General Mourão assume a Presidência da República e Bolsonaro vai à Suíça

Jair Bolsonaro e General Mourão

Em sua primeira viagem internacional, o presidente Jair Bolsonaro apresentará em Davos – no Fórum Econômico Mundial, na Suíça, uma série de temas que vão desde a abertura da economia, ao combate à corrupção, à preservação da democracia no Brasil e na América Latina. Pela primeira vez, o vice-presidente, general Hamilton Mourão, exercerá a Presidência da República. Bolsonaro deve chegar a Zurique, na Suíça, nesta segunda-feira (21) por volta das 17h30. Davos fica a 116 quilômetros de Zurique.

O presidente deve retornar ao Brasil na madrugada de sexta-feira (25). E até lá Mourão será o presidente em exercício. Bolsonaro discursará nesta terça-feira (22), na abertura do fórum, mas deve aproveitar a oportunidade, em Davos, para demonstrar sua preocupação com o agravamento da crise na Venezuela, apresentar seu ponto de vista sobre globalização, tecnologia e inovação.

Há previsão de Bolsonaro se reunir com os presidentes do Peru, Martín Vizcarra; do Equador, Lenín Moreno; da Colômbia, Iván Duque; e da Costa Rica, Carlos Alvarado Quesada. Com eles, devem ser tratadas as crises na Venezuela e na Nicarágua, além dos impactos na região, como a questão migratória.

Presidência em exercício

Na manhã desta segunda-feira, Mourão se reúne com Miguel Angelo da Gama Bentes para discutir projetos de mineração estratégica. À tarde, o presidente em exercício tem encontros com os embaixadores da Alemanha, Georg Witschel, e Tailândia, Susarak Suparat.

Em seguida, Mourão se reúne com o coronel Hélcio Bruno de Almeida cujo currículo o descreve como especialista em defesa e segurança com atenção no combate ao terrorismo. Depois, ele se encontra com dois generais.

Fonte: Agência Brasil

Prefeita de Urbano Santos é acionada por conta de dívida de empréstimo

Iracema Vale, prefeita de Urbano Santos

Mais um escândalo na gestão da Prefeita Iracema Cristina Vale Lima (PT) no Município de Urbano Santos.

Dívida de empréstimo foi contraída pelo Banco Bonsucesso. O caso foi levado à Justiça depois que a instituição bancária determinou o pagamento dos valores em pelo menos três situações. Diante da evidência de calote, o juíz que atua no Fórum da comarca de Urbano Santos expediram despachos judiciais ordenando que a prefeita pague a dívida, sob pena de penhora de seus bens. S.A EXECUTADOS : IRACEMA CRISTINA VALE LIMA, DESPACHO. O requerido, citado, não pagou a dívida e nem indicou bens a penhora. Intime-se o exequente para, no prazo de 15 (quinze) dias, indicar bens do executado para o fim de penhora, sob pena de suspensão da execução, nos termos do art. 791, III, CPC, pelo prazo de 1 ano, durante o qual o curso da prescrição ficará suspenso e, após o decurso do referido prazo de suspensão, sem localização de bens penhoráveis, os autos serão arquivados. São Luís/MA, 07 de dezembro de 2017. Juíza Alice Prazeres Rodrigues 16ª Vara Cível Cite-se o executado, por Oficial de Justiça, para pagar a quantia apontada na inicial, devidamente atualizada, acrescida de juros legais, custas e honorários advocatícios, no prazo de 03 (três) dias, sob pena de penhora de tantos bens

