R$ 10 MILHÕES em alimentação em Codó: ‘Cidade modelo’ ou superfaturamento?

Prefeito de Codó, Zito Rolim tem muito o que explicar
Prefeito de Codó, Zito Rolim tem muito o que explicar

Atenção Ministério Público do Maranhão! Mais uma vez o prefeito de Codó, Zito Rolim, terá que se explicar sobre os evidentes indícios de superfaturamento na compra de alimentos para atender a demanda do município.

Extratos de contratos referentes à aquisição de gêneros alimentícios destinados principalmente à merenda escolar, publicados em março deste ano no Diário Oficial do Estado, mostram gastos de R$ 10.799.707,00 (Dez milhões, setecentos e noventa e nove mil, setecentos e sete reais). É muito dinheiro! O que significa dizer que Codó então seria a cidade modelo do Maranhão com toda essa despesa. Com esse valor fica evidente o superfaturamento na compra da alimentação.

O Blog já mostrou que os itens que compõem a merenda de alunos são comprados mais caros em 200%, conforme constatado em pesquisa de mercado feita pelo presidente do Sindicato dos Servidores no Serviço Público Municipal (SINDSSERM), professor Antônio Celso Moreira, e mais duas entidades de classe de representatividade popular. Eles entraram com um pedido de abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito junto à Câmara de Vereadores para investigar a ação suspeita.

Porém, o pedido ainda não tem o número de assinaturas suficiente para aprovar a abertura da CPI que está sendo apelidada carinhosamente de ‘CPI DO FLOCÃO’. Este título foi dado por um simples motivo: os pacotes de flocos de milho com 500 g que custam uma média de R$ 1 estão saindo para a prefeitura no valor de R$ 7,50 o quilo, sem contar com outros produtos, conforme a lista de preços anexada à denúncia encaminhada ao Ministério Público Estadual. (Reveja)

Abaixo, os contratos milionários para aquisição de gêneros alimentícios em Codó. Detalhe: uma só empresa abocanhou mais de R$ 5 milhões. Confira:

codo 1

codo 2

codo 4

codo 5

codo 6

Um comentário em “R$ 10 MILHÕES em alimentação em Codó: ‘Cidade modelo’ ou superfaturamento?”

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>