Atenção: inscrições para concurso da saúde iniciam nesta sexta-feira (15)

Foto Reprodução

Com vagas distribuídas entre as áreas médica, assistencial e administrativa, as inscrições para o concurso público da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh) começam nesta sexta-feira (15). A taxa é de R$ 80 para nível médio e técnico e R$ 120 para nível superior. Os salários variam de R$ 1.000 até R$ 7.425,31.

O governador Flávio Dino sancionou o Projeto de Lei criando mil vagas de emprego na área da Saúde. Estamos avançando na realização do concurso, o que nos permitirá ter serviços com mais qualidade”, disse o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula. O Projeto de Lei foi sancionado em 8 de novembro.

O concurso vai contemplar mil vagas para a rede de saúde, inclusive para médicos. “Mais de 20 anos depois, o Governo do Estado volta a fazer concurso público. Nós damos perspectiva de estabilidade e segurança para as pessoas. Durante muito tempo elas não puderam entrar no sistema de saúde, se não por indicação política. Fizemos um sistema por meio do qual as pessoas entravam por mérito próprio. Agora, finalmente, o concurso público, que foi pedido por tantas pessoas, vai ser um referencial”, disse o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

As inscrições poderão ser realizadas até as 23h59 do dia 9 de janeiro de 2018, por meio do endereço eletrônico da instituição organizadora (www.institutoaocp.org.br). O candidato deverá selecionar no formulário de solicitação de inscrição a cidade que deseja realizar a prova objetiva.

As provas objetivas para todos os cargos serão realizadas no dia 18 de fevereiro de 2018, mas o candidato deve ficar atento para o horário de realização da prova. Para os cargos assistenciais e administrativos, as provas serão aplicadas durante o período da manhã. Já os cargos de assistente administrativo e da área médica, as avaliações serão realizadas à tarde

A aplicação da prova será realizada nas cidades de Balsas, Barra do Corda, Caxias, Codó, Imperatriz, Itapecuru, Pinheiro, Presidente Dutra, Rosário, Santa Inês, São João dos Patos, Timon, Zé Doca e São Luís. Em caso de indisponibilidade de locais adequados ou suficientes na localidade de realização das Provas, estas poderão ser realizadas em localidades próximas. As demais etapas presenciais do concurso público serão realizadas na cidade de São Luís.

Para os cargos da área administrativa, serão oferecidas 51 vagas para candidatos com graduação em direito (com registro da OAB), administração e jornalismo, além de 30 vagas para nível médio e curso técnico como auxiliar. Todos devem apresentar diploma de conclusão da correspondente escolaridade, bem como o registro no órgão de classe.

Para o cargo da área assistencial, o candidato deverá apresentar o certificado de conclusão de curso do nível médio ou o curso técnico equivalente, assim como graduação em biomedicina, farmacêutico-bioquímico, farmácia, fonoaudiologia, enfermagem, fisioterapia, nutrição, odontologia, psicologia e terapia ocupacional. Para os cargos de enfermeiro (Obstetra, UTI Neonatal, UTI Pediátrica, UTI Adulto) e fisioterapeuta (UTI Pediátrica e Neonatal) é necessário ter pós-graduação ou experiência comprovada de dois anos na função.

A seleção do certame ocorrerá em duas etapas e os candidatos serão avaliados por meio de provas objetivas de caráter eliminatório. Na fase seguinte, serão realizadas as avaliações de títulos ou experiências profissionais.

Isenção de taxa

Os candidatos interessados em obter a isenção da taxa de inscrição deverão seguir uma série de orientações para efetuar o pedido, além de providenciar os documentos que possam comprovar a veracidade de sua solicitação.

Haverá isenção para os candidatos, no âmbito do Estado do Maranhão, que estiverem desempregados ou possuírem renda familiar per capta/mês inferior a R$ 100; quem for doador de sangue ou medula óssea (desde que tenha doado três vezes nos 12 meses anteriores a publicação do edital; e o eleitor convocado e nomeado para prestar serviços no período eleitoral.

Das vagas autorizadas, serão ofertadas 60 oportunidades na área médica em diferentes especialidades, 81 para área administrativa e 859 para área assistencial.

Candidatos com deficiência

As pessoas com deficiência têm assegurado 5% das vagas existentes ou das que vierem a surgir no prazo de validade do concurso, desde que os empregos pretendidos sejam compatíveis com sua deficiência, como determina o artigo 37, inciso VIII da Constituição Federal.