quantos bastem para garantia da dívida, ou, no mesmo prazo, nomear bens à penhora suficientes para a garantia do principal e seus acessórios. Nos termos do art. 652-A do CPC, fixo honorários advocatícios em 10% (dez por cento), cujo percentual será reduzido para 5% (cinco por cento), em caso de integral pagamento dentro de 03 (três) dias. O executado tem 15 (quinze) dias para oferecer embargos à execução, contados da juntada aos autos do mandado de citação ou,se no prazo dos embargos o executado reconhecer o crédito do exequente e comprovar o depósito de 30% (trinta por cento) do valor em execução, inclusive custas e honorários advocatícios, poderá requerer o pagamento do restante em até 6 (seis) parcelas mensais, devidamente corrigidas e acrescidas de 1% (um por cento) ao mês (art. 745-A do CPC). Não ocorrendo o pagamento ou a nomeação válida de bens no prazo de três dias, efetue o oficial de justiça a penhora e avaliação de bens da parte devedora, tanto quantos bastem para pagamento do débito e seus acessórios, intimando-a de tais atos (art. 655, §§ 1° e 2°, CPC). Uma via deste despacho servirá como MANDADO de CITAÇÃO, PENHORA e AVALIAÇÃO. São Luís/MA, 18 de agosto de 2015 Juíza Lorena de Sales Rodrigues Brandão Auxiliar de entrância final respondendo pela 16ª Vara Cível.

Foto Reprodução
Foto Reprodução
Foto Reprodução

Fonte: Diário Urbanossantense

Novidade: WhatsApp limita reenvios de mensagens a 5 destinatários

Foto Reprodução

(Reuters) – O serviço de mensagens do Facebook WhatsApp está globalmente limitando para cinco o número de vezes que um usuário pode reenviar um texto, em uma tentativa de combater disseminação de informações falsas e rumores, afirmaram executivos da companhia nesta segunda-feira.

“Estamos impondo um limite de cinco mensagens em todo o mundo a partir de hoje”, disse Victoria Grand, vice-presidente de comunicações do WhatsApp, em evento na capital indonésia.

Anteriormente, um usuário do WhatsApp poderia reenviar uma mensagem para 20 outros usuários ou grupos. O limite de cinco reenvios expande para nível global uma medida que o WhatsApp colocou em prática na Índia em julho, depois da disseminação de rumores em mídias sociais que levaram a assassinatos e tentativas de linchamento.

O WhatsApp, que tem 1,5 bilhão de usuários, está tentando encontrar formas de impedir o uso indevido do aplicativo, em meio a preocupações globais de que a plataforma está sendo usada para disseminar notícias falsas, fotos manipuladas, vídeos fora de contexto e boatos transmitidos por mensagens de áudio.

A encriptação de ponta a ponta do aplicativo permite que grupos de centenas de usuários troquem textos, fotos e vídeo fora do alcance de checadores de fatos ou mesmo da própria plataforma.

O WhatsApp vai lançar uma atualização para ativar o limite a partir desta segunda-feira, afirmou diretor de comunicações do WhatsApp, Carl Woog.

Os usuários de dispositivos Android receberão a atualização primeiro e depois os usuários de aparelhos da Apple terão que atualizar o aplicativo. (UOL)

Governo do Estado aprova tabela de pagamento dos servidores para 2019

Governador Flávio Dino

O Governo do Maranhão aprovou, no último dia 15 de janeiro, o calendário de pagamento do servidor público estadual para o exercício de 2019. A data estabelecida será até o quarto dia do mês e as parcelas do 13º salário serão pagas nos meses de julho e dezembro.

Porém, a exemplo do que ocorreu nos anos de 2015, 2016, 2017 e 2018, a determinação do governador Flávio Dino é que também neste ano, havendo viabilidade financeira, o pagamento seja sempre antecipado.

Segue abaixo, o calendário previsto que poderá ser alterado de acordo com as disponibilidades financeiras do Governo.

Tabela de pagamento dos servidores do Estado prevista para 2019

Luto em Guimarães: prefeita Margarete Ribeiro morre vítima de câncer

Margarete Ribeiro

Faleceu durante a madrugada desta segunda-feira (21), aos 57 anos de idade, a prefeita do município de Guimarães, Benedita Margarete Matos Ribeiro. Ela lutava contra um câncer uterino desde 2017 e estava internada no Hospital São Domingos em São Luís desde a última sexta-feira (11).

Hoje, Margarete não resistiu à doença e foi a óbito.

