Imprensa é oposição e os jornalistas precisam de proteção

Circula nas redes sociais um video amador em que um homem, um desses brutamontes, com camisa da campanha do Bolsonaro, intimida uma equipe de repórteres da Rede Globo. Dizia ele que não iria permitir que o repórter falasse mal do presidente, avançando e intimidando o repórter e a equipe. Chegou a ameaçar um dos integrantes exigindo que ele falasse a palavra “mito”.

Será assim nesse novo governo. Intimidações, ameaças, pancadaria, espancamento, execuções, tudo feito por “cidadãos de bem” que fizeram campanha pro presidente, que sempre incitou esse tipo de comportamento. Mais casos? Câmeras de segurança registraram o espancamento de um flanelinha, idoso, por outro brutamontes, que também ostentava em suas redes o apoio a Bolsonaro. Outro caso: um PM executou com seis tiros no rosto um motociclista após discussão de trânsito. O que tem em comum? O mesmo apoio explícito ao presidente.

Nós, jornalistas, temos sofrido ameaças por todo o país. Se criticar o presidente e seu grupo, sofremos violência, intimidações, constrangimentos. Com todos os seus erros, a imprensa continua sendo imprescindível para que o poder público tenha controle externo. Como disse Millôr Fernandes, “imprensa é oposição, o resto é armazém de secos e molhados”.

As entidades democráticas, a população, precisam se aliar à imprensa. Nós jornalistas precisamos ter garantias de trabalho, sobretudo a imprensa independente e alternativa. A Fenaj, os sindicatos de jornalistas, a ABI, as associações regionais, precisam criar uma rede de proteção permanente, de acolhimento, com garantias jurídicas e até mesmo da integridade física dos jornalistas. O Ministério Público precisa se encorajar e intervir, acionar, denunciar esses ataques e ameaças, sob pena de ferir-se de morte a democracia, que já anda capenga em nosso país.

Ilustração: Charge da Fundação: “Cartooning for Peace” (desenhos pela paz) 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *