10 de janeiro de 2017 | Por:

A farra de distribuição de empregos para parentes dos novos prefeitos do Maranhão continua. Depois de Fábio Gentil em Caixas nomear a esposa, o irmão e uma prima, a denúncia mais recente é em Itapecuru-Mirim, onde o prefeito Miguel Lauand (PRB) teria arranjado vaga também para a esposa, irmã e prima.

A primeira dama, Teresa Lauand, ficou com Assistência Social; a irmã, Socorro Lauand, pegou a pasta da Educação e a prima, Graça Lauand, Secretaria de Finanças. A informação é do blog do Abel Carvalho.

Miguel é um dos membros da chapa oligarca da Famem e já começa seu mandato dando uma mau exemplo de gestão. O Ministério Público deve ficar atento sobre mais essa denúncia que pode ser configurado como nepotismo.

Em menos de duas semanas, esse já é o terceiro caso de nomeação de parentes em prefeituras do Maranhão. As outras ocorrências foram em Caxias, como falado no começo do texto e Chapadinha, onde foi necessária a intervenção da promotoria estadual.