O sepultamento da prefeita deve ser realizado na cidade onde nasceu, em Pinheiro, informação que deve ser ainda confirmada por familiares.

Com o falecimento de Margarete Ribeiro quem deve assumir o cargo é o vice-prefeito Osvaldo Gomes.

Felipe Camarão: ‘Iremos continuar melhorando a estrutura física da rede estadual’

Felipe Camarão, Secretário de Educação

Em entrevista exclusiva, o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, falou das ações que serão realizadas nos próximos anos pelo governador Flávio Dino para a área da Educação. Ele também comentou a aprovação de 76,28% dos estudantes da rede estadual de ensino no último vestibular da Universidade Estadual do Maranhão (Uema).

O secretário ressaltou os investimentos feitos pelo governador e que resultaram em números surpreendentes para a Educação, que vão desde a reforma e construção de espaços escolares, que atingiu números que ultrapassam 800 obras, formação de profissionais da educação, implantação de escolas em tempo integral, entre inúmeras outras ações que resultaram, por exemplo, no maior IDEB já conquistado pelo Maranhão: a nota do estado foi de 3,4 em 2017, representando um crescimento de 21,4%, em quatro anos.

Jornal Pequeno – Secretário, mais uma vez o governador Flávio Dino mostra que terá na educação uma das suas prioridades de gestão. Tanto que na sua recondução ao cargo ele anunciou várias ações para a educação. Qual é o foco dessas ações?

Felipe Camarão – A exemplo da primeira gestão, todas as ações anunciadas, no dia 1º de janeiro deste ano, pelo governador Flávio Dino, têm o foco na melhoria da qualidade da educação e, consequentemente, no crescimento dos indicadores educacionais. Durante muito tempo a reclamação na rede era de que a estrutura das escolas não era atrativa aos alunos, não tinha condições de aprendizagem. Nesses primeiros quatro anos de gestão, buscamos modificar essa história, investimos de forma maciça na reestruturação das escolas, com reforma e revitalização de mais de 800 unidades escolares. Hoje, a maioria dos nossos alunos estuda em uma escola de ótima qualidade e confortável. Iremos continuar melhorando a estrutura física da rede, embora, tenhamos o exemplo da escola Antônio Custódio de Azevedo de Sobral, no Ceará, onde as condições de infraestrutura são mínimas, não tem ar condicionado, é pequena, mas, tem o melhor Ideb do país, com a média 9,8. Lá, a qualidade do ensino ofertado fez a diferença. E o que buscamos para os nossos jovens, adolescentes e crianças maranhenses, é exatamente isso: um ensino que seja capaz de transformar.

Jornal Pequeno – Uma das ações voltadas para essa melhoria e que foi anunciada pelo governo é o Pacto Maranhense Pela Aprendizagem. Em que consiste esse pacto?

Felipe Camarão – O Pacto Maranhense pela Aprendizagem é uma ação estratégica do Programa Escola Digna 2019 ou Escola Digna 2.0, e vem para reforçar o regime de colaboração com os municípios, focado na melhoria dos indicadores educacionais do Estado. Em outras palavras, esse pacto será o caminho para o nivelamento da educação pública nas redes estadual e municipais. Nós precisamos preparar o aluno, lá no Ensino Fundamental, para que ele chegue com base para entender e absorver o conteúdo do Ensino Médio e possa chegar onde ele quiser chegar. Por isso, vamos reforçar as ações de aprendizagem com os municípios, dando suporte às ações das secretárias municipais. Hoje, nós temos um total de 1.075.618 matrículas no Ensino Fundamental, sendo 1.035.071 nas redes municipais e 40.547 na rede estadual, que está fazendo a última etapa do processo de municipalização do Ensino Fundamental. E paralelo às ações pelo Ensino Fundamental temos que continuar com as ações de fortalecimento do Ensino Médio.

Jornal Pequeno – Quais são os maiores desafios nessa missão de melhorar o ensino e a aprendizagem?

