CAOS EM BREJO DE AREIA: prefeita e até policiais abandonam a cidade…

Prefeita Ludmila Almeida
Prefeita Ludmila Almeida

Localizada a 325 Km de São Luís, na região Central do Maranhão, a pequena cidade de Brejo de Areia vive uma história de abandono e descaso.

Policiais Militares do 15º Batalhão de Bacabal que moravam e atuavam na segurança pública do município tiveram que se mudar de Brejo de Areia alegando não terem condições de manterem-se. Quem custeava as despesas dos PM’s era a prefeitura que acabou deixando de assumir os gastos com moradia e demais custos.

O posto onde ficavam os policiais era alugado e como não estava sendo pago pela prefeita Ludmila Almeida Silva há CINCO ANOS, o local acabou sendo entregue há quase um mês ao proprietário que pediu que o imóvel fosse desocupado. E assim, os policiais militares deixaram a cidade que atualmente sofre sem Segurança Pública pois também não há delegacia de Policia Civil na localidade.

Ludmila está no seu segundo mandato como prefeita e por incrível que pareça na cidade que ela administra não há um local sede da prefeitura. O prédio onde a gestora deveria estar prestando expediente seria em um Centro Social mas por lá ela nem aparece. A prefeita também não reside em Brejo de Areia e sim em Bacabal.

Moradores da cidade abandonada onde não há polícia, nem sede do Executivo Municipal vivem jogados à sorte e encontram-se sem representantes pois até a Câmara de Vereadores só funciona uma vez na semana (quando funciona).

Atenção Ministério Público: o população de Brejo de Areia quer saber a quem recorrer para sair desse descaso. Alguma resposta deve ser dada…

Um comentário em “CAOS EM BREJO DE AREIA: prefeita e até policiais abandonam a cidade…”

  1. 8 meses atrás  

    Claro!!! Seria impossível a prefeita fazer melhorias pelo município se os próprios eleitores são os culpados, pois nas campanhas eleitorais ao invés de pedirem melhorias pra cidade eles vendem seus votos por qualquer quantia ou uma vaga de emprego na prefeitura!!!!
    Não e certo culpar somente ela, culpe os eleitores também

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>