís

Sem qualquer noção da realidade, a produção da TV Mirante ‘matou’ a estudante que foi esfaqueada após sair da escola na Divinéia. E-mail enviado pela equipe da TV para uma nota da Secretaria de Segurança Pública mostra que eles pediram informações na noite de ontem sobre a morte da estudante. (veja abaixo)

O crime ocorreu ainda durante à tarde e a garota foi ferida no pescoço, informação que a equipe teria se fizesse o trabalho de apuração que exige o jornalismo sério.

Demonstrando completo amadorismo, no lugar de ir ao local averiguar o fato e colher as informações, a equipe da TV Mirante queria uma nota sobre quem era o suspeito de ter matado a garota, ou seja, dois erros grotescos.

O primeiro deles como já foi dito é a completa falta de apuração afirmando que a garota está morta. O segundo erro é que se a polícia tem um suspeito, primeiro precisa chegar até ele e não divulgar seu nome na televisão para que ele saiba que está sendo procurado e possa fugir.

Esse é o exemplo do jornalismo que a Mirante faz, cheio de erros, barrigadas e amadorismo. Tudo no afã de atacar o governo Flávio Dino. Muito mais preocupado em ter algo para falar mal da segurança pública do que saber do fato em si, o que realmente ocorreu.

Veja o Email:

Mirante-mata-aluna

Banda Limão com Mel atrai multidão para a festa do Cajú em Mata Roma

Banda Limão Com Mel fez a festa em Mata Roma
Banda Limão Com Mel fez a festa em Mata Roma

A tradicional festa do Cajú, promovida pela prefeitura Municipal de Mata Roma está sendo um sucesso de público.

Na última quarta-feira (14), a banda de forró Limão com Mel atraiu uma multidão de pessoas para o evento que ocorre todos os anos nessa mesma temporada.

A prefeita Carmem Neto prestigiou a festa, acompanhada de vereadores e Secretários Municipais, entre eles o de Cultura, Genivaldo, responsável pela organização do evento e do marido, o deputado Paulo Neto.

Ao discursar, a gestora falou da alegria e do sucesso da festa do Cajú, garantindo que o evento que contou com segurança total e transcorreu tranquilamente, vai estar ainda maior e melhor na próxima edição em 2016.

O público cantou junto com a Banda Limão com Mel
O público cantou junto com a Banda Limão com Mel

Prefeita Marly de Lago Açu deixa garis na penúria, sem salários há três meses

Marly Sousa, prefeita de Conceição de Lago Açu
Marly Sousa, prefeita de Conceição de Lago Açu

O Blog recebeu uma denúncia de servidores que prestam serviços como garis no Município de Conceição do Lago Açu, administrado pela prefeita Marly Sousa (PSD). Há exatos três meses, os trabalhadores não recebem seus vencimentos e a prefeita não se justifica perante o grupo, que depende única e exclusivamente desse dinheiro para sobreviver.

Não deve ser por falta de dinheiro que Marly não paga os garis, afinal gastos milionários vem sendo feitos pela prefeitura em sua gestão. Em apenas um contrato, a empresa R. Benedito de Araújo ME foi contemplada com quase R$ 3 milhões somente para fornecer material de expediente à prefeitura de Lago Açu. (Reveja)

A gestora, que já é investigada desde agosto por desvio de verbas públicas e ganhou visibilidade nacional numa reportagem exibida no Bom dia Brasil da TV Globo, ainda não explicou também à Justiça como creches e postos de saúde que deveriam estar funcionando hoje na cidade, encontram-se abandonados. Um desses locais virou um depósito de livros novos e usados. Os amontoados mostraram o desperdício e o mau uso do dinheiro público. (Reveja)

Josimar destaca visita a municípios e pede conclusão de obras nas MA's 101 e 206

Josimar de Maranhãozinho
Josimar de Maranhãozinho

O deputado Josimar de Maranhãozinho (PR) registrou em sessão plenária esta semana, as visitas feitas no último fim de semana a municípios maranhenses, onde participou das comemorações do Dia das Crianças, junto com as comunidades e prefeitos.