Felipe Camarão – Apesar de termos avançado muito nos primeiros quatro anos da gestão Flávio Dino, ainda temos muitos desafios a serem enfrentados e que propomos o enfrentamento com o Pacto. Primeiro é garantir que todos os estudantes do território maranhense estejam alfabetizados, em Língua Portuguesa e em Matemática, na idade certa; reduzir a distorção idade-série na Educação Básica; elevar o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) em todos os níveis; contribuir para o aperfeiçoamento da formação dos profissionais da educação, sendo que a principal estratégia será a assistência técnico pedagógica e gerencial às redes municipais, no tocante à avaliação, a gestão de resultados e planejamentos didáticos; bem como apoio na gestão de programas e projetos federais.

Jornal Pequeno – Você falou em suas redes sociais da ajuda que o Estado dará às prefeituras que enfrentam problemas com obras de creches paradas. Já existe um diagnóstico dessas obras?

Felipe Camarão – Nessa perspectiva, o Pacto [Maranhense pela Aprendizagem] atuará, também, apoiando financeiramente os municípios na melhoria dos seus espaços escolares. É uma determinação do governador Flávio Dino que priorizemos a ajuda aos municípios para que possam concluir as obras inacabadas das creches. Estamos fazendo um diagnóstico que já detectou 32 creches a serem concluídas. Essa medida visa atender a uma demanda reprimida da Educação Infantil, que é urgente. O estudante que teremos aqui no Ensino Médio será fruto de um processo educacional que começa na creche, e apesar de ser responsabilidade dos municípios, é preocupação nossa que essa criança seja bem atendida.

Jornal Pequeno – Em relação ao fortalecimento do Ensino Médio, que ações serão implementadas?

Felipe Camarão – A rede estadual de ensino realizou um planejamento diferenciado para 2019, com objetivo de fortalecer o Ensino Médio, que já teve um avanço muito importante em 2018 com melhoria do IDEB e com aprovação maciça no último vestibular da Uema. Então, começaremos o calendário desse ano com as jornadas pedagógicas, onde cada escola faz o seu diagnóstico e elabora seu plano de ação, visando o alcance de metas e resultados; teremos formações continuadas para professores e gestores escolares; e nova eleição de gestores, ainda esse ano; continuaremos com os Simulados Mais IDEB, que são preparatórios para a prova do Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB). Teremos atividades muito específicas para os estudantes do terceiro ano, com foco no Enem e nos vestibulares que queiram fizer. São projetos como: o #PartiuEnem, que contempla desde a recepção dos estudantes, a realização de simulados específicos, aulões aos fins de semana; o #FDSdoTerceirao, onde as escolas serão abertas aos fins de semana, uma vez a cada período letivo para os aulões de revisão, palestras motivacionais, atividades culturais, esportivas e de lazer; o #TerceiraoNaoTiraFerias com aulões preparatórios durante as férias escolares (julho); e por último, o #EnemTôPreparado, com atividades diferenciadas nas escolas com o objetivo de reforçar a autoconfiança dos estudantes e possibilitar maior tranquilidade nos momentos anteriores ao Enem.

Jornal Pequeno – Havia, por um longo tempo, um sentimento de descrédito no ensino público ofertado pelo Estado. Já se percebe um caminho inverso nesse sentido?

Felipe Camarão – Temos certeza que sim. As ações que têm sido implementadas na educação e tem corroborado de forma efetiva para isso. Agora mesmo, há um clima muito bom de expectativa e de confiança entre os estudantes da nossa rede com a divulgação das pontuações na prova do Enem, nessa sexta-feira (18). Tivemos alunos com mais de 900 pontos em redação. E é assim, estamos trabalhando para transformar a educação pública da rede, em uma educação de qualidade. Agora mesmo reafirmamos uma parceria, feita no ano passado, com a Startup ‘Mira Educação’, para aplicação de avaliação de nivelamento para todos os estudantes do 1º ano do Ensino Médio da rede estadual sem nenhum custo para o governo. Isso nos dará um importante diagnóstico sobre o ensino e teremos base para garantir a adequada aprendizagem dos nossos jovens. Também iremos aplicar simulados para os 2º e 3º anos do Ensino Médio, avaliando cada competência e habilidade dos nossos estudantes, a cada período letivo. Além dos simulados com a ‘Mira Educação’, iremos implantar nosso sistema próprio de avaliação da rede, com a aplicação de testes aos nossos estudantes e ainda iremos ofertar aos municípios para os seus 9º anos, sem custo. Pela primeira vez teremos nosso próprio IDEB.