Os candidatos inscritos como pessoas com deficiência e aprovados nas etapas do Concurso Público serão convocados pelo Instituto AOCP, para perícia médica, com a finalidade de avaliação quanto à configuração da deficiência e a compatibilidade entre as atribuições do emprego e a deficiência declarada.

O local, a data e o horário da perícia serão divulgados oportunamente no Edital de convocação para realização da Perícia Médica para PcD. O não comparecimento ou a reprovação na perícia médica acarretará a perda do direito às vagas reservadas às pessoas com deficiência e eliminação do concurso, caso não tenha atingido os critérios classificatórios da ampla concorrência.

Para assegurar a concorrência às vagas reservadas, bem como o atendimento diferenciado durante a prova, o candidato deverá encaminhar, até o dia 10 de janeiro via Sedex ou correspondência com Aviso de Recebimento (AR) ao Instituto AOCP, os documentos exigidos no item 5.6 do edital.

Desembargador Raimundo Barros despede-se da Corte Eleitoral

Desembargador Raimundo Barros
Desembargador Raimundo Barros

Antes de encerrada a sessão jurisdicional, os membros proferiram palavras de carinho e reconhecimento ao magistrado, que foram precedidas de vídeo (formato MP4) que resumiu as principais atividades desenvolvidas pelo Regional durante a presidência do desembargador Raimundo Barros (25/02 a 17/12/17). Também participaram do ato 19 servidores recém-empossados, que ainda receberam das mãos dos membros os novos crachás de identificação funcional.

Na segunda (18/12), o desembargador Cleones Cunha assume a vaga de Barros como membro efetivo. Na mesma data, o juiz Júlio Praseres também tomará posse no TRE como membro efetivo na vaga aberta com o fim do biênio da juíza Kátia Coelho (15/12).

O desembargador Cleones Cunha e o juiz Júlio Praseres foram eleitos para as vagas de Raimundo Barros e Kátia Coelho pelo Tribunal de Justiça em 22 de novembro.

Prefeito de Lima Campos passa mal e é conduzido para UTI cardiológica em SLZ

Jaílson Fausto, prefeito de Lima Campos

O prefeito do município de Lima Campos, Jailson Fausto Alves (PR), de 55 anos, passou mal no final da tarde desta quinta-feira (14) e foi levado às pressas ao Hospital Geral de Peritoró (HGP), em seguida, foi encaminhado para hospital em São Luís. Ele teria sofrido um princípio de infarto.

De acordo com informações de assessores, o prefeito estava no Centro Administrativo, reunido com ordenadores de despesas do município; por volta das 17h, Jaílson começou a reclamar de pequenas dores no peito que se tornaram intensas. Ele foi primeiramente atendido no hospital da cidade e só depois ao HGP de Peritoró onde passou por exames mais rigorosos para atestar se sofrera de fato um ataque cardíaco.

A pressão arterial do prefeito estava elevada mas os médicos conseguiram estabilizá-la.  Após melhora, por volta das 19h30, Jaílson foi transferido para uma UTI Cardiológica em São Luís. Ele está acompanhado do irmão, conhecido como Preto.

Esta não seria a primeira crise cardíaca do prefeito Jaílson Fausto que já apresentou problemas nesse sentido.

Editado, com informações de Carlinhos Filho

Morre o jornalista Othelino Alves Filho, pai do deputado Othelino Neto

Othelino Alves Filho
Othelino Alves Filho

Faleceu na tarde desta quinta-feira (14), no Hospital Albert Einstein, em São Paulo (SP), o jornalista Othelino Alves Filho, pai do deputado Othelino Neto (PC do B), presidente em exercício da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão.

Raimundo Nonato Othelino Filho Parente Alves, conhecido como Othelino Filho, nasceu em 22 de dezembro de 1949 na cidade de Sobral, no Ceará. Filho do jornalista maranhense Othelino Nova Alves e da cearense Zeneida Parente Alves, Othelino Filho, desde pequeno, seguia os passos de luta ensaiados por seu pai. Quando adolescente, iniciou sua experiência com o papel, a caneta e o ideal.

Escreveu seu primeiro artigo, intitulado “Sala de aula”, para um jornal estudantil de sua cidade. O artigo era uma denúncia contra o analfabetismo e a manipulação da informação dentro das escolas e, sobretudo, na sociedade. Para ele, a “sala de aula” mencionada no texto era ainda a fronteira entre a liberdade e a civilização.