O primeiro município visitado pelo deputado foi Junco do Maranhão. Acompanhado do prefeito Aldir, ele participou de um evento na praça central, que contou com a presença maciça da população. Em seguida, o deputado esteve em Santa Luzia do Paruá onde participou de mais um aniversário do Grupo Pinheirense, comandado por Zequinha da Pinheirense.

No domingo, Josimar de Maranhãozinho esteve em Luís Domingues e Cândido Mendes e aproveitou a oportunidade para vistoriar os serviços que estão sendo feitos nas MA’s 101 e 206, fruto de indicação de sua autoria que já está sendo colocada em execução pelo governador Flávio Dino.

Ele disse que a população está reclamando que os serviços que estão sendo feitos naquelas estradas, não são de boa qualidade, por isso, o deputado afirmou que deu entrada a um requerimento para que a Comissão de Obras faça uma vistoria naquelas obras.

Maranhãozinho também lembrou que há oito meses pediu à Comissão de Obras para fiscalizar os seis hospitais de 20 leitos cujas obras continuam paradas. “As obras foram paralisadas com 70% basicamente de execução e, até hoje, não existe nenhuma solução”, afirmou Josimar de Maranhãozinho, enfatizando que esses hospitais são de grande utilidade para a população.

ALÔ ALUNOS: recalcado, Hildo Rocha diz que "UFMA não precisa de dinheiro"

Deputado Hildo Rocha
Deputado Hildo Rocha

O deputado federal Hildo Rocha (PMDB) fez um infeliz pronunciamento durante uma reunião da bancada maranhense no Congresso Nacional esta semana. O parlamentar foi bem taxativo ao dizer que não será necessário encaminhar emendas para a Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

A atitude do deputado teve uma justificativa muito esdrúxula, peculiar à personalidade vaidosa dele e mostrou um certo recalque com relação ao reitor Natalino Salgado.

“Eu nunca fui convidado para nenhum evento da UFMA, ele convida governador, convida todo mundo, menos eu. A universidade faz muita política para Seu Natalino”, disse Hildo com um tom de mágoa.

E para piorar completou: “eu sou a favor de destinar emendas SOMENTE PARA A UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO.”

Mesmo diante de toda empáfia de Hildo Rocha, alguns deputados se posicionaram contra ele afirmando que não é isso que tem acontecido, conforme descreveu o parlamentar recalcado.

Ouça o áudio completo abaixo:

TRAGÉDIA: mulher se joga de viaduto em São Luís e morre

A vítima ainda não foi identificada
A vítima ainda não foi identificada

Uma mulher identificada como Maria Auxiliadora Abreu, de 52 anos, moradora do Lira, cometeu suicídio na manhã desta sexta-feira (16) em São Luís.

De acordo com populares, ela se jogou de cima do viaduto no bairro Monte Castelo, depois de tentar primeiramente ser atropelada por veículos que trafegavam na parte de baixo do local. Como os carros desviaram, Maria subiu e cometeu o suicídio sem que desse tempo de ser resgatada.

Segundo familiares, ela apresentava problemas de depressão e estava com síndrome do pânico.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada mas não chegou à tempo de evitar a tragédia. O corpo da vítima já foi removido pelo Instituto Médico Legal e em seguida será liberado para a família realizar os procedimentos funerários.

Médicos à frente das prefeituras do Maranhão põem em risco a Saúde Pública

Alberto Gomes (Zé Doca), Omar Furtado (Brejo) e Maurício Fernandes (São Benedito do Rio Preto)
Alberto Gomes (Zé Doca), Omar Furtado (Brejo) e Maurício Fernandes (São Benedito do Rio Preto)

Enquanto alguns médicos brincam de ser prefeitos em municípios do Maranhão, a população que depende da Saúde Pública Municipal acaba morrendo à míngua ou ficando sem receber o atendimento ao qual tanto precisa nos postos e hospitais.