Turismo e Desenvolvimento

Foto Divulgação

Por Flávio Dino

Tenho muita alegria de perceber que, cada vez mais, o Maranhão tem ocupado posição de destaque positivo no cenário nacional. As sucessivas entrevistas para as quais tenho sido convidado demonstram a atenção com que o Brasil acompanha as mudanças que estamos vivenciando, por exemplo o fim do tempo dos escândalos de corrupção, sempre com os mesmos sobrenomes famosos.

Nosso estado vive a atmosfera de desenvolvimento em áreas muito importantes, dentre as quais hoje quero destacar o turismo. A mudança de percepção sobre o Maranhão foi resultado, em grande parte, dos investimentos que fizemos em projetos de infraestrutura que geram impacto imediato na atração de visitantes e, especialmente, na geração de trabalho e renda para o nosso povo.

Esta semana, por exemplo, tive a satisfação de entregar a MA-315, a primeira ecorrodovia do Maranhão que liga as cidades de Paulino Neves e Barreirinhas. Um ousado projeto de infraestrutura que garantiu condições adequadas de circulação de pessoas e veículos, respeitando as questões sociais e ambientais. O trajeto por si só é um espetáculo natural. Nos arredores de dunas e lagoas, foram feitos 30 quilômetros de asfalto e outros 10 quilômetros de bloquetes de concreto nos trechos urbanos, neste último caso em parceria com a empresa Ômega – que implantou um Parque Eólico na região.

Essa estrada representa um passo fundamental na promoção do desenvolvimento turístico para a Região dos Lençóis e do Delta do Parnaíba, já que ela passa a ser o principal acesso da Rota das Emoções, pois garantimos o acesso de turistas vindos pelos estados do Piauí e Ceará. Cidades vizinhas também têm se beneficiado, como Santo Amaro, que depois de receber a MA-320 completamente asfaltada, tem se tornado destino preferido de muitos turistas, alavancando a economia local. Neste ano, vamos levar a estrada até Primeira Cruz e ampliar investimentos na região do Munim.

Na outra ponta do estado, em Riachão, colocamos asfalto na cidade e fizemos a recuperação dos acessos ao Poço Azul e Encanto Azul. Em Carolina, urbanizamos toda a região central da cidade, pontos importantes do Parque Nacional da Chapada das Mesas.

Na capital, também executamos um plano de recuperação e manutenção dos principais atrativos turísticos com a Blitz do Turismo, instalamos novas casas de cultura, implementamos forte programação artística com o programa Mais Cultura e Turismo e ampliamos a rede de Centrais de Atendimentos ao Turista. Em 2019, teremos a entrega de novos equipamentos para nossos conterrâneos e para os turistas, a exemplo do prédio da Reffsa e do bairro cultural da Madre Deus.

Por tudo isso, vamos progressivamente conseguir ampliar o cenário que vimos nos últimos meses: hotéis, restaurantes e toda a vasta cadeia produtiva do turismo muito movimentada e animada. Vamos continuar trabalhando com seriedade para garantir o reposicionamento do nosso estado aos olhos do Brasil, com o respeito que nossa gente sempre mereceu.

Obras de prolongamento da Litorânea avançam e chegam a nova fase

Obra de ampliação da Litorânea avança em São Luís. (Foto: Karlos Geromy)

O prolongamento da Avenida Litorânea para instalação do BRT (Transporte Rápido por Ônibus) é a maior obra de mobilidade urbana intermunicipal do Maranhão. As obras já entraram em uma nova etapa.