Em 1964, durante o período da ditadura militar, foi estudar em Fortaleza. Nessa época, participou do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) e recebeu a incumbência de editar o Jornal do Liceu do Ceará, que em muitos momentos era feito às escondidas. Aos 16 anos, fugiu de sua casa e veio em busca de sonhos no Maranhão.

Mais tarde, no ano de 1968, permaneceu definitivamente na Ilha de São Luís, que o abraçara desde o primeiro contato com a cidade. De maneira simultânea a essas mudanças de vida, Othelino Filho já ensaiava a profissão que iria seguir. Tornou-se correspondente, ainda adolescente, do Jornal Pequeno e da Rádio Timbira.

Já em São Luís, o cearense com coração ludovicense formou-se em Direito, em 1974, iniciou o curso de Filosofia e alavancou o seu trabalho como jornalista. Além da motivação paterna, Othelino Filho – segundo de três gerações de profissionais que fazem história na comunicação maranhense – tinha o jornalismo como determinação de vida. Era ainda uma forma de dar continuidade ao trabalho de seu pai, interrompido em 30 de setembro de 1967, quando foi assassinado em praça pública.

Um ano após a morte de seu pai, em 1968, conquistou seu registro como jornalista. Trabalhou na Rádio Educadora, Rádio Ribamar, TV e Rádio Difusora. Foi chefe da Assessoria de Imprensa na primeira administração do prefeito Jackson Lago e secretário de Comunicação Social da Assembleia Legislativa do Estado. Exerceu temporariamente o cargo de secretário do Meio Ambiente e Recursos Naturais do governo José Reinaldo.

Chegou ainda a ser repórter do Jornal Pequeno, diretor de jornalismo da Rádio Timbira e presidente, por três vezes, do Sindicato dos Trabalhadores de Empresas de Radiodifusão e Televisão, de cuja fundação participou.

Othelino exercia a profissão que preenchia seus anseios e que o fazia se dedicar de corpo e alma: o jornalismo. Em conversas com amigos, ele sempre destacava que o desafio que mais marcou sua carreira foi a participação como porta-voz da Frente de Libertação do Maranhão, nas eleições para o Governo do Estado, no ano de 2006. Desde 1995, ele já se dedicava à redação de artigos semanais no Jornal Pequeno. A compilação desses artigos resultou na publicação de quatro livros: A Oligarquia da Serpente (2006), A Rapina do Abutre, A Águia Libertária e O Polvo.

Casado com a pedagoga Yolete Maria Alves e pai de Cláudia, Othelino Neto e Flávia, o então garoto nascido em Sobral alçou vôos distantes e tornou-se cidadão maranhense.

Novos dirigentes do TJMA assumem cargos nesta sexta (15)

Desembargador José Jaquim Figueiredo
Desembargador José Jaquim Figueiredo

A nova mesa diretora do Poder Judiciário do Maranhão – composta pelos desembargadores José Joaquim Figueiredo dos Anjos (presidente), Lourival Serejo (vice-presidente) e Marcelo Carvalho Silva (corregedor-geral da Justiça) – toma posse nesta sexta-feira (15), às 10h, em sessão solene no Plenário do Tribunal de Justiça do Maranhão.

Os novos dirigentes do Poder estadual foram eleitos no dia 4 de outubro deste ano, pelo Pleno do Tribunal de Justiça, para o biênio 2018/2019. Diversas autoridades dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário do Maranhão e de outros estados irão prestigiar a cerimônia. O desembargador José Jorge Figueiredo dos Anjos saudará os eleitos.

A solenidade será precedida por uma missa em ação de graças, às 8h, na Catedral Metropolitana, a ser celebrada pelo padre Cláudio Corrêa.

O desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos – que assumirá o cargo no lugar do desembargador Cleones Cunha (biênio 2016/2017) – afirmou que pretende atuar numa gestão em conjunto com os colegas desembargadores, órgãos da Justiça como Defensoria Pública, Ministério Público, Ordem dos Advogados, e com os Poderes Executivo e Legislativo, buscando a melhoria das condições de trabalho na Justiça de 1º Grau.

Trabalharemos uma gestão transparente, com ética e em busca constante pelo aperfeiçoamento da Justiça para garantir uma prestação jurisdicional ágil e eficiente”, assinalou o desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos.

Currículo – Natural do Município de São João Batista, o desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos graduou-se em Direito pela Universidade Federal do Maranhão, em 1978. Iniciou sua vida funcional como advogado e procurador do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Maranhão (DER), em 1978.

