Bike Racks são instalados em ônibus interurbanos que ligam Raposa a São Luís

Resultado de imagem para Bike Racks em ônibus

A Linha Expressa Metropolitana contará partir desta segunda-feira (24), com bike racks nos nove ônibus que compõem a linha Raposa – São Luís. O projeto busca promover o uso da bicicleta e incentivar a integração entre os modais de transporte e foi realizado pela Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB).

Os equipamentos serão instalados na parte dianteira dos coletivos e funcionam de maneira semelhante aos racks de automóveis. Cada rack terá vaga para até duas bicicletas e são ideais para pessoas que percorrem grandes distâncias, como o caso de quem mora na Raposa e precisa se deslocar até São Luís, podendo realizar parte do trajeto de bicicleta e outra de ônibus, além de oferecer segurança para imprevistos, como chuvas inesperadas ou problemas mecânicos.

Para facilitar ainda mais o trajeto de quem utiliza a bicicleta como meio de transporte, é possível estimar os horários dos ônibus da Linha Expressa pelo app ‘Meu ônibus MOB’, disponível para sistemas IOS e Android, e que já somam mais de 32 mil downloads.

Bike Rack

O sistema já é usado em algumas cidades no mundo, como Paris, na França, e Houston e Los Angeles, nos Estados Unidos. No Brasil, apenas as cidades gaúchas de Santa Cruz do Sul e Bagé já realizaram operações com racks. Em outras cidades como Recife e Florianópolis, a câmara municipal já aprovou o projeto que prevê a instalação de bike racks em ônibus, mas o projeto ainda não foi iniciado.

Já em São Paulo, a SPTrans chegou a implantar bike racks de forma experimental em alguns ônibus da frota. Entretanto, o projeto foi descontinuado no mesmo ano e a empresa afirmou na época que não havia planos de retomá-lo.

Share and Enjoy

Comentários

Comentários1

Suplente do pai, Lobão Filho está na mira da Lava Jato

Resultado de imagem para lobão e lobão filho

De acordo com uma matéria do jornal O Globo, o candidato derrotado ao governo do Estado, Lobão Filho está na mira dos investigadores da Lava Jato, após e-mails enviados pelo governo da Suíça, indicando que ele possui  contas secretas no país.

Lobão Filho já é alvo de processos por ocultação de patrimônio, falsidade ideológica e sonegação fiscal por, supostamente, ter escondido a propriedade de uma empresa de bebidas sob o nome de laranjas. Mesmo assim, pode herdar o posto de senador do pai, Edison Lobão (PMDB-MA), sob investigação por corrupção no âmbito da Lava-Jato.

Em contato com o jornal, Lobão Filho afirmou que as acusações são “assuntos com origem de 20 anos, exaustivamente explicados, mas que a imprensa insiste em explorar”.

Ainda segunda a matéria, se os 63 congressistas que tiveram inquéritos abertos pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin fossem afastados dos cargos, a maior parte dos substitutos não teria menos pendências policiais e judiciais do que os titulares a apresentar aos eleitores. Levantamento do GLOBO indica que 64% dos suplentes de deputados federais e 67% dos suplentes de senadores — todos investigados na Lava-Jato — respondem ou já responderam a acusações pelos mais variados crimes, de compra de votos e improbidade administrativa a estupro de vulnerável e homicídio.

 

Share and Enjoy

Comentários

Comentários1

São Luís é a quinta pior capital para se viver no Brasil, de acordo com pesquisa

Resultado de imagem para São Luís

Levantamento da consultoria Macroplan mostrou que São Luís é a quinta pior capital para se viver no Brasil. Para chegar a esta conclusão, a consultoria analisou os municípios com mais de 266 mil habitantes em 16 indicadores divididos em quatro áreas distintas: saúde, educação e cultura, segurança e saneamento e sustentabilidade.

O ranking foi formado por um índice que vai de 0 a 1 – quanto mais próximo de zero, pior é a condição de vida no local. São obteve um índice de 0,508. As informações são da Exame.

A capital maranhense esteve em último nos quesitos segurança e saúde. Educação foi o indicador em que São Luís teve o seu melhor desempenho chegando em 13ª entre 26 capitais.

Mesmo assim, a cidade ficou apenas à frente apenas de Belém, Maceió, Porto Velho e Macapá, todas localizadas na região Norte.

No extremo oposto está  Curitiba (PR), que garantiu o primeiro lugar no ranking entre as melhores capitais do país, com índice de 0,695. Segundo o estudo, a cidade tem bons resultados nas quatro áreas analisadas pela consultoria.