O Governo do Maranhão, por meio da Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB), iniciou serviço de terraplenagem e aplicação de mantas e pedras de contenção no trecho de quase 2 mil metros na extensão. Vai da altura do Rio Pimenta até a Avenida São Carlos, entre a Avenida Litorânea e a Praia do Olho D’água.

“Estamos aplicando uma contenção com aterro de pedras e mantas que impedem tanto a saída de material para a praia, quanto a entrada de água e possíveis infiltrações que podem causar deformações no pavimento. É uma ação complexa em função da orla, da água e das particularidades da região”, explica o presidente da MOB, Lawrence Melo.

O prolongamento da Avenida Litorânea compõe a primeira fase de implantação do sistema de tráfego binário de transporte tipo BRT. Com investimentos de R$ 140 milhões, além do novo tipo de transporte, a obra vai requalificar a Avenida Litorânea e a Avenida dos Holandeses.

Será feita a instalação de ações de urbanização, paisagismo, ciclovias, calçadas, estacionamentos e áreas para caminhada numa extensão de 20 km, beneficiando os moradores de São Luís e das cidades de Raposa e Paço do Lumiar.

Rapidez e conforto

Presidente da MOB, Lawrence Melo
Presidente da MOB, Lawrence Melo

A requalificação das Avenidas Litorânea e Holandeses para implantação do BRT deverá encurtar em mais de 40 minutos as viagens diárias de milhares de usuários do serviço de transporte público intermunicipal na Grande Ilha.

O transporte tipo BRT vai interligar os municípios da região e melhorar a circulação do transporte coletivo metropolitano, com dois Terminais de Integração.

Para o presidente da MOB, Lawrence Melo, a economia de tempo é um dos grandes ganhos do novo tipo de transporte a ser implantado. “Nós temos hoje um grande gargalo na MA-201, mas com a concepção de integração de transporte que nós pensamos, os passageiros que utilizam o serviço intermunicipal nesse trecho economizarão no mínimo 20 minutos para ir e 20 minutos para voltar, usando o Sistema BRT”, diz.

“São ônibus biarticulados com tecnologia embarcada, trafegando por um corredor exclusivo e com sistema semafórico que garante que eles transitem sem interrupções, com sinal sempre verde. A determinação do governador Flávio Dino é para oferecermos uma alternativa eficiente de transporte público para a população”, acrescenta Lawrence.

Mais empregos

Com cronograma de conclusão em 24 meses, a implantação do Sistema BRT deve gerar centenas de empregos no setor de construção civil tanto em São Luís, quanto nos municípios da Ilha.

Para fazer a implantação da infraestrutura, a obra civil de ampliação da Avenida Litorânea já usa mão de obra de dezenas de trabalhadores. Nesse trecho, a obra utiliza material de pedreiras certificadas que são levadas do município de Bacabeira até o local da obra.

“É uma obra que já está gerando trabalho e renda para muitos trabalhadores, mas a maior parte dos empregos vai ser gerada com a fase de acabamento, que requer uma diversidade maior de mão de obra em função dos materiais que utilizaremos”, avalia Lawrence Melo.

Incremento no turismo

A implantação do BRT inclui a requalificação da orla. Além das obras de urbanização e paisagismo, o Governo do Maranhão iniciou o Projeto de Implantação de Barracas Padronizadas para uso de comerciantes na Praia do Araçagi.

“Nós conversamos com o presidente da Agência Executiva Metropolitana (Agem), Lívio Corrêa, que nos mostrou o projeto das barracas conjugadas que oferecem toda a infraestrutura para receber mais frequentadores. Isso atrai mais turistas e gera condições adequadas de trabalho para os comerciantes da região”, explicou Lawrence Melo.

A requalificação da Litorânea e a padronização do comércio no Araçagi se unem ao trabalho de despoluição da orla de São Luís, realizado desde o início da gestão Flávio Dino para ampliar a oferta de atrações turísticas na capital maranhense.