Atuou como procurador fiscal da Prefeitura de São Luís, no período de 1983 a 1986 – mesmo ano em que foi aprovado para concursos públicos de procurador do Estado e juiz de Direito. Ingressou na magistratura em maio de 1987.

Atuou em Riachão, Alcântara, Presidente Dutra, Itapecuru, Santa Inês e Bacabal. Chegou à 4ª entrância em 12 de fevereiro de 1992, exercendo o cargo de juiz auxiliar por cinco anos. Foi juiz corregedor na gestão do desembargador

Antônio Fernando Bayma Araújo, e diretor do Fórum de São Luís nas gestões de Orville Almeida e Jorge Rachid.

Palestrante reconhecido na área do Direito Penal, exerceu também o magistério durante 10 anos, como professor do Centro de Ensino Universitário do Maranhão (Ceuma) e da Escola Superior da Magistratura do Maranhão (Esmam).

Como titular da 2ª Vara Criminal de São Luís, durante 11 anos anos e 9 meses, foi considerado um dos juízes de maior produtividade, de acordo com o perfil funcional da Corregedoria. Julgou casos importantes envolvendo o crime organizado no Maranhão. Em 19 de dezembro de 2006, ingressou no Tribunal de Justiça, pelo critério de merecimento, na primeira votação aberta para escolha de desembargadores da história do TJMA.

Informações sobre suposto vazamento da prova do concurso da PM são falsas

Foto Reprodução

A banca organizadora do concurso da Polícia Militar do Maranhão, que aplica as provas neste domingo (17), divulgou comunicando esclarecendo que são falsas as informações circulando em redes sociais sobre o suposto vazamento do conteúdo do exame. O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) diz que se trata de uma tentativa de tumultuar o concurso.

Trata-se de um documento falso, sem nenhuma correspondência com a realidade. “O Cebraspe repudia as informações veiculadas em grupos de Whatsapp de que as provas para o concurso público para a Polícia Militar do Estado do Maranhão (PM/MA), que ocorrerão neste domingo (17), teriam sido vazadas”, afirma a banca.

“Trata-se de mais uma tentativa de tumultuar o certame, que vem transcorrendo normalmente e cuja aplicação será realizada de acordo com os padrões de segurança e excelência deste Centro”, acrescenta a banca.

Locais de prova

Os candidatos do concurso público da PM já podem consultar o local das provas aqui. As provas objetivas para os cargos de nível superior terão a duração de 3 horas e 30 minutos. Elas serão realizadas às 8 horas (horário local). Já as de nível médio terão igual duração, mas começam às 15 horas (horário local).

O candidato deverá comparecer ao local designado para a realização das provas no mínimo uma hora antes do início do exame. É preciso levar caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, o comprovante de inscrição e o documento de identidade original.

Será eliminado do concurso o candidato que, durante a realização das provas, for surpreendido portando aparelhos eletrônicos (tais como celulares e mp3), relógio, óculos escuros, chapéu, embalagens e outros materiais. Para ver a íntegra dos itens proibidos, acesse aqui.

O concurso oferece 1.214 vagas nas carreiras de soldado e tenente, com exigência de níveis médio e superior, respectivamente.

Anúncio de Curso de Medicina para Bacabal é oportunismo de Roberto Costa

Foto Reprodução

Bastou que o Ministério da Educação divulgasse a lista dos municípios pré-selecionados para autorização de criação de cursos de medicina por instituições privadas de educação superior para que novamente surgissem em setores da imprensa publicações produzidas pelas assessorias de políticos interessados em pegar carona e, até, criar embaraços para seus adversários, como prefeitos, e esse foi o caso do deputado estadual Roberto Costa (PMDB).

O edital de chamamento público foi publicado na última sexta-feira (8), no Diário Oficial da União (DOU), e é direcionado aos municípios que atenderam os critérios de relevância e necessidade social da oferta de cursos de medicina, segundo o Ministério da Saúde.

No entanto, o parlamentar, propositalmente, não teve a preocupação de esclarecer que existem outros passos a serem dados para que a autorização se concretize, como estrutura de equipamentos públicos, por exemplo, um hospital com 80 leitos, no Sistema Único de Saúde, com potencial para ser certificado como hospital de ensino, conforme legislação de regência, além da habilitação das mantenedoras de instituições de educação superior.