O RANKING DAS CAPITAIS DO PAÍS

Ranking Capital Estado Índice
Curitiba PR 0,696
Florianópolis SC 0,686
Vitória ES 0,681
Belo Horizonte MG 0,677
São Paulo SP 0,673
Palmas TO 0,657
Campo Grande MS 0,645
Rio de Janeiro RJ 0,627
Goiânia GO 0,622
10º Porto Alegre RS 0,622
11º Boa Vista RR 0,593
12º João Pessoa PB 0,574
13º Cuiabá MT 0,569
14º Fortaleza CE 0,566
15º Salvador BA 0,555
16º Recife PE 0,543
17º Natal RN 0,542
18º Teresina PI 0,536
19º Rio Branco AC 0,529
20º Manaus AM 0,528
21º Aracaju SE 0,512
22º São Luís MA 0,508
23º Belém PA 0,486
24º Maceió AL 0,473
25º Porto Velho RO 0,470
26º Macapá AP 0,434

COMO CADA CAPITAL SE SAIU EM EDUCAÇÃO E CULTURA

Ranking Capital UF Índice
Vitória ES 0,630
Florianópolis SC 0,619
São Paulo SP 0,579
Palmas TO 0,557
Belo Horizonte MG 0,546
Curitiba PR 0,543
Rio de Janeiro RJ 0,540
Cuiabá MT 0,536
Campo Grande MS 0,529
10º Teresina PI 0,526
11º Rio Branco AC 0,504
12º Goiânia GO 0,503
13º São Luís MA 0,494
14º Fortaleza CE 0,492
15º Porto Alegre RS 0,485
16º Manaus AM 0,465
17º Boa Vista RR 0,460
18º Recife PE 0,445
19º Porto Velho RO 0,439
20º Natal RN 0,434
21º João Pessoa PB 0,416
22º Aracaju SE 0,378
23º Belém PA 0,369
24º Salvador BA 0,369
25º Macapá AP 0,362
26º Maceió AL 0,341

COMO CADA CAPITAL SE SAIU EM SAÚDE

Ranking Capital Estado Índice
Curitiba PR 0,692
Palmas TO 0,688
Vitória ES 0,686
Belo Horizonte MG 0,682
Florianópolis SC 0,671
Campo Grande MS 0,622
Goiânia GO 0,605
Fortaleza CE 0,601
São Paulo SP 0,598
10º Porto Alegre RS 0,593
11º Natal RN 0,587
12º Boa Vista RR 0,587
13º João Pessoa PB 0,577
14º Porto Velho RO 0,568
15º Teresina PI 0,557
16º Rio de Janeiro RJ 0,556
17º Manaus AM 0,554
18º Rio Branco AC 0,548
19º Cuiabá MT 0,548
20º Recife PE 0,544
21º Aracaju SE 0,537
22º Belém PA 0,535
23º Salvador BA 0,520
24º Maceió AL 0,507
25º Macapá AP 0,498
26º São Luís MA 0,497

 

SEGURANÇA

Ranking Capital Estado Índice
São Paulo SP 0,888
Florianópolis SC 0,851
Rio de Janeiro RJ 0,828
Campo Grande MS 0,803
Belo Horizonte MG 0,759
Boa Vista RR 0,759
Curitiba PR 0,741
Macapá AP 0,740
Belém PA 0,738
10º Porto Alegre RS 0,731
11º Manaus AM 0,726
12º Rio Branco AC 0,721
13º Salvador BA 0,705
14º Palmas TO 0,686
15º Vitória ES 0,670
16º Porto Velho RO 0,664
17º Recife PE 0,663
18º Natal RN 0,633
19º Cuiabá MT 0,617
20º João Pessoa PB 0,590
21º Goiânia GO 0,582
22º Aracaju SE 0,579
23º Maceió AL 0,523
24º Teresina PI 0,503
25º Fortaleza CE 0,477
26º São Luís MA 0,476

COMO CADA CAPITAL SE SAIU EM SANEAMENTO E SUSTENTABILIDADE

Ranking Capital Estado Índice
Curitiba PR 0,945
Goiânia GO 0,874
São Paulo SP 0,869
Salvador BA 0,868
Belo Horizonte MG 0,860
Porto Alegre RS 0,858
João Pessoa PB 0,831
Campo Grande MS 0,814
Rio de Janeiro RJ 0,811
10º Vitória ES 0,767
11º Palmas TO 0,764
12º Boa Vista RR 0,761
13º Florianópolis SC 0,758
14º Aracaju SE 0,672
15º Fortaleza CE 0,668
16º Recife PE 0,660
17º Cuiabá MT 0,641
18º Maceió AL 0,618
19º Natal RN 0,609
20º São Luís MA 0,566
21º Teresina PI 0,533
22º Manaus AM 0,505
23º Belém PA 0,495
24º Rio Branco AC 0,457
25º Macapá AP 0,316
26º Porto Velho RO 0,274