Simplício Araújo destaca fortalecimento da parceria entre Sebrae e Governo

Simplício Araújo representou o Governo em posse do Sebrae. (Foto: Artur Costa)
Simplício Araújo representou o Governo em posse do Sebrae. (Foto: Artur Costa)

Durante a posse da nova diretoria administrativa do Serviço Brasileiro de Apoio a Micro e Pequena Empresa (Sebrae), no Maranhão, realizada nesta quinta-feira (17), o secretário estadual de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), Simplício Araújo, destacou a parceria entre a instituição e o Governo do Estado.

“Temos que andar unidos, fortalecendo ainda mais essa parceria. O Sebrae é um instrumento importante para os municípios, principalmente com relação a implantação da Lei Complementar 123. Nós vamos ajudar a ampliar essas ações, em conjunto com as ações já realizadas pelo Governo”, ressaltou o secretário.

A Lei Complementar 123 institui o Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte, também conhecido como a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa.

Araújo, que na ocasião representou o governador Flávio Dino, também falou sobre a os pequenos negócios buscarem auxílio para seu crescimento. “É importante os pequenos negócios buscarem auxílio, apoio do Sebrae e um dialogo com os municípios e estados. Já que são responsáveis por grande parte dos empregos gerados em todo o país”.

O conselho Deliberativo do Sebrae é formado por 15 instituições públicas e privadas, e está sendo presidido pelo engenheiro agrônomo Raimundo Coelho, que também é presidente a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Maranhão (Faema).

Coelho disse que “é preciso estar junto aos pequenos empresários e levando conhecimento e informações técnicas”. O presidente também afirmou que a parceria com o Governo ajudará na principal bandeira que será defendida por ele em sua gestão, que será o empreendedorismo.

Raimundo Coelho e o conselheiro Celso Gonçalo (vice presidente) conduzirão a instituição nos próximos quatro anos, junto aos diretores executivos Albertino Leal, Mauro Borralho de Andrade e Rachel Jordão, que ocupam os cargos de diretor superintendente, diretor técnico e diretora de Administração e Finanças.

Astro de Ogum define trabalhos e projetos na Grande São Luís

Foto Divulgação

Exercitando aquilo que mais gosta de fazer, digo, está perto do povo, mas que esteve afastado nos últimos quatro anos, em função da presidência da Câmara de São Luís, o vereador Astro de Ogum (PR), vice-presidente do legislativo ludovicense, esteve participando de uma grande reunião na comunidade Calembe, na zona rural da capital.

Segundo o parlamentar, o encontro teve como objetivo definir as áreas de início dos trabalhos e projetos que pretende implantar na região, e que vai beneficiar milhares de pessoas em inúmeras comunidades.

Foto Divulgação

“A zona rural é uma região de grande extensão geográfica e populacional, portanto, com muitos problemas, e para ameniza-lós precisamos nos unir, dar-mos as mãos para melhorar a qualidade de vida de quem escolheu a zona rural para morar”, enfatizou o vereador.

Participaram do encontro 83 lideranças das seguintes localidades: Calembe, Piçarreira, Estiva, Vila Samara I e II, Sol Nascente, Igaraú, Novo Horizonte, Aguada, Rumo, Coqueiro, Juçara, Inhaúma, Aldeia Legume, Vila Rica, Tibiri, Magnólia, Residencial 2000, Maracujá, Cinturão verde, Quebra-pote, Maracanã,São Joaquim, Anajatiua, Santa Helena, Collier, Rio Grande, Vila Itamar, Itapera, laranjeira, Nova Larajeira, Murtura, Pedrinhas e Ribeira.

“ Como sempre o Astro deu um show, porque de fato pensa em como ajudar nossas comunidades, a exemplo do que fez na Vila Samara, colocando os canos nas ruas e levando água pra centenas de pessoas, por isso estamos motivado para trabalhar em prol da zona rural. Acreditamos e apoiamos o vereador”, finalizou Jeanne Medeiros, liderança comunitária com atuação no Calembe.