Até março do ano que vem, uma comitiva da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres) vai visitar e conferir de perto essas estruturas e, obviamente, os municípios que não obtiverem resultados satisfatórios durante as visitas da comissão serão excluídos do processo e é justamente por esse momento que Roberto Costa aguarda com ansiedade, pois sabe ele que Bacabal dificilmente vencerá essa etapa, o que certamente o fará depositar o ônus na conta da administração pública municipal.

A divulgação do resultado será feita pela página da Seres no portal do MEC e a homologação do resultado será publicada no Diário Oficial da União, com a lista final dos municípios contemplados.

Na lista de municípios pré-selecionados estão os maranhenses: Bacabal, Codó, Santa Inês e Açailândia.

Do Blog do Sérgio Matias

Secretário Carlos Lula esclarece sobre decisão do TRF1

Carlos Lula, Secretário de Saúde do Estado

A respeito de decisão do TRF1, advinda de reclamação por mim proposta, alguns pontos merecem ser esclarecidos, diante da absurda interpretação dada por certos veículos de imprensa:

1) Não pedi o trancamento da Operação em nenhum momento.

2) O combate à corrupção é um princípio fundamental do Governo Flávio Dino e se faz com absoluta transparência. Basta lembrar que os gastos com as Organizações Sociais sequer constavam no Portal até 2015.

3) Defendo a Constituição e as leis. Nenhum agente público pode, achando-se centurião, levar adiante operações policiais cometendo ilegalidades.

4) Todas as vezes que me deparar com situações como a presente, recorrerei ao Judiciário, guardião da legalidade e da Constituição da República, inclusive para denunciar ilegalidades praticadas por determinados agentes públicos.

5) Não me intimidarei com ações espetaculosas e coletivas espalhafatosas baseadas em premissas absurdas e “dossiês” falsos e obtidos por meio escandalosamente ilícito.

6) O trabalho da Polícia Federal e das instituições da Justiça não merece as atitudes equivocadas de parcela irrisória de seus agentes, que responderão nas instâncias adequadas por seus atos.

Reveja aqui a decisão do TRF

Vídeo: cinegrafista de Luciano Huck diz que Maranhão é o ‘fim do mundo’

O cinegrafista do apresentador da TV Globo Luciano Huck, identificado apenas como Zé, cometeu uma gafe ao pisar em terras maranhenses nesta quinta-feira (14).

Ao desembarcar na cidade de Alcântara, no Norte do Estado, o artista até tenta aliviar o comentário preconceituoso feito por um dos integrantes da equipe de produção que ao ser questionado onde fica a cidade afirmou que seria “no fim do mundo”!

Após a triste fala, o apresentador ameniza: “Maranhão não é o fim do mundo, só é longe”.

Vale ressaltar que Luciano Huck está no Maranhão para entregar um prêmio YPÊ a uma moradora de Bacuri e aproveitou para visitar cidades como Alcântara, Pinheiro, Mirinzal e Cururupu.

O apresentador teve o nome recentemente cogitado como pretenso candidato à Presidência da República, mas negou que tenha interesse em disputar a eleição no ano que vem.

Se de fato se tornasse candidato, esse episódio já lhe renderia péssimos resultados pois nem ele mesmo soube identificar o Estado que estava visitando. Triste!

Efeito Roberto Rocha: Carlos Brandão anuncia filiação no PRB

Encontro com prefeitos e vice-prefeitos do PSDB
Encontro com prefeitos e vice-prefeitos do PSDB

O vice-governador Carlos Brandão anunciou durante reunião com prefeitos do PSDB, na noite desta quarta-feira (13), que deixará o Partido da Social Democracia Brasileira para se filiar no Partido Republicano Brasileiro (PRB). Na ocasião, praticamente todos os prefeitos e vice-prefeitos tucanos maranhenses anunciaram que deixarão o partido.

Os prefeitos Luís Fernando Silva, de São José de Ribamar, e Vianey Bringel, de Santa Inês, participaram do encontro. A maioria deve seguir com Carlos Brandão para o PRB, que tem como presidente regional o deputado Cleber Verde.

Deverão também deixar o PSDB o secretário estadual de Desenvolvimento Social, Neto Evangelista, e os deputados estaduais Sérgio Frota e Marcos Caldas, como apoiares da reeleição de Flávio Dino.

Com a filiação de Brandão no PRB, o PSDB deverá esvaziar  de maneira forte, principalmente depois que a Executiva Nacional anunciou ontem a nova comissão do partido no Maranhão que passou a ser presidida pelo senador Roberto Rocha, pré-candidato a governador do Maranhão.