Share and Enjoy

Comentários

Comentários1

Senado aprova projeto que torna inelegível agente público condenado por prostituição infantil

Resultado de imagem para ações contra a pedofilia

Congresso em Foco – Réu condenado em segunda instância por envolvimento com prostituição infantil poderá ficar impedido de assumir qualquer cargo público. É o que está previsto no projeto de lei (PLS 209/2008) aprovado pelo Plenário do Senado por 68 votos a favor e apenas um contrário, nesta quarta-feira (19). A matéria ainda será analisada pela Câmara dos Deputados.

A proposta, do senador Cristovam Buarque (PPS-DF), altera a Lei de Inelegibilidade (Lei Complementar 64/1990) para determinar que a pessoa não pode assumir qualquer cargo público se estiver respondendo judicialmente a imputações de envolvimento direto ou indireto com o crime de prostituição infantil.

Pelo texto original, a inelegibilidade teria início já com o oferecimento da denúncia pelo Ministério Público e o recebimento pelo Poder Judiciário, o que ocorre quando a autoridade judicial constata a presença dos elementos mínimos necessários para a instauração da instrução criminal. O prazo de inelegibilidade é de oito anos após o cumprimento da pena.

Na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), o projeto foi relatado pelo senador Magno Malta (PR-ES). Em Plenário, ele acatou sugestão do líder do PMDB, Renan Calheiros (AL), e apresentou subemenda para estabelecer que a inelegibilidade só ocorra após condenação do agente público por colegiado de segunda instância, na forma da Lei da Ficha Limpa.

— Essa matéria é preventiva, na questão da proteção da infância, ao impedir a eleição de um indivíduo que deliberadamente abusa de uma criança. Nesse projeto ganha o Brasil, ganham as famílias, ganhamos todos nós —afirmou Magno Malta.

 

Share and Enjoy

Comentários

Comentários1

45 presos beneficiados com a saída temporária da Páscoa não retornaram a Pedrinhas

Resultado de imagem para pedrinhas

Quarenta e cinco presos que foram beneficiados com a saída temporária da Páscoa, não retornaram ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís. Os detentos deveriam retornar até a última terça-feira (19), e agora são considerados foragidos da Justiça.

No total, 548 presos tiveram direito ao benefício, que é assegurado por lei. A 1ª Vara de Execuções Penais de São Luís, órgão que assina a portaria que concede o benefício, já emitiu os mandados de segurança contra os presos que não retornaram.

Se capturados, eles terão regressão de pena do semiaberto para fechado, não tendo mais direito ao benefício.

Share and Enjoy

Comentários

Comentários1

Receita Federal quer provas da Lava Jato para cobrar impostos atrasados de Lobão e Sarney

Resultado de imagem para edison lobão e sarney

O senador Edson Lobão e o ex-presidente José Sarney são alvos alvos da Receita Federal, que pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) o compartilhamento de provas de processos da Operação Lava-Jato. A Receita quer iniciar ou dar prosseguimento a procedimentos fiscais, com o objetivo de recuperar impostos que possivelmente deixaram de ser pagos pelos investigados.

Além dos dos dois maranhenses, os nomes de Renan Calheiros, Romero Jucá, Fernando Collor também aparecem no pedido. A decisão de dividir os documentos com a Receita caberá ao ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato no STF. As informações são do jornal O Globo.

Segundo a Receita, alguns dos alvos já têm procedimentos fiscais instaurados, enquanto outros ainda não, mas não esclarece quem exatamente. O órgão garantiu que todos os documentos que vierem a ser compartilhados serão protegidos por sigilo fiscal. A Receita tem pressa porque, após cinco anos, a legislação não permite cobrar tributos atrasados.

Outros dois inquéritos — erroneamente identificados como sendo da Lava-Jato pela Receita — investigam o deputado Waldir Maranhão (PP-MA), que já foi vice-presidente da Câmara. Esses casos não estão com Fachin, mas com o ministro Marco Aurélio Mello. Tanto os inquéritos com Fachin como aqueles com Marco Aurélio são anteriores à delação dos executivos da Odebrecht, que levou à abertura de 76 novas investigações no STF.

 

 

Share and Enjoy

Comentários

Comentários1