Assim agem três gestores que entendem bem como funcionaria regularmente uma unidade de Saúde, afinal são médicos e mesmo assim nada fazem. Estamos nos referindo aos prefeitos Alberto Gomes de Zé Doca, Omar Furtado de Brejo e Maurício Fernandes de São Benedito do Rio Preto. Todos vem colocando a vida de pessoas inocentes em risco por conta do descaso com a saúde.

Hospitais sem estrutura física adequada para atender os pacientes, locais insalubres, sem as mínimas condições de higiene, com poucos profissionais (quando tem), sem medicamentos e sem perspectiva nenhuma de melhoria. E mais: em alguns casos, os salários dos servidores que atuam no setor nem chegam a serem pagos em dia. Uma falta de respeito e de compromisso por parte que quem se diz MÉDICO!

Só para se ter uma ideia do caos, veja abaixo como está o Hospital Municipal de São Benedito do Rio Preto:

Screenshot 2015-09-30 at 17.00.38

Screenshot 2015-09-30 at 17.00.27

EMSERH abre inscrições para seletivo da Rede Estadual de Saúde

O presidente da EMSERH, Josué Vieira; assinando o edital do seletivo ao lado do secretário de Estado da Saúde, Marcos Pacheco; e gestores da SES. Foto/Francisco Campos
O presidente da EMSERH, Josué Vieira; assinando o edital do seletivo ao lado do secretário de Estado da Saúde, Marcos Pacheco; e gestores da SES. Foto/Francisco Campos

A Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH) – empresa pública dotada de personalidade jurídica de direito privado –, lançou nesta quarta-feira (14), edital de processo seletivo simplificado para contratação de pessoal para atender as demandas das unidades da Rede Estadual de Saúde: Laboratório Central (LACEM), Central de Hematologia e Hemoterapia do Maranhão (HEMOMAR), Unidade Mista do Maiobão e Hospital Presidente Vargas.

No total são 546 vagas, para os níveis fundamental, médio, técnico e superior, que correspondem às especialidades que constam no edital, com salários que variam de R$ 799,00 à R$ 1.905,00.

As inscrições gratuitas serão feitas exclusivamente através do site www.saude.ma.gov.br/emserh, a partir desta quinta-feira (15) até a próxima segunda-feira (19), com o preenchimento e impressão da ficha de inscrição, a qual terá o campo para a indicação dos documentos, cursos, títulos e experiência dos candidatos.

Os candidatos deverão retirar o inteiro teor do edital no endereço eletrônico, sendo de responsabilidade do candidato a obtenção da documentação.

O cadastro formado através do presente processo seletivo simplificado terá validade de 12 (doze) meses, a contar da data da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por igual ou menor período, a critério da EMSERH.

Segundo o secretário de Estado da Saúde, Marcos Pacheco, esse segundo edital lançado pela Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares, caracteriza a inserção da EMSERH na Rede Estadual de Saúde. “A finalidade é substituir progressivamente os institutos eminentemente privados que prestam serviço para a Secretaria Estadual de Saúde. Dessa forma, teremos à frente da gestão das unidades de saúde do Estado uma empresa pública de direito privado, que é vinculada à SES”, explica o secretário.

A questão da impessoalidade caracterizada por esses tipo de processos é ressaltada pelo subsecretário de saúde, Carlos Eduardo Lula, como o diferencial dos seletivos a partir da EMSERH. “Por meio desses seletivos, a pessoa para trabalhar na Rede Estadual de Saúde não depende mais de indicação. Ela pode conquistar uma vaga mediante esforço próprio, estudo e vivência profissional. Esse é o principio da impessoalidade, onde a SES está oportunizando o trabalho a todos, levando em consideração, sobretudo, a qualificação e o mérito”, justifica Carlos Lula.

Sobre a EMSERH

A Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH) é uma empresa do Estado criada para gerir as Unidades de Saúde da rede estadual. Para o presidente, Josué Vieira Filho, um dos maiores desafios dessa gestão foi constituir a empresa e colocá-la em atividade. “O principal objetivo da EMSERH é fazer uma gestão transparente e eficiente nas unidades de saúde do estado, ao mesmo tempo em que pretendemos ser uma referência em gestão de saúde pública”.

Confira o edital completo.

Valorização dos professores é prioridade no governo Flávio Dino

Governador Flávio Dino e a secretária de Educação, Áurea Prazeres
Governador Flávio Dino e a secretária de Educação, Áurea Prazeres

No grupo de realizações dos primeiros meses de governo Flávio Dino, as ações a favor da valorização da educação e dos profissionais ligados à ela, ganharam destaque.

Flávio Dino foi o primeiro governador a determinar 13% de aumento para os educadores no início deste ano, mesmo com a crise batendo as portas e a herança de dívidas e irresponsabilidade fiscal herdada do governo anterior.

O aumento dos professores, muito acima da inflação, foi possível porque o governo combateu desvios e improbidades lideradas por agentes ligados ao governo anterior.

Dino implantou reivindicações históricas dos professores, caso das progressões salariais para mais de 11 mil docentes. Reivindicação antiga que foi ignorada por governos passados.

Determinado a acabar com as escolas de taipa que viraram vergonha nacional para o Maranhão nos últimos anos, Dino lançou o programa Escola Digna e determinou que as primeiras obras fossem realizadas nos municípios com menor IDH do Estado.

A eleição direta para professores de escola, determinada pelo governador, marca uma revolução conceitual na estrutura de gestão, já que o grupo político que comandava o Palácio dos Leões transformou os líderes escolares em eternos cabos eleitorais de políticos ligados ao clã. Além de valorizar o cargo de diretor com eleição direta e democrática, Dino também garantiu melhorias salariais para os gestores escolares.

Há menos de dois anos, o governo do Estado era obrigado a frequentar o Ministério Público Estadual para explicar o abandono, a falta de professores e o sucateamento da rede estadual de ensino.

Agora, o cenário é outro. Professores, alunos e pais respiram aliviados com o novo cenário de valorização da educação no Estado.

TJ nega recurso e mantém Totonho Chicote na prefeitura de Pedreiras

Prefeito Totonho Chicote permanece no cargo
Prefeito Totonho Chicote permanece no cargo

O Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), na sessão jurisdicional desta quarta-feira (14) negou recurso do Ministério Público Estadual (MPMA) e manteve decisão para reconduzir ao cargo o prefeito do município de Pedreiras, Francisco Antonio Fernandes da Silva, o Totonho Chicote, que fora afastado liminarmente pelo juízo da 1ª Vara da comarca, em ação civil pública de improbidade administrativa proposta pelo MPMA.

Na ação civil pública, o MPMA sustentou a ocorrência de atos de improbidade administrativa na condução de processos licitatórios durante o exercício de 2013, o que teria culminado em pagamento de cerca de R$ 366 mil a empresas contratadas.

A defesa do gestor rebateu que os argumentos da decisão que o afastou – de garantia do restauro da probidade administrativa, acautelamento do patrimônio público e do entendimento de que sua permanência no cargo importaria em continuidade dos atos ilegais -, alegando que o afastamento submeteria o prefeito a um pré-julgamento e aplicação de pena sumária e sem previsão legal, não tendo assegurado seu direito ao contraditório e à ampla defesa.

O relator, desembargador Jamil Gedeon, acatou os argumentos da defesa por entender que o Ministério Público não demonstrou os prejuízos que a permanência do prefeito no cargo poderia causar à instrução processual, ou ainda que o mesmo continuaria a praticar atos de improbidade administrativa, requisitos legais necessários para legitimar a medida excepcional de afastamento.

Segundo ele, o afastamento cautelar do agente público é medida excepcional, legitimada apenas quando demonstrado um comportamento que importe em efetiva ameaça à instrução. “A decisão agravada encontra respaldo no entendimento do Superior Tribunal de Justiça”, justificou ao citar precedentes semelhantes do STJ.

As informações são